Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21192
Título: Análise do discurso sobre o "bom" professor de História no Brasil contemporâneo: uma questão de cidadania...
Autor(es): Rabêlo, Wagner de Araújo
Palavras-chave: Discurso;Michel Foucault;Cidadania;Professor de História
Data do documento: 29-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: RABÊLO, Wagner de Araújo. Análise do discurso sobre o "bom" professor de História no Brasil contemporâneo: uma questão de cidadania... 2016. 172f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
metadata.dc.description.resumo: Tendo a perspectiva pós-estruturalista como orientação teórico-metodológica, mais especialmente a partir do uso de ferramentas das-leorizações foucaultianas, esta Dissertação tem como objetivo investigar as condições de possibilidade para a emergência e a consolidação do discurso sobre ? "bom" professor de História no Brasil atual. Para tanto, lança-se um olhar de inspiração arqueogenealógica sobre esse discurso, analisando seu atravessamento em eventos que envolvem os processos de elaboração da Constituição Brasileira de 1988, a Lei -de Diretrizes e Bases da Educação Nacional n° 9.394/96, os Parâmetros Curriculares Nacionais para a disciplina de História no Ensino Fundamental, bem como a circulação de matérias sobre a disciplina escolar de História publicadas na Revista Nova Escola no período de 1992 a 2002. Como um dos principais resultados da análise, tem-se que a prática de significação da cidadania liberal no Brasil contemporâneo preparou um campo de possibilidades tanto para a emergência quanto para a consolidação do referido discurso, que se situa no entremeio de diversos focos dispersos e descontínuos de poder que atravessavam as discussões sobre o que seria um cidadão brasileiro na Nova República. Com base nisso, tem-se, como outros resultados da pesquisa, que o conceito de cidadania e a ideia de formação cidadã são os fios condutores de três eixos do discurso sobre o "bom" professor de História, instituindo-se que um "bom" professor dessa disciplina escolar no Ensino Fundamental deve formar: ? cidadão crítico-moral; o cidadão competente; e o cidadão patriota. Conclui-se que a recorrência de enunciados desse discurso vai tecendo uma rede de significados e práticas que atuam na construção de um modelo de ser professor de História inventado em meio às novas demandas da sociedade brasileira pós-ditadura civil-militar, sem necessariamente considerar o seu processo de construção, permeado em si mesmo por uma variedade de atravessamentos de poder.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21192
Aparece nas coleções:PPGED - Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
WagnerDeAraujoRabelo_DISSERT.pdf3,55 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.