Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21708
Título: Nanopartículas catiônicas obtidas por emulsificação com evaporação de solvente para liberação modificada benznidazol
Autor(es): Silva, Alaine Maria dos Santos
Palavras-chave: Nanopartículas catiônicas;Benznidazol;Emulsificação-evaporação do solvente;Células de difusão Franz;Eficiência de encapsulação
Data do documento: 2-Jul-2015
Citação: SILVA, Alaine Maria dos Santos. Nanopartículas catiônicas obtidas por emulsificação com evaporação de solvente para liberação modificada benznidazol. 2015. 97f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
metadata.dc.description.resumo: O Benznidazol (BZN) é o agente quimioterapêutico mais frequentemente utilizados para o tratamento de pacientes com doença de Chagas. Apesar de seu uso difundido, revela alta toxicidade, baixa eficácia, além da dificuldade de atravessar as barreiras biológicas. O objetivo deste trabalho foi produzir nanopartículas biodegradáveis funcionalizados com ácido siálico e colesterol potencialmente capazes de direcionar o fármaco para células infectadas pelo parasita Trypanosoma cruzi. Uma optimização sistemática foi realizada usando o método de evaporação com emulsificação do solvente. O efeito das variáveis ao obter essas nanopartículas foram avaliados pela medição do tamanho médio de partícula, índice de polidispersidade, medições de potencial zeta, microscopia de força atômica (AFM), infravermelho transformada de Fourier (FTIR-ATR) e eficiência de encapsulação. Entre as variáveis inclui a velocidade de agitação, concentração de polímero, agente tensioativo, tipo de injeção da amostra (seringa, bureta, bomba peristáltica) e do tipo de solvente orgânico utilizado (DCM, DCM:EtOH, DCM:ACE) em diferentes proporções. As nanopartículas apresentaram forma esférica e valores de potencial zeta positivos por volta de +25mV. O DCM / EtOH (50:50 v/v) foi estabelecido para produzir as partículas menores e com boa eficiência de carga da droga, tanto para nanopartículas contendo apenas o BNZ, quanto para as nanopartículas com superfície modificada. Os resultados sugerem a utilização de células de Franz como um método eficiente para avaliar o potencial in vitro das nanopartículas. Todos sistemas apresentaram viáveis nas menores concentrações utilizadas e apresentaram estabilidade durante seis semanas. As variáveis estudadas foram otimizadas com sucesso para selecionar os parâmetros adequados para a formulação de nanopartículas para a incorporação de BNZ.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21708
Aparece nas coleções:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AlaineMariaDosSantosSilva_DISSERT.pdf1,45 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.