Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21363
Título: Aspectos epidemiológicos da dengue no estado da Paraíba no período de 2011 a 2014
Autor(es): Oliveira, Camila Alves de
Palavras-chave: Dengue;Aedes aegypti;Paraíba;DENV
Data do documento: 23-Out-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: OLIVEIRA, Camila Alves de. Aspectos epidemiológicos da dengue no estado da Paraíba no período de 2011 a 2014. 2015. 76f. Dissertação (Mestrado em Biologia Parasitária) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: Dengue is an infectious disease caused by an arbovirus (genus Flavivirus, family Flaviviridae), mainly transmitted by mosquitoes of the species Aedes aegypti. There are four different serotypes of dengue virus: (DENV-1, DENV-2, DENV-3 and DENV-4), which occurs mostly in tropical and subtropical areas of the world, including Brazil. Dengue infection is now considered a serious public health problem worldwide. According to the World Health Organization, about 50-100 million people are infected annually in more than 100 countries worldwide. The objective of this study was to analyze the epidemiology of dengue in the state of Paraiba, in the 2011 to 2014 period. A descriptive study was conducted, which used secondary data recorded in the SINAN of Paraiba, where the reported cases were analyzed according to variables such as gender, age, education, serotype involved viruses, months of notification, clinical classification and evolution of disease. From 2011 to 2014 in Paraiba were reported 53 373 suspected cases of dengue, of which 52.5% (28,020) were confirmed. In 2011 have been confirmed 53.4% (8,646) of cases in 2012 confirmed cases were equivalent to 60% (6867), the year 2013 recorded 48% (8827) and in 2014 with 49.6% (3,680). There was a predominance of infection in females, which was equivalent to 58% of cases. The age of patients with confirmed diagnosis ranged from 1 to 60, average age 35, in which the age group between 18-60 years accounted for 64.2% of cases. When analyzing the evolution of the disease, it was observed that 89% of patients with confirmed diagnosis of dengue develop to cure. There were 48 deaths in this period. The DENV-1 serotype was predominant from 2011 to 2013, followed by DENV-4. The classic dengue classification was equivalent to 86.4% of cases. The complication rate was recorded in only 1.3% of cases, these 0.5% were classified as dengue hemorrhagic fever and 0.06% as of dengue shock syndrome. The months of notification of the disease were higher in the first half of the year, with higher incidence during the months from March to June. Our findings offer insights into the understanding the dengue problem in the state of Paraiba, Brazil.
metadata.dc.description.resumo: A dengue é uma doença infecciosa causada por um arbovírus (gênero Flavivirus, família Flaviviridae), transmitido pela picada de artrópodes, principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti. Existem quatro tipos diferentes de vírus da dengue: (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4), que ocorre principalmente em áreas tropicais e subtropicais do mundo, inclusive no Brasil. A infecção por dengue atualmente é considerada um grave problema de saúde público mundial. Segundo a Organização Mundial de Saúde, cerca de 50-100 milhões de pessoas se infectam anualmente em mais de 100 países do mundo. O objetivo deste estudo foi descrever o perfil epidemiológico da dengue no estado da Paraíba no período entre os anos de 2011 a 2014. Uma pesquisa descritiva foi realizada, a qual utilizou dados secundários registrados no SINAN da Paraíba, onde foram analisados os casos notificados de acordo com variáveis como gênero, faixa etária, escolaridade, sorotipo, meses de notificação, classificação clínica e evolução da doença. De 2011 a 2014 na Paraíba foram notificados 53.373 casos suspeitos de dengue, dos quais 52,4% (28.020) foram confirmados. Em 2011 foram confirmados 53% (8.646) dos casos, em 2012 os confirmados foram equivalente a 58% (6.867), o ano de 2013 registrou 48% (8.827), e em 2014 com 49,5% (3.680). Houve predominância do sexo feminino (58%) dos casos. A média de idade dos confirmados foi de 18-60 anos representando 64,2%, quando considerados os anos de estudo. Quando analisado a evolução da doença, observou-se que 89% dos indivíduos confirmados com dengue evoluíram para a cura. Foram registrados 48 óbitos nesse período. O sorotipo DENV-1 foi predominante de 2011 a 2013, seguido do DENV-4. A classificação dengue clássico foi equivalente a 97% dos casos, dengue com complicações foi de apenas 0,1%, febre hemorrágica da dengue foi de 0,5% e por último a síndrome do choque da dengue. Os meses de maior notificação da doença foram no primeiro semestre do ano, com maior incidência entre os meses de março a junho. Conclui-se que as epidemias de dengue na Paraíba apresentaram diferenças importantes, e um diagnóstico imediato da infecção aliado a um diagnóstico molecular dos sorotipos circulantes na comunidade poderiam ser medidas de prevenção e controle para riscos potenciais de formas graves da doença na população.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21363
Aparece nas coleções:PPGBP - Mestrado em Biologia Parasitária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CamilaAlvesDeOliveira_DISSERT.pdf1,39 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.