Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20962
Título: Imunoexpressão das proteínas APE-1 e XRCC-1 em carcinoma epidermoide de língua oral
Autor(es): Conceição, Thalita Santana
Palavras-chave: Câncer oral;Reparo do DNA;Prognóstico;Imuno-histoquímica
Data do documento: 19-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CONCEIÇÃO, Thalita Santana. Imunoexpressão das proteínas APE-1 e XRCC-1 em carcinoma epidermoide de língua oral. 2016. 78f. Dissertação (Mestrado em Patologia Oral) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: DNA repair systems play a critical role in protecting the human genome from damage caused by carcinogens present in the environment. Mutations in DNA repair genes may be responsible for tumor development and resistance of malignant cells to chemotherapeutic agents. The major pathway for oxidative DNA damage repair is the base excision repair pathway. The objective of this study was to investigate the immunoexpression of APE-1 and XRCC-1, which are proteins involved in DNA base excision repair and its association with clinical and histopathological parameters in oral tongue squamous cell carcinoma (OTSCC), in order to investigate a possible prognostic value for those proteins. The expression of APE-1 and XRCC-1 was evaluated semi-quantitatively by immunohistochemistry in 50 OTSCC cases. Clinical data was collected from patients’ medical charts and histopathological grading was performed for each case. Statistical analysis (Chi-square and Fisher’s exact tests; significance of 5%) was performed to determine the association between protein expressions and clinico-pathological characteristics. APE-1 was highly expressed in nucleus and cytoplasm in 56% of cases. XRCC-1 showed overexpression only in nucleus in 60% of cases. High expression of XRCC-1 was significantly associated to clinical stages I and II (P=0.02). Both proteins were not associated to other clinical parameters or histopathological grading. Our findings demonstrate that DNA base excision repair proteins APE-1 and XRCC-1 are upregulated in OTSCC, however, they are not related to clinical and histologic parameters, except for XRCC-1 association to better clinical staging. Our results indicate that the immunohistochemical expression of these proteins has no association with prognostic parameters in this tumor.
metadata.dc.description.resumo: Os sistemas de reparo do DNA desempenham um papel crítico na proteção do genoma humano contra danos causados por agentes cancerígenos presentes no ambiente. Mutações em genes de reparo de DNA podem ser responsáveis pelo desenvolvimento de tumores e de resistência das células malignas a agentes quimioterapêuticos. A principal via de reparo de danos oxidativos do DNA é a via de reparo por excisão de bases. O objetivo deste estudo foi investigar a imunoexpressão da APE-1 e XRCC-1, que são proteínas envolvidas no reparo do DNA por excisão de bases, e sua associação com parâmetros clínicos e histopatológicos em carcinoma epidermoide de língua oral (CELO), a fim de investigar um possível valor prognóstico para essas proteínas. A expressão de APE-1 e XRCC-1 foi avaliada por meio de imuno-histoquímica em 50 casos de CELO. Os dados clínicos foram coletados no prontuário médico de cada paciente e a gradação histopatológica foi efetuada para cada caso. A análise estatística com os testes de Qui-quadrado e Exato de Fisher foi realizada para determinar a associação entre as expressões das proteínas e características clínico-patológicas; adotou-se um valor de significância de p<0,05. APE-1 foi altamente expressa no núcleo e no citoplasma em 56% dos casos. XRCC-1 mostrou alta expressão apenas no núcleo em 60% dos casos. A alta expressão de XRCC-1 foi significativamente associada aos estádios clínicos I e II (p = 0,02). Ambas as proteínas não foram associadas a outros parâmetros clínicos ou gradação histopatológica. Por fim, nossos resultados demonstraram que as proteínas de reparo do DNA por excisão de bases APE-1 e XRCC-1 estão positivamente expressas em CELO, no entanto, não estão relacionadas com parâmetros clínicos e histológicos, exceto a associação de XRCC-1 com melhor estadiamento clínico. Os resultados deste experimento indicam que a expressão imuno-histoquímica dessas proteínas não possui valor prognóstico para esta neoplasia.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20962
Aparece nas coleções:PPGPO- Mestrado em Patologia Oral

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ThalitaSantanaConceicao_DISSERT.pdf2,07 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.