Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21654
Título: Crescimento, produção de biomassa e desrama artificial de espécies florestais em resposta ao método de cultivo em Macaíba, RN
Autor(es): Nóbrega, Camila Costa da
Palavras-chave: Adubação;Acacia mangium;Azadirachta indica;Mimosa caesalpiniaefolia;Preparo do solo
Data do documento: 17-Dez-2014
Citação: NÓBREGA, Camila Costa da. Crescimento, produção de biomassa e desrama artificial de espécies florestais em resposta ao método de cultivo em Macaíba, RN. 2014. 34f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais), Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: Objetivou-se avaliar a produção, crescimento, distribuição de biomassa e desrama artificial de três espécies florestais Sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia), Acácia (Acacia mangium) e Nim (Azadirachta indica), aos 12 e 24 meses de idade, em resposta ao método de cultivo do solo. O delineamento experimental foi fatorial (2x3), correspondente a seis tratamentos distribuídos em parcelas subdivididas em faixas com quatro blocos, sendo o fator principal dois métodos de cultivo (intensivo - 1 e mínimo - 0) e o fator secundário as espécies florestais (Sabiá - S, Acácia - A e Nim - N), com quatro repetições, perfazendo 24 parcelas. O plantio foi realizado no espaçamento 3x3 m, tendo 64 plantas/parcela. Nos tratamentos com cultivo intensivo utilizou-se esterco bovino (4,0 t/ha), superfosfato triplo - P2O5 (146,0 kg/ha) distribuídos em sulcos e calcário (2,0 t/ha). Em todos os tratamentos aplicou-se NPK (6-30-6: 100 g/planta), em covetas laterais. O crescimento de cada árvore foi obtido com a medição da altura e do diâmetro. Para a quantificação da biomassa desramada selecionou-se uma árvore da bordadura de cada parcela com altura e diâmetro médios. Realizou-se a desrama até a altura equivalente a 1/3 da altura da copa da árvore. Para o Sabiá, por ser uma espécie que apresenta maior número de fustes foram deixados três fustes mais vigorosos; enquanto, as espécies Acácia e Nim, apenas um fuste. Para a obtenção da biomassa da parte aérea a árvore média foi abatida, e seus componentes (folhas, galhos, casca e lenho) separados, pesados e secos, obtendo-se biomassa fresca e seca. Não houve diferença significativa entre os tratamentos aos 12 meses para as variáveis: altura, galho, casca e lenho. Aos 24 meses as variáveis galho e casca não apresentaram diferença significativa. As variáveis altura, DAP e lenho aos 24 meses apresentaram diferenças estatísticas superiores no cultivo intensivo para as três espécies. As variáveis biomassa seca total e folhas apresentaram diferenças entre os métodos de cultivo apenas para a espécie Nim. Para desrama artificial de folhas e total houve interação entre os fatores, em que a espécie e o tipo de cultivo influenciaram na quantidade desramada, havendo diferença significativa também entre as espécies e entre os tipos de cultivo, apenas o Sabiá não apresentou diferença entre os métodos de cultivo. Já para galhos, houve diferença significativa entre as espécies e entre os tipos de cultivo, porém não houve interação entre os fatores. Concluiu-se que o método de cultivo do solo influencia na produção, crescimento, distribuição de biomassa e quantidade de biomassa desramada artificialmente das espécies sabiá, acácia e nim de forma diferente. O método de cultivo intensivo do solo influenciou positivamente a produção, crescimento e quantidade de biomassa desramada artificialmente das três espécies.
metadata.dc.description.resumo: Objetivou-se avaliar a produção, crescimento, distribuição de biomassa e desrama artificial de três espécies florestais Sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia), Acácia (Acacia mangium) e Nim (Azadirachta indica), aos 12 e 24 meses de idade, em resposta ao método de cultivo do solo. O delineamento experimental foi fatorial (2x3), correspondente a seis tratamentos distribuídos em parcelas subdivididas em faixas com quatro blocos, sendo o fator principal dois métodos de cultivo (intensivo - 1 e mínimo - 0) e o fator secundário as espécies florestais (Sabiá - S, Acácia - A e Nim - N), com quatro repetições, perfazendo 24 parcelas. O plantio foi realizado no espaçamento 3x3 m, tendo 64 plantas/parcela. Nos tratamentos com cultivo intensivo utilizou-se esterco bovino (4,0 t/ha), superfosfato triplo - P2O5 (146,0 kg/ha) distribuídos em sulcos e calcário (2,0 t/ha). Em todos os tratamentos aplicou-se NPK (6-30-6: 100 g/planta), em covetas laterais. O crescimento de cada árvore foi obtido com a medição da altura e do diâmetro. Para a quantificação da biomassa desramada selecionou-se uma árvore da bordadura de cada parcela com altura e diâmetro médios. Realizou-se a desrama até a altura equivalente a 1/3 da altura da copa da árvore. Para o Sabiá, por ser uma espécie que apresenta maior número de fustes foram deixados três fustes mais vigorosos; enquanto, as espécies Acácia e Nim, apenas um fuste. Para a obtenção da biomassa da parte aérea a árvore média foi abatida, e seus componentes (folhas, galhos, casca e lenho) separados, pesados e secos, obtendo-se biomassa fresca e seca. Não houve diferença significativa entre os tratamentos aos 12 meses para as variáveis: altura, galho, casca e lenho. Aos 24 meses as variáveis galho e casca não apresentaram diferença significativa. As variáveis altura, DAP e lenho aos 24 meses apresentaram diferenças estatísticas superiores no cultivo intensivo para as três espécies. As variáveis biomassa seca total e folhas apresentaram diferenças entre os métodos de cultivo apenas para a espécie Nim. Para desrama artificial de folhas e total houve interação entre os fatores, em que a espécie e o tipo de cultivo influenciaram na quantidade desramada, havendo diferença significativa também entre as espécies e entre os tipos de cultivo, apenas o Sabiá não apresentou diferença entre os métodos de cultivo. Já para galhos, houve diferença significativa entre as espécies e entre os tipos de cultivo, porém não houve interação entre os fatores. Concluiu-se que o método de cultivo do solo influencia na produção, crescimento, distribuição de biomassa e quantidade de biomassa desramada artificialmente das espécies sabiá, acácia e nim de forma diferente. O método de cultivo intensivo do solo influenciou positivamente a produção, crescimento e quantidade de biomassa desramada artificialmente das três espécies.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21654
Aparece nas coleções:PPGCF - Mestrado em Ciências Florestais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CamilaCostaDaNobrega_DISSERT.pdf962,48 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.