Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21911
Título: Corpo-diário: da escrita de si à escrita da cena
Autor(es): Oliveira, Luana Menezes de
Palavras-chave: Corpo;Diário;Escrita;Experiência;Cena
Data do documento: 2-Mar-2015
Citação: OLIVEIRA, Luana Menezes de. Corpo-diário: da escrita de si à escrita da cena. 2015. 108f. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: This research is about the body and the diaries and it uses the diary as a metaphor to meditate about body as record, desire and open totality. It studies the creative traffic between the writing of the self and the writing of the scene, understanding the first one as a product of the autobiographic writing and the second one as the composition of the whole scene. It understands the mutation of one language to the other as a process of translation and fictionalization of the artist´s memory, because of this it takes the idea of autofiction to the scene. The scene is investigated for its confessional aspect, assuming that it demands a denuding gesture by the creator artist. This denuding acts like the agent of the encounter with the spectator e makes the scene a special and potential place for promoting experience. This research is also practical and describes the journey of the experiment Desnude creative process.
metadata.dc.description.resumo: A presente pesquisa debruça-se sobre o corpo e os diários, utilizando a metáfora do diário para pensar o corpo como registro, desejo e totalidade aberta. Investiga o trânsito criativo entre a escrita de si (especificamente na forma de diários) e a escrita da cena, compreendendo a primeira como o produto da escrita autobiográfica e a segunda como a composição da cena como um todo. Entende a passagem de uma linguagem para a outra como um processo de tradução e ficcionalização do material memorial do artista e por isso transpõe a ideia de autoficção para a cena. A cena é estudada a partir do seu caráter confessional e da utilização do depoimento pessoal, considerando que ele requer um gesto de desnudamento por parte do artista criador. Tal desnudamento agencia o encontro com o espectador e faz da cena um lugar potencial de promoção de experiência. A pesquisa é teórica-prática e descreve alguns dos percursos e percalços do processo criativo do experimento Desnude.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21911
Aparece nas coleções:PPGAC - Mestrado em Artes Cênicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LuanaMenezesDeOliveira_DISSERT.pdf1,93 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.