Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21027
Título: SLA-Based Guidelines for Database Transitioning
Autor(es): Leal, Fábio de Sousa
Palavras-chave: SLA;Database;Migration
Data do documento: 26-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: LEAL, Fábio de Sousa. SLA-Based Guidelines for Database Transitioning. 2016. 108f. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: Component-based Software Engineering (CBSE) and Service-Oriented Architecture (SOA) became popular ways to develop software over the last years. During the life-cycle of a software system, several components and services can be developed, evolved and replaced. In production environments, the replacement of core components, such as databases, is often a risky and delicate operation, where several factors and stakeholders should be considered. Service Level Agreement (SLA), according to ITILv3’s official glossary, is “an agreement between an IT service provider and a customer. The agreement consists on a set of measurable constraints that a service provider must guarantee to its customers.”. In practical terms, SLA is a document that a service provider delivers to its consumers with minimum quality of service (QoS) metrics.This work is intended to assesses and improve the use of SLAs to guide the transitioning process of databases on production environments. In particular, in this work we propose SLA-Based Guidelines/Process to support migrations from a relational database management system (RDBMS) to a NoSQL one. Our study is validated by case studies.
metadata.dc.description.resumo: Engenharia de Software Baseada em Componentes (CBSE) e Arquitetura Orientada a Serviços (SOA) tornaram-se formas populares de se desenvolver software nos últimos anos. Durante o ciclo de vida de um software, vários componentes e serviços podem ser desenvolvidos, evoluídos e substituídos. Em ambientes de produção, a substituição de componentes essenciais - como os que envolvem bancos de dados - é uma operação delicada, onde várias restrições e stakeholders devem ser considerados. Service-Level agreement (acordo de nível de serviço - SLA), de acordo com o glossário oficial da ITIL v3 , é “um acordo entre um provedor de serviço de TI e um cliente. O acordo consiste em um conjunto de restrições mensuráveis que um prestador de serviços deve garantir aos seus clientes.”. Em termos práticos, um SLA é um documento que um prestador de serviço oferece aos seus consumidores garantindo níveis mínimos de qualidade de serviço (QoS). Este trabalho busca avaliar a utilização de SLAs para guiar o processo de transição de bancos de dados em ambientes de produção. Em particular, propomos um conjunto de guidelines baseados em SLAs para apoiar decisões migrações de bancos de dados relacionais (RDBMS) para bancos NoSQL. Nosso trabalho é validado por estudos de caso.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21027
Aparece nas coleções:PPGSC - Mestrado em Sistemas e Computação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FabioDeSousaLeal_DISSERT.pdf4,56 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.