Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20830
Título: Testes para a avaliação da qualidade fisiológica de sementes de Moringa oleifera Lam
Autor(es): Medeiros, Maria Luiza de Souza
Palavras-chave: Moringa;Envelhecimento acelerado;Condutividade elétrica;Lixiviação de potássio;Qualidade fisiológica
Data do documento: 17-Dez-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MEDEIROS, Maria Luiza de Souza. Testes para a avaliação da qualidade fisiológica de sementes de Moringa oleifera Lam. 2015. 78f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The evaluation of seed vigor is an important factor for detection of lots of high quality seeds, so that development of procedures to evaluate the physiological potential has been an important tool in quality control programs seeds. In this sense the study aimed to adapt the methodologies of accelerated aging, electrical conductivity and potassium leaching to evaluate Moringa oleifera seed vigor LAM.. Therefore, four lots of moringa seeds were subjected to the germination tests, seedling emergence, speed of emergence index, emergence first count, length and dry mass of seedlings and cold test for their physiological characterization, in addition to accelerated aging, electrical conductivity and potassium leaching. The experimental design was completely randomized with four replications of 50 seeds and the means compared by Tukey test at 5% probability. For accelerated aging the periods were studied aging 12, 24 and 72 hours at 40, 42 and 45°C. For the electrical conductivity test was used to a temperature of 25°C for periods of 4, 8, 12, 16 and 24 hours of immersion in 75 to 125 mL of distilled water, using 25 to 50 seeds, and for potassium leaching test samples were used 25 to 50 seeds, placed in plastic cups containing 70 and 100 mL of distilled water at 25°C for periods of 1, 2, 3, 4, 5 and 6 hours. From the results obtained, it can be inferred that the methods best fit for the accelerated aging test Moringa seeds were a temperature of 40°C for 12 to 72 hours, 42°C 72 hours 45°C 24 hours . In the electrical conductivity test Moringa seeds, the combination of 50 seeds in 75 mL distilled water for a period of immersion of 4 hours and 50 seeds in 125 mL of 4 hours were efficient for the differentiation of lots of Moringa seeds as to vigor and for potassium leaching test moringa seeds, the combination of 50 seeds in 100mL of distilled water allowed the separation of lots of four levels of vigor, at 2 hours of immersion, showing promise in evaluate the quality of moringa seeds.
metadata.dc.description.resumo: A avaliação do vigor de sementes é um fator importante para a detecção de lotes de sementes de alta qualidade, de modo que o desenvolvimento de procedimentos para avaliar o potencial fisiológico tem sido importante ferramenta dentro de programas de controle de qualidade de sementes. Nesse sentido, este trabalho teve como objetivo adequar as metodologias dos testes de envelhecimento acelerado, condutividade elétrica e lixiviação de potássio para a avaliação do vigor de sementes de Moringa oleifera LAM.. Para tanto, quatro lotes de sementes foram submetidos aos testes de germinação, emergência de plântula, índice de velocidade de emergência, primeira contagem de emergência, comprimento e massa seca de plântulas e teste frio, para a sua caracterização fisiológica, além dos testes de envelhecimento acelerado, condutividade elétrica e lixiviação de potássio. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com quatro repetições de 50 sementes, e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade, sendo realizada a análise de regressão polinomial no teste de condutividade elétrica. Para o teste de envelhecimento acelerado, foram estudados os períodos de envelhecimento de 12, 24 e 72 horas, a 40, 42 e 45 ºC. Para o teste de condutividade elétrica, utilizou-se a temperatura de 25 °C por períodos de 4, 8, 12, 16 e 24 horas de imersão, em 75 e 125 mL de água destilada, utilizando-se 25 e 50 sementes e, para o teste de lixiviação de potássio, utilizou-se amostras de 25 e 50 sementes, colocadas em copos plásticos contendo 70 e 100 mL de água destilada à 25 °C por períodos de 1, 2, 3, 4, 5 e 6 horas. A partir dos resultados obtidos, pode-se inferir que as metodologias que melhor se ajustaram para o teste de envelhecimento acelerado em sementes de moringa foram a temperatura de 40 ºC por 12 e 72 horas, 42 ºC a 72 horas e 45 ºC a 24 horas. Para o teste de condutividade elétrica em sementes de moringa, a combinação de 50 sementes em 75 mL de água destilada por período de embebição de 4 horas e, 50 sementes em 125 ml por 4 horas foram eficiente para a diferenciação dos lotes de sementes de moringa quanto ao vigor e, para o teste de lixiviação de potássio em sementes de moringa, a combinação de 50 sementes /100 mL de água destilada permitiu a separação dos lotes em quatro níveis de vigor, a partir de 2 horas de imersão, mostrando-se promissor na avaliação da qualidade de sementes de moringa.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20830
Aparece nas coleções:PPGCF - Mestrado em Ciências Florestais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaLuizaDeSouzaMedeiros_DISSERT.pdf759,25 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.