Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20742
Título: O envelhecimento no espaço midiático: a produção de sentidos pelos meios jornalísticos
Autor(es): Costa, Averlândio Wallysson Soares da
Palavras-chave: Envelhecimento;Jornais;Idoso;Comunicação
Data do documento: 15-Dez-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COSTA, Averlândio Wallysson Soares da. O envelhecimento no espaço midiático: a produção de sentidos pelos meios jornalísticos. 2015. 98f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: Aging as a social phenomenon is guided in the ways of production and reproduction, that is linked to the peculiarities and compliances of the social structure influence the values and erected senses. The search for the understanding of the reality will be given by the appropriation of knowledge/information that in contemporary times are increasingly tied to the media means, so that they go beyond the mere condition media, reaching the condition of instruments of direct, attitudes and opinions production. Among the media instruments, there are news medias, that are important means of information dissemination and consequently production of senses, including over aging. Thus, the objective is to: apprehend the social representations and meanings associated with aging in the media space about aging; browse the social representations about aging in media space and their influence on the relations that are established in the cultural socio-economic context. To do it The Theory of Social Representation will be used. To collect the data, 57 online news from the three main state newspapers were studied: Tribuna do Norte, Gazeta do Povo and Jornal de Hoje, which were captured through a search tol of these newspaper sites, using the words: “aging””elderly”. These materials were analyzed making use of Bardin’s Qualitative Analysis, which allowed the establishment of five categories, namely: Aging and violence; Aging in contemporary times; Aging and health; Aging and citizenship; and Aging, work and action. In the first category news reporting violent situations are framed the regardless of the victim’s condition or the one charged by the violence, the fragility of elderly persists. In Aging in contemporary times the attempts of the news media to explain the demographic changes of the quantitative increases in the elderly, the burden it may lead to the full development of the country are noticed. In Aging and health is noticed the imminent end of the condition brought on age, as a synonym for diseases and conditions. In the fourth category, Aging and citizenship situations are shown where peculiarities and needs or the elderly need to turn into obligation to be fulfilled, denouncing the condition of low expression and social power of the class. Finally, in Aging, work and action situations that indicate the non-expectation of elderly interaction with new technologies and participation in decision-making directions of society are brought. In a general and specific form this analysis allowed learning the ways of production of meanings about aging in the papers, as these ones tend to represent aging through intentioned situations as hegemonic needs, building the social representation of the elderly as fragile person, submissive, inactive, subject to violence and susceptible to becoming ill.
metadata.dc.description.resumo: O envelhecimento como um fenômeno social pauta-se nos modos de produção e reprodução, que atrelados a peculiaridades e conformidades da estrutura social influenciam nos valores e sentidos erguidos. A busca pelo entendimento da realidade dar-se-á pela apropriação do conhecimento/informação, que na contemporaneidade cada vez mais são atrelados aos meios midiáticos, de forma que esses ultrapassam a condição de meros meios de comunicação, chegando a condição de instrumentos de produção direta de valores, posturas e opiniões. Dentre os instrumentos midiáticos, tem-se os meios jornalísticos, que são importantes meios de disseminação de informação e consequentemente de produção de sentidos, inclusive sobre o envelhecimento. Assim, de forma geral objetiva-se: conhecer as representações da mídia acerca do envelhecimento, tendo como foco jornais circulantes no Rio Grande do Norte. Aliado ao objetivo geral, elegem-se como específicos: apreender os fatores que possam influenciar nesse processo; e refletir sobre os entendimentos estabelecidos sobre o envelhecimento. Para tanto valer-se-á da Teoria da Representação Social. Para coleta dos dados, foram estudadas 57 notícias online dos três principais jornais do estado, quais sejam: Tribuna do Norte, Gazeta do Oeste e Jornal de Hoje, que foram captadas através de instrumento de busca dos sítios dos próprios jornais, utilizando os termos de busca: “envelhecimento”, “idoso”. Essas matérias foram analisadas valendo-se da Análise de Conteúdo Temática de Bardin, que permitiu o estabelecimento de cinco categorias, a saber: Envelhecimento e violência; Envelhecimento na contemporaneidade; Envelhecimento e saúde; Envelhecimento e cidadania; e Envelhecimento, trabalho e ação. Na primeira categoria são enquadradas notícias que denunciam situações violentas, que independente da condição de vítima ou acusado pela violência, a fragilidade do idoso persiste. Em Envelhecimento na contemporaneidade percebeu-se as tentativas da mídia jornalística em explicar as mudanças demográficas do aumento quantitativo de idosos, os ônus que isso pode gerar para o pleno desenvolvimento do país. No Envelhecimento e saúde é percebido a condição de fim iminente trazido no envelhecer, como sinônimo de doenças e debilidades. Na quarta categoria, Envelhecimento e cidadania, são visualizados situações em que peculiaridades e necessidades dos idosos precisam virar obrigação para serem cumpridas, denunciando condição de baixa expressão e poder social da classe. Por fim, em Envelhecimento, trabalho e ação são trazidas situações que denunciam a não expectativa do idoso a interação com as novas tecnologias e participação nos rumos decisórios da sociedade. De forma geral e específica tal análise permitiu apreender os modos de produção de sentidos sobre envelhecimento pelos jornais, já que esses tendem a representar o envelhecimento por meio de situações intencionadas, conforme necessidades hegemônicas, construindo a representação social do idoso como um ser frágil, submisso, inativo, passível à violência e susceptível ao adoecer.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20742
Aparece nas coleções:PPGSCOL - Mestrado em Saúde Coletiva

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AverlandioWallyssonSoaresDaCosta_DISSERT.pdf767,36 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.