Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21649
Título: De Capitu ao alien: as relações dialógicas entre Dom Casmurro e o mashup Dom Casmurro e os discos voadores
Autor(es): Pessoa, Rodrigo Luiz Silva
Palavras-chave: Relações dialógicas;Carnavalização;Hibridização;Mashup;Dom Casmurro;Dom Casmurro e os discos voadores
Data do documento: 26-Jul-2016
Citação: PESSOA, Rodrigo Luiz Silva. De Capitu ao alien: as relações dialógicas entre Dom Casmurro e o mashup Dom Casmurro e os discos voadores. 2016. 112f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: The industry of an emergent genre known as “mashup” is growing since the 80’s to our present day. Initially at the computational sphere, throughout he junction between two or more softwares, it was no longer exclusively a technical term, but it also became a practice which was also expanded to others spheres at society, such as the literary through the rewriting of literary world masterpieces. “Pride and prejudice”, for example, by Jane Austen, was rewrote with the title “Pride and prejudice and zombies”, in which the author Seth Grahame Smith writes the book in an alleged partnership with the English writer, deceased at 1817. As this industry grows, including the rewriting of Brazilian literature masterpieces, this paper intends to analyze, under the optics of the Bakhtinian discourse analysis, the dialogical relationships that appears between the original book and its rewriting, explicating how the construction of the rewrote text is made, in a constant dialogue with the original. To do so, the chosen books were Dom Casmurro, a Brazilian literature classic, by Machado de Assis, and Dom Casmurro e os discos voadores, the revisisted book by the author Lúcio Manfredi. During the corpus analysis, the concepts of carnival and hybridization were constant at the books, proving that the mashup narrative brings up the trash element to its core and it also promotes storyline and character changes in order to adapt the narrative to its new environment. This a research included at the Applied linguistics area and it has qualitative-interpretative character, on a social-historic basis. Corpus analysis indicates that not only the dialogical relations, but also bakhtinian’s carnival are present at the book’s literal mashup in a frequent way, since we find many quotes in which the books are in a dialogical relationship, being whether dissonant or not. The presence of trash culture elements (aliens, in this case) corroborates with bakhtinian’s carnival. Thus, it is believed that the analysis result is consistent with the proposed research objectives.
metadata.dc.description.resumo: A produção de um gênero emergente conhecido como “mashup” vem aumentando do final da década de 80 até os dias atuais. Iniciado na esfera da informática, através da junção de dois ou mais softwares, deixou de ser apenas um termo técnico e tornou-se uma prática que foi se expandido também para outras esferas, inclusive a literária, por meio da reescrita de clássicos da literatura mundial. “Orgulho e preconceito”, de Jane Austen, por exemplo, foi reescrito com o título “Orgulho e preconceito e os zumbis”, no qual o autor Seth Grahame Smith escreve a obra em uma suposta parceira com a escritora inglesa, falecida no ano de 1817. Com o crescimento dessa produção, inclusive com a reescrita de clássicos da literatura brasileira, esse trabalho pretende analisar, sob a ótica da análise do discurso bakhtiniana, as relações dialógicas que se apresentam entre Dom Casmurro e a Dom Casmurro e os discos voadores, explicitando como é feita a construção do enunciado reescrito em diálogo constante com a matriz. Para tal, foram escolhidas as obras “Dom Casmurro”, clássico da literatura brasileira, da autoria de Machado de Assis, e “Dom Casmurro e os discos voadores”, obra revisitada pelo autor Lúcio Manfredi. Durante a análise do corpus, os conceitos de carnavalização e de hibridização mostraram-se presentes na comparação das obras, atestando que a narrativa mashup traz o elemente trash para a obra, além de promover alterações no enredo e em alguns personagens para adaptar à narrativa a essa nova ambientação. Tratando-se de uma pesquisa inserida na Linguística Aplicada (LA), ela tem um caráter qualitativo-interpretativista, de base sócio-histórica. A análise do corpus em questão revelou que não só as relações dialógicas, mas também a carnavalização estão presente no mahsup literário da obra em questão de maneira recorrente, pois encontramos vários excertos em que as obras estão em cotejamento dialógico, sendo dissonantes ou não. A presença de elementos da cultura trash (alienígenas, nesse caso) corrobora com a carnavalização bakhtiniana. Assim, acredita-se que o resultado da análise atende ao que foi proposto nos objetivos da pesquisa.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21649
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RodrigoLuizSilvaPessoa_DISSERT.pdf1,46 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.