Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21093
Título: "Do alto da colina" - a província do Rio Grande do Norte, o comércio, os rios Potengi e Jundiaí e o complexo comercial do Guarapes 1850 - 1900
Autor(es): Duarte, Camila Alves
Palavras-chave: Comércio;Rios;Paisagem;Cultura material e complexo comercial do Guarapes
Data do documento: 23-Out-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: DUARTE, Camila Alves. "Do alto da colina" - a província do Rio Grande do Norte, o comércio, os rios Potengi e Jundiaí e o complexo comercial do Guarapes 1850 - 1900. 2015. 134f. Dissertação (Mestrado em História) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The commercial complex Guarapes was during the second half of the nineteenth century most commercial street of Rio Grande do Norte province. In that time frame, you can see its flourishing as one of the central places of trade in the province in 1850, and its subsequent abandonment in 1900. This thesis aims to investigate, in its first part, the paths that help to understand, as the context of the expansion of global markets in the second half of the nineteenth century enabled the conditions for the emergence of the commercial complex. However, trade relations established in this province through the commercial complex, even participating in this global environment, reserved particular characteristics in their social and trade relations, as if dealing with a peripheral province, we look at the uniqueness of the relationship occurred in this space. In the second part, we seek to understand the importance that the rivers Potengi and Jundiaí had to install the commercial complex Guarapes in the second half of the nineteenth century. As the geographical position in relation to rivers, enabled this space became flow zone and confluence of goods distributed to the various parts of the interior of the province. We also monitor the process that made these rivers leave the role of mobility and transport relations in this space, giving way the railways and roads shooting. In the third part, we seek to understand the commercial complex Guarapes in focus. Analyzing their spatial distribution on the landscape, and how the spatial organization held at the same time traces of the Brazilian patriarchy exposed by Gilberto Freyre, but also "modern" features, due to the increase of a new culture inserted material in the province. We also seek to understand elements of material culture that was the environment of the complex, and how these materials are important sources for understanding this society under study. We treat from the biggest to the smallest fragments without hierarchize them. Understanding that, the study associated the written sources and materials provide a gain in understanding of everyday these people who lived in that area of the complex in the second half of the nineteenth century.
metadata.dc.description.resumo: O complexo comercial do Guarapes foi durante a segunda metade do século XIX a maior praça comercial da Província do Rio Grande do Norte. Nesse recorte temporal, é possível ver seu florescimento como um dos lugares centrais do comércio na Província, e seu posterior abandono. Esta dissertação tem como objetivo investigar, na sua primeira parte, os caminhos que auxiliam a entender, como o contexto da expansão dos mercados mundiais na segunda metade do século XIX possibilitaram as condições para o surgimento do complexo comercial. No entanto, as relações comerciais estabelecidas nesta Província, por intermédio do complexo comercial, mesmo participando dessa conjuntura de escala global, reservou características particulares em suas relações sociais e comerciais, pois, se tratando de uma Província periférica, atentamos para as singularidades das relações ocorridas nesse espaço. Na segunda parte, procuramos entender a importância que os rios Potengi e Jundiaí tiveram para a instalação do complexo comercial do Guarapes na segunda metade do século XIX. Como a posição geográfica em relação aos rios, possibilitou que esse espaço se tornasse zona de fluxo e confluência de mercadorias distribuídas para as diversas partes do interior da Província. Também acompanhamos o processo que fez esses rios saírem do protagonismo das relações de locomoção e transporte nesse espaço, cedendo lugar as linhas férreas e as estradas de rodagem. Na terceira parte, procuramos entender o complexo comercial do Guarapes em foco. Analisando sua distribuição espacial na paisagem, e como essa organização espacial guardava ao mesmo tempo traços do patriarcalismo brasileiro expostos por Gilberto Freyre, mas também, características “modernas”, devido ao incremento de uma nova cultura material inserida na Província. Também procuramos compreender elementos dessa cultura material que constituía o ambiente do complexo, e como essas fontes materiais são importantes para o entendimento dessa sociedade em estudo. Tratamos desde os maiores fragmentos aos menores, sem hierarquizá-los. Entendendo que, o estudo associado das fontes escritas e materiais propiciam um ganho no entendimento dos cotidianos dessas pessoas que viveram nesse espaço do complexo na segunda metade do século XIX.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21093
Aparece nas coleções:PPGH - Mestrado em História

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CamilaAlvesDuarte_DISSERT.pdf9,45 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.