Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21056
Título: Foraminíferos como ferramenta de estudo na geologia ambiental do estuário do Rio Potengi e da plataforma interna, RN, Brasil
Autor(es): Farias, Cristiane Leão Cordeiro de
Palavras-chave: Rio Potengi;Estuário;Plataforma interna;Foraminíferos bentônicos;Granulometria
Data do documento: 16-Nov-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: FARIAS, Cristiane Leão Cordeiro de. Foraminíferos como ferramenta de estudo na geologia ambiental do estuário do Rio Potengi e da plataforma interna, RN, Brasil. 2015. 94f. Dissertação (Mestrado em Geodinâmica e Geofísica) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The Potengi River estuary has been affected by various anthropogenic factors over the years, as periodic dredging, industrial and domestic waste, traffic and other factors, causing various environmental disasters, including the notorious ecological accident in July 2007, which covered the municipalities of São Gonçalo do Amarante, Macaíba and Natal. Foraminifera serve as viable study tools in these environments; they are able to identify ecologically stressed environments, pointing out hydrographic changes and depositional environments in estuaries. The necessity to check the differences in environmental gradients in places anthropically impacted in Potengi River and adjacent inner shelf through species of foraminifera, and, the responses of these organisms to physical, chemical and geological factors is to provide baseline in the diagnosis of environments. The results show the dominance of opportunistic Ammonia tepida, Bolivina striatula, Quinqueloculina patagonica and Q. miletti especially in regions close to shrimp farms and Baldo Channel sewage in fine grain environments; and Q. lamarckiana indicates penetration of the saline waters in Potengi River. The occurrence of low-salinity tolerant foraminiferal species typical of mangrove environments as Trochammina inflata and T. squamata in Potengi River Channel suggest they probably could have been transported from mangrove area near the Potengi river mouth to the inner shelf regions. These findings suggest Potengi River is able to export mixohaline and mangrove organisms to inner shelf. Two distinct environments were observed, the outermost area is more influenced by marine influence and the innermost area is less influenced. Calcareous and agglutinated species dominate Potengi River, while mouth and inner shelf areas are dominated by calcareous, agglutinated and porcelaneous species, which are typical of highly saline and hydrodynamic environments and the contributive factors that controls foraminiferal distribution were balance of marine and freshwater currents, grain size, availability of CaCO3 and organic matter.
metadata.dc.description.resumo: Os estuários tem grande importância como abrigo e berçário natural de animais marinhos, provêm peixes para o homem,sustenta a cadeia alimentar, controla as ações erosivas e alagamentos, atua nosistema de filtragem natural da poluição e purificação do ar. O Rio Potengi temsido afetado por diversos fatores antrópicos ao longo dos anos, com váriosdesastres ambientais que mataram peixes, aves e outros animais. Para analisar asituação recente do estuário do Rio Potengi, foram coletadas 42 amostras, 18 emOutubro/2011 ao longo do Rio Potengi e sua foz, e 24 em Janeiro/2012, incluímosa plataforma interna. Análises univariadas (índices ecológicos) e multivariadas(PCA, MDS, CLUSTER e BIOENV) foramaplicadas à matriz dos dados biológicos de foraminíferos e abióticos (CaCO3,salinidade, profundidade, temperatura e granulometria). Os resultados mostram a dominância deforaminíferos oportunistas A. tepida,B. striatula, Q. patagonica e Q. milettiespecialmente nas regiões próximas às fazendas de carcinicultura e ao esgoto doCanal do Baldo em ambientes de granulometria fina, e Q. lamarckiana indicadora da penetração da cunha salina e ambientesde alta hidrodinâmica associada a sedimentos de areia grossa a muito fina. A presença de espécies característicasmarinhas H. boueana, E. discoidale, P. atlanticum, T. earlandie T. gramen na Foz do Rio Potengi ena plataforma interna indicam ambientes de altas salinidades. A ocorrência dealgumas espécies tolerantes à baixa salinidade como T. inflata e T. squamatano Canal do Rio Potengi sugerem que provavelmente devem ter sido transportadosdo manguezal próximo à foz do Rio Potengi para as regiões de plataformainterna, sugerindo que o contribuinte fluvial é capaz de exportar organismos deágua doce preferivelmente em direção sul do que em direção norte.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21056
Aparece nas coleções:PPGG - Mestrado em Geodinâmica e Geofísica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CristianeLeaoCordeiroDeFarias_DISSERT.pdf5,9 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.