Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21307
Título: Petrografia, litoquímica, química mineral e termobarometria de rochas cálcioalcalinas de alto K de textura porfirítica, ediacaranas, no extremo NE da Província Borborema (NE do Brasil)
Autor(es): Campos, Benedita Cleide de Souza
Palavras-chave: Química mineral;Granitos cálcio-alcalino de alto K porfirítico;Província Borborema;Brasil
Data do documento: 26-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CAMPOS, Benedita Cleide de Souza. Petrografia, litoquímica, química mineral e termobarometria de rochas cálcioalcalinas de alto K de textura porfirítica, ediacaranas, no extremo NE da Província Borborema (NE do Brasil). 2016. 84f. Dissertação (Mestrado em Geodinâmica e Geofísica) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: The mineral chemistry from granites, chemical of whole rock and review of petrography were used to determine the crystallization conditions and the implications in the genesis of high-K calc-akaline granites that are porphyritics, localizated in the Rio Piranhas-Seridó (RPSD) and São José de Campestre Domains (SJCD). Six granitic bodies were analyzed and that for the intrusive granites within the SJCD were named East granites: Monte das Gameleiras, Barcelona. The Acari granite intrudes the area RPSD, however, was called as granite east due to the characteristics of mineral chemistry is similar to east granites. Granites Caraúbas, Tourão and Catolé do Rocha are intrusive in the RPSD and called west granites. The six bodies are located in the northeast of the Borborema Province, NE Brazil. The plutons are represented by monzogranites wich have porphyritic facies with phenocrysts of K-feldspar with sizes between 5 and 15 cm. The K-feldspar, plagioclase and quartz are the dominant paragenesis; while the biotite and amphibole are the main mafic minerals; and titanite, opaque minerals, allanite, epidote, apatite and zircon are the accessories minerals. The Monte das Gameleiras granite shows metaluminous aluminium saturation index, whereas the others plutons metaluminous to peraluminous. In geochemical diagrams, the granites present with transitional character (subalcalino). The petrographic and geochemical analysis didn't show the differences between the plutons, but according to the mineral chemistry they can be divided into two groups: Monte das Gameleiras, Barcelona and Acari (east) and Caraúbas, Tourão e Catolé do Rocha (west). The Fe/(Fe + Mg) ratio of biotite shows an increase from east to west group with values from 0.45 to 0.64 and 0.66 to 0.92 respectively, and the Mg / (Mg + Fe2) of amphibole decreases with values from 0.40 to 0.57 and from 0.07 to 0.31. The crystallization parameters of east granites, The crystallization conditions for granites east (Monte das Gameleiras, Barcelona and Acari) show pressure between 3.8 kbar to 5.5 kbar, with depths ranging from 14 km to 21 km at a temperature between 701 ° C to 742ºC and west (Caraúbas, Tourão and Catolé Rock) with pressures to 4.8 kbar to 6.2 kbar and depths ranging from 18 km to 23 km at a temperature between 723 ° C - 776 ° C. Both areas, east and west were generated from magmas oxidized with ΔFQM values (-1 a +2.0). The depths of granite intrusion failures may be related to offsets and high water content and volatile that allow the magma some plutons reaches shallower levels in relation to the other. The results show a systematic increase in temperature and crystallization pressure east of plutons west suggesting crustal thickening in that direction. The results show a systematic increase in temperature and crystallization pressure east to west plutons, suggesting crustal thickening in that direction in the two domains studied.
metadata.dc.description.resumo: A química mineral de granitos, juntamente com revisão de dados químicos de rocha total e petrografia foram utilizados para determinar as condições de cristalização e as implicações na gênese de granitos Cálcio-alcalinos de alto K Porfiríticos. Seis corpos graníticos foram analisados: Monte das Gameleiras, Barcelona, Acari, Caraúbas, Tourão e Catolé do Rocha, localizados nos domínios Rio Piranhas-Seridó e São José de Campestre, NE do Brasil. Os plútons são representados por monzogranitos, texturalmente possuem fácies porfirítica compreendendo fenocristais de K-feldspato com tamanhos entre 5 a 15 cm. K-feldspato, plagioclásio e quartzo constituem a paragênese félsica e dominante; enquanto biotita e anfibólio representam os minerais máficos principais; titanita, minerais opacos, allanita, epídoto, apatita e zircão são os principais acessórios. Em relação ao índice de Shand o granito Monte das Gameleiras mostra-se mais metaluminoso, enquanto os outros seguem a transição metaluminoso a peraluminoso. Em diagramas discriminantes químicos estes se apresentam com caráter transicional (subalcalino). As análises de petrografia e química não expõe as diferenças dos granitos, porém os resultados de química mineral revelam as diferenças dos mesmos e podem ser divididos em dois grupos: a leste (Monte das Gameleiras, Barcelona e Acari) e a oeste (Caraúbas, Tourão e Catolé do Rocha). As razões Fe/(Fe+Mg) da biotita mostra um aumentam do grupo leste para oeste com valores de 0,48 a 0,64 e 0,66 a 0,92 respectivamente. As razões Mg/(Mg+Fe2) do anfibólio diminui nesse sentido com valores de 0,40 a 0,57 e 0,06 a 0,31. As condições de cristalizações para os granitos a leste (Monte das Gameleiras, Barcelona e Acari) mostram pressão entre 4.2 kbar a 5.8 kbar, com profundidades que variam de 15,9 km a 20,5 km a uma temperatura entre 710 ºC a 734ºC e a oeste (Caraúbas, Tourão e Catolé do Rocha) com pressões de 5,4 kbar a 7,1 kbar e profundidades que variam de 20 km a 23 km a uma temperatura entre 729 ºC - 753 °C. Ambas as áreas, tanto leste como oeste foram gerados a partir de magmas oxidados. As profundidades das intrusões graníticas podem estar relacionadas aos deslocamentos de falhas e ao alto conteúdo de água e voláteis que permitem que o magma de alguns plutons atinja níveis mais rasos em relação aos outros. Os resultados mostram um aumento sistemático de temperatura e pressão de cristalização dos plútons de leste para oeste sugerindo um espessamento crustal nessa direção nos dois domínios geológicos pesquisados.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21307
Aparece nas coleções:PPGG - Mestrado em Geodinâmica e Geofísica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
BeneditaCleideDeSouzaCampos_DISSERT.pdf4,3 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.