Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21913
Título: Padrões de distribuição espacial da diversidade e das funções ecológicas dos peixes marinhos no Rio Grande do Norte, Brasil
Autor(es): Fonseca, Vinícius Prado
Palavras-chave: Vulnerabilidade funcional;Redundância funcional;Modelos hierárquicos Bayesianos
Data do documento: 29-Jun-2016
Citação: FONSECA, Vinícius Prado. Padrões de distribuição espacial da diversidade e das funções ecológicas dos peixes marinhos no Rio Grande do Norte, Brasil. 2016. 79f. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
metadata.dc.description.resumo: Um dos principais objetivos da ecologia é a determinação de áreas prioritárias para preservação. A designação destas áreas leva em consideração diversos fatores, dentre eles a capacidade de preservar uma espécie chave ou determinada biodiversidade. Uma das formas mais eficientes para a identificação de tais áreas é uso de modelos estatísticos para determinar a ocupação e o grau de presença das espécies espacialmente. Com os recentes avanços tecnológicos tanto computacionais quanto na aquisição de dados ambientais de alta resolução por satélites, estas ferramentas têm se tornado cada vez mais robustas. Em ambientes marinhos, a logística para a coletas de dados e observações de fenômenos ecológicos costuma ser excessivamente dispendiosa e complicada. Com isso, desenvolver predições para distribuições de espécies em áreas não coletadas, baseadas em dados coletados em diferentes locais associadas a informações ambientais adquiridas remotamente, muitas vezes de forma gratuita, torna-se essencial. No presente trabalho, foram utilizados métodos de estatística Bayesiana afim de se desenvolver predições e gerar mapas das distribuições espaciais de peixes marinhos da plataforma continental do Rio Grande do Norte, no nordeste Brasileiro. Para tal, duas metodologias foram abordadas em forma de dois artigos distintos. No primeiro, foram desenvolvidos modelos de distribuição espacial da riqueza de espécies desta fauna. No segundo, as espécies foram agrupadas em grupos funcionais, baseados em característica de história de vida de cada espécie, para os quais foram desenvolvidos modelos de distribuição espacial para a identificação de zonas de possível vulnerabilidade em relação a funções ecológicas. Baseado nos resultados de ambos os trabalhos, pode-se apontar duas áreas de importante valor ecológico tanto para a preservação de grande biodiversidade de peixes quanto otimizar a preservação de funções ecológicas preservando o funcionamento adequado deste ecossistema. A primeira é uma região mais afastada da costa que engloba recifes próximos à quebra da plataforma continental e campos de algas fanerógamas, caracterizando um mosaico de habitats. A segunda caracteriza-se por estar próxima a costa em áreas sob influência de estuários. Espera-se que os resultados aqui obtidos e a metodologia utilizada possam servir para um futuro manejo mais adequada da área bem como para o desenvolvimento de novos trabalhos com a mesma abordagem em diferentes localidades.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21913
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Ecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ViniciusPradoFonseca_DISSERT.pdf3,67 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.