Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21879
Título: Aplicação do modelo IPH-ECO na simulação da dinâmica da Clorofila-a em lagoa costeira do RN
Autor(es): Cavalcanti, Raphael Monteiro
Palavras-chave: Eutrofização;Modelagem ecológica;Clorofila-a;Mudanças climáticas
Data do documento: 5-Jul-2016
Citação: CAVALCANTI, Raphael Monteiro. Aplicação do modelo IPH-ECO na simulação da dinâmica da Clorofila-a em lagoa costeira do RN. 2016. 29f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Sanitária) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: The investigation of temporal dynamics of phytoplankton in water bodies is a growing need because of problems involving eutrophication processes due to human impacts. Given the complexity of the phenomena involving phytoplankton growth, it is necessary, the use of mathematical models to simulate related processes and structures involved in phytoplankton´s growth. In this study, we used the IPH-ECO model (0-D version) software that integrates the hydrodynamic processes, water quality (limnology) and biology of aquatic species. Extremoz coastal lagoon was studied because this environment supplies the city of Natal (RN) during the period from 07/2012 to 08/2013. After model calibration, using the dynamics of chlorophyll-a as the response variable, we simulated various scenarios individually changing the forcing variables: rain, evaporation, wind, solar radiation and temperature. The results show that the 0-D version of the model IPH-ECO is insensitive to climatic variations, preventing this version to be used in simulations of pollution or for the management of the lagoon.
metadata.dc.description.resumo: A investigação da dinâmica temporal do fitoplâncton em corpos d’agua é uma necessidade real e crescente diante dos problemas envolvendo processos de eutrofização decorrente de impactos humanos. Dada a complexidade dos fenômenos envolvendo o crescimento fitoplanctônico, faz-se necessário o uso de modelos matemáticos em softwares que simulem as estruturas e processos relacionados a este crescimento. Neste trabalho, utilizamos o modelo IPH-ECO (versão 0-D), software que integra os processos hidrodinâmicos, de qualidade da água (limnologia) e de biologia das espécies aquáticas. O ambiente estudado foi a lagoa costeira de Extremoz que abastece a capital Natal (RN), durante o período de 07/2012 a 08/2013. Depois da calibração do modelo, utilizando a dinâmica da clorofila-a como variável resposta, foram simulados vários cenários alterando individualmente as variáveis forçantes: chuva, evaporação, vento, radiação solar e temperatura. Os resultados mostram que a versão 0-D do modelo IPHECO é insensível as alterações da variações climáticas, impedindo com que esta versão seja usada em simulações de poluição ou ainda para o manejo do lago.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21879
Aparece nas coleções:PPGES - Mestrado em Engenharia Sanitária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RaphaelMonteiroCavalcanti_DISSERT.pdf869,91 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.