Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21434
Título: Autocuidado apoiado ao hipertensos: construção de um protocolo
Autor(es): Santos, Renata Silva
Palavras-chave: Enfermagem;Condições crônicas;Hipertensão;Autocuidado
Data do documento: 28-Jan-2016
Citação: SANTOS, Renata Silva. Autocuidado apoiado ao hipertensos: construção de um protocolo. 2016. 120f. Tese (Doutorado em Enfermagem na Atenção à Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
metadata.dc.description.resumo: A hipertensão arterial é uma doença não transmissível que resulta em condições crônicas. Sua prevalência e complicação associam-se a fatores de risco como a obesidade, o sedentarismo, e a mudança de estilo de vida da população. Com isso, as ações integradas de prevenção e cuidado ocorrem prioritariamente na atenção primária à saúde, através da Estratégia de Saúde da Família. O autocuidado do indivíduo nesse processo de adoecer, precisa de apoio e orientação da equipe de saúde sobre a forma pela qual, deva realizar e/ou assumir sua própria condição de saúde. O objetivo deste estudo é propor um protocolo que norteie as ações dos profissionais da atenção primária à saúde no autocuidado apoiado aos hipertensos. Trata-se de um estudo metodológico, descritivo e quantitativo, realizado em Unidades de Saúde da Família no município de Natal, RN. Teve como população de referência hipertensos residentes em áreas adscritas dessas Unidades que caracterizaram a amostra aleatória de 287 alcançada sob fator de ajuste para população finita considerando a sua prevalência para o município de Natal, conforme dados do Vigitel. A coleta de dados, teve início após Parecer favorável Comitê de Ética e Pesquisa sob nº 1.058.112/2015 e anuência da instituição, no período de junho e setembro de 2015, e incluiu uma fase inicial junto aos profissionais, e outra junto aos hipertensos. Foram visitadas as 41 Unidades de saúde da família e entrevistados 70 profissionais de saúde para descrever as ações realizadas junto aos hipertensos e os dados foram lançados no Excel 2010. Foi aplicado um formulário de elaboração própria junto aos hipertensos e os dados foram lançados e analisados no Software Statistical Package for Social Science, versão 20.0, A partir da realidade encontrada junto as unidades e aos hipertensos e dos aspectos teóricos discutidos no Modelo de Atenção às Crônicas e na Teoria de Enfermagem de Orem, foi construído um protocolo e este foi submetido a 31 juízes para realizar a validação de conteúdo, e foi aplicado o Índice Kappa, Índice de Verificação de Conteúdo (IVC) e a Escala de Likert. Os resultados evidenciaram que das 41 Unidades, 36 unidades realizam ações coletivas para toda a comunidade, embora essas ações não sigam diretrizes únicas e nem é rotina dos profissionais a visita domiciliar ocorrer para conhecer as condições de saúde para apoiar o autocuidado para usuários para realizar a vigilância à saúde. 26 fizeram referência a grupos de hipertensos, e 16 dessas unidades realizam reuniões sistemáticas mensais. Da caracterização dos hipertensos, 83,62% possuem mais de 49 anos, 87,11% não possuem plano de saúde, sendo acompanhamento na unidade de saúde; 81,5% recebem medicamentos da farmácia; no geral, os 287 hipertensos apresentam-se independentes em relação as atividades de vida diária, com somente 3% apresentando dependência; 80,8% não participam de atividades coletivas de educação em saúde na unidade, e 201 hipertensos referem que procuram a unidade para renovar receita e para realizar consulta médica. Todas as etapas da avaliação do protocolo apresentaram avaliação superior a 0,83, de acordo com o IVC (máximo igual a 1), o que caracteriza que as áreas apresentadas são bastante relevantes. Dos 20 itens, 06 precisam ser adequados considerando as pontuações obtidas no Índice Kappa (menor que 0,41) e Likert (menor que 70 pontos). Estes tópicos foram revisados e adequados de acordo com a sugestão apresentada pelos validadores e a discussão literária. O protocolo foi validado em relação ao seu conteúdo, sendo assim aceito o pressuposto desta tese. Este protocolo poderá contribuir para o ordenamento das ações junto aos hipertensos na unidade e no apoio ao autocuidado que os mesmo possuem capacidade para realizá-lo em domicílio e com isso melhorar suas condições de saúde.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21434
Aparece nas coleções:PPGE - Doutorado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RenataSilvaSantos_TESE.pdf2 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.