Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21323
Título: Caracterização das comunidades algais na Área de Preservação Ambiental dos Recifes de Corais (APARC), RN: subsídios para monitoramento e conservação
Autor(es): Santos, Liliane Barbosa dos
Palavras-chave: Cultivo de algas;Área recifal;Macroalgas;Zona intertidal
Data do documento: 15-Dez-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SANTOS, Liliane Barbosa dos. Caracterização das comunidades algais na Área de Preservação Ambiental dos Recifes de Corais (APARC), RN: subsídios para monitoramento e conservação. 2015. 95f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The intertidal zone of the reef areas is included among the ecosystems that are most affected by anthropogenic pressures. Therefore, studies on the characteristics of seaweed communities, such as species richness, diversity and abundance are important to assess the ecological quality of these environments. This study was divided into two chapters: the Chapter 1 aimed to characterize and compare the seaweed distribution concerning the zonation that occurs in a reef area in the Environmental Protection Area of Coral Reefs in Rio Grande do Norte. For this study, three sampling sections were selected and three points in each section were positioned in the intertidal region (high tide, mid tide and low tide zone). In each point, three 10-m transects were performed where three 0.25-m² quadrats were positioned in order to determinate the biomass. All the material in the quadrats was collected and identified. In this study, 56 seaweed species were recorded, of which 37 belonged to Rhodophyta, 8 belonged to Heterokonthophyta and 11 belonged to Chlorophyta. The points of the mid tide zone and low tide zone had higher biomass, diversity and species richness, whereas the point of high tide zone had the highest dominance. Based on these results, it was possible to establish differences in seaweed composition among the points of intertidal zone in all sections, being these differences caused by variations in the hydrodynamic intensity. The Chapter 2 aimed to analyze the contributions of the seaweed farming in the conservation of natural banks, and the socioeconomic questions involving the members of Associação de Maricultores de Algas de Rio do Fogo (AMAR). In this study, it became clear that the seaweed farming has contributed to reduce the pressure on natural banks and has become a family income supplement for the members.
metadata.dc.description.resumo: A zona intertidal das áreas recifais está incluída entre os ecossistemas que mais sofrem pressões antrópicas. Assim, estudos sobre as características das comunidades algais, como por exemplo, riqueza, diversidade e abundância são importantes para avaliar a qualidade ecológica desses ambientes. Esse estudo teve como objetivo caracterizar as comunidades de macroalgas da Área de Preservação Ambiental dos Recifes de Corais (APARC) no Rio Grande do Norte. Além da importância ecológica dessa área recifal grande parte da comunidade, principalmente mulheres, realizam a atividade econômica de extração de algas em períodos de maré baixa e desenvolvem o cultivo de algas em estruturas flutuantes. Essa dissertação é composta de dois capítulos. O capitulo 1, caracteriza e compara a distribuição das macroalgas em relação aos diferentes níveis de hidrodinamismo na área recifal. Para esse estudo 3 estações de coleta foram selecionadas e em cada estação foram demarcados 3 pontos na região intertidal (superior, médio e inferior). Em cada ponto foram realizados 3 transectos (10 m), onde foram posicionados quadrados de 0,25 m2 para determinação da biomassa. Todo o material contido no quadrado foi coletado e identificado. Nesse estudo foram registradas 56 espécies de macroalgas, das quais 37 pertenciam a divisão Rhodophyta, 8 Heterokonthophyta e 11 Chlorophyta. Os pontos da zona intertidal médio e inferior apresentaram maior biomassa, diversidade e riqueza de espécies, enquanto a zona intertidal superior apresentou a maior dominância. A partir desses resultados, foi possível estabelecer diferenças na composição das macroalgas entre os pontos da zona intertidal em todas as estações, sendo essas diferenças causadas pelas variações na intensidade do hidrodinamismo. O Capitulo 2 analisou as contribuições da algicultura na conservação dos bancos naturais de algas, e nas questões socioeconômicas que envolvem as maricultoras. Nesse estudo ficou evidenciado que a atividade de cultivo de algas tem contribuído para diminuir a pressão sobre os bancos naturais e tem se tornado um complemento de renda familiar para a associação de maricultoras de Rio do Fogo (AMAR).
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21323
Aparece nas coleções:PRODEMA - Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LilianeBarbosaDosSantos_DISSERT.pdf1,3 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.