Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21531
Título: Gestão de biossegurança e de segurança do trabalho em áreas de risco: um estudo de caso no Campus Central da UFRN
Autor(es): Calheiros, Maria Evanisia Amorim
Palavras-chave: Riscos ocupacionais;Segurança do trabalho;Saúde do trabalhador
Data do documento: 31-Jul-2015
Citação: CALHEIROS, Maria Evanisia Amorim. Gestão de biossegurança e de segurança do trabalho em áreas de risco: um estudo de caso no Campus Central da UFRN. 2015. 108f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão de Processos Institucionais) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The study aimed to analyse the management of biosecurity at the central campus of the Federal University of Rio Grande do Norte. In this sense, the main risk factors to which medium to high-level technicians who work in unhealthy and dangerous areas are exposed; the main actions for the promotion of safety in these areas and, the perception of the federal employees about the management of biosafety and health and safety programs of the institution were investigated. It was intended to understand, from a more refined look on labour activities, how the biosecurity is being contemplated for managing security policies in dangerous and unhealthy areas. The participants were managers involved in UFRN biosecurity programs and other active public employees who work in this university central campus of UFRN risk areas, developing unhealthy and hazardous activities. The research undertaken was characterized as a multi-method exploratory study. During the research, it was decided to use mixed method by a combination of features of various investigations. Initially, it carried out a document analysis and interviews on the UFRN Health Care Board, to its coordinators linked to workers’ health and safety. Then, questionnaires involving occupational and psychosocial risks divided into three groups of random and stratified sample were applied, divided into two sub-groups, with a total of 73 workers involved in unhealthy activities and a group of 74 workers that developed hazardous activities. Taking as reference the centres considered most at risk (Bioscience), the results show that 84% of the servers are not aware of the management system on biosafety and that in 60% of cases, biosafety issues are not addressed. It was also noted that 58% of servers do not have knowledge if there are a Biosafety Commission and a training policy for continuing education or an action plan for the same. It concludes that the risk factors found in work environments point to the need of integrate the various sectors involved in the management system and greater investment by directors, coordinators and managers to seek the systematization of biosafety management. The results of this study will help to subsidize actions in occupational health and safety, in order to cooperate for the promotion of conditions of work, health and well-being of the public employees.
metadata.dc.description.resumo: O estudo objetivou analisar como se dá a gestão em biossegurança no campus central da UFRN. Neste sentido, foram investigados os principais fatores de riscos a que estão expostos os servidores técnicos de nível médio e superior que atuam em áreas insalubres e periculosas, elencadas as principais ações de promoção da segurança do trabalho nessas áreas e, ainda, apresentadas a percepção dos servidores em relação aos programas de saúde e segurança do trabalho da instituição e a gestão da biossegurança. Buscou-se, a partir de um olhar mais apurado sobre as atividades laborais, fazer um paralelo entre a gestão de segurança do trabalho em áreas periculosas e insalubres e em áreas específicas da biossegurança. Participaram da pesquisa gestores envolvidos nos programas de biossegurança da UFRN e servidores ativos desta universidade que trabalham nas áreas de risco do campus central da UFRN desenvolvendo atividades insalubres e periculosas. Inicialmente, foi realizada uma análise documental e entrevistas na Diretoria de Atenção a Saúde da UFRN, nas suas coordenadorias ligadas a saúde do trabalhador e segurança no trabalho. Em seguida, foram aplicados questionários envolvendo riscos ocupacionais e psicossociais em três grupos de amostra aleatória e estratificados, divididas em dois subgrupos, com um total de 73 servidores envolvidos com atividades insalubres e um grupo de 74 servidores que desenvolvem atividades periculosas. Buscou-se analisar a percepção dos servidores sobre a biossegurança, a identificação dos riscos presentes nos seus ambientes de trabalho e as ações da gestão relacionadas à biossegurança e a segurança do trabalho. Tomando como referência um dos Centros considerados de maior risco (Biociência), os resultados apontam que 84% dos servidores desconhecem o sistema de gestão em biossegurança e que, em 76% dos casos, as questões de biossegurança não são abordadas. Observou-se, ainda, que 56% dos servidores desconhecem se há Comissão de Biossegurança e se há uma política de treinamento em educação continuada ou um plano de ação em relação à mesma. Conclui-se que os fatores de riscos encontrados nos ambientes de trabalho apontam para a necessidade de integrar os diversos setores envolvidos no sistema de gestão e um maior investimento por parte de diretores, coordenadores e gestores no sentido de buscar a sistematização da gestão em biossegurança. Os resultados deste estudo poderão contribuir para subsidiar ações nos programas de saúde e segurança do trabalho, de forma a colaborar para a promoção das condições de trabalho, saúde e bem estar do servidor.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21531
Aparece nas coleções:PPGGPI - Mestrado Profissional em Gestão de Processos Institucionais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaEvanisiaAmorimCalheiros_DISSERT.pdf1,69 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.