Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21959
Título: Estratégias de exploração e comércio da pesca artesanal de polvo
Autor(es): Andrade, Lorena Candice de Araújo
Palavras-chave: Capturas;Série temporal;Modelos de produção excedente;Manejo
Data do documento: 17-Nov-2015
Citação: ANDRADE, Lorena Candice de Araújo. Estratégias de exploração e comércio da pesca artesanal de polvo. 2015. 129f. Tese (Doutorado em Ecologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The present study aims to evaluate the data capture of O. insularis fishing using as case study one of the largest octopus producers of Northeastern Brazil, Rio Grande do Norte (RN) State. It was used landing information, capture estimates and data reconstruction of octopus catches between 1994 and 2010 to evaluate the capture of O. insularis in RN. These information was provided by the Brazilian Institute of Environment and Renewable Natural Resources (IBAMA) and the Sea Around Us Institute. All analyzes of temporal series for octopus catches in RN were performed with the median values of CPUE (kg/Day*Nº Fishermen). It also tested models of maximum sustainable catch of Schaefer and Fox from data of capture and effort. The RN State was the fourth largest octopus producer in Brazil during the years 2001 to 2007 and, among these is the only State where fishing is carried out by artisanal way exclusively. Catch records in RN started in 1994 (199.4 tons), and since then have increased with catches over 100 tons, reaching a peak of 478.5 tons in year 2006. Among the cities that capture octopus in RN, Rio do Fogo (RF) stands out as the main producer with the highest median value of CPUE (4.67 kg/Day*Nº Fishermen). The CPUE has a slight decrease at the beginning of the temporal series, increases significantly until year 2009 and then, has a expressive drop in 2010. The analysis of O. insularis catches suggest that this resource is still at sustainable levels in Rio Grande do Norte, since the catch and effort observed in the analyzed period are lower than the maximum sustainable yield showed by the fishing models. There was an increase in number of small boats over the years. In 2005 the small boats were 41.9% of the total fleet, while in 2010 they already accounted for 82.7% of the municipal fleet. There was no significant variation in fishing effort in the analyzed years and the increased ofcatches are not related to increased efforts or even to appearance of new technologies because the fishing methods have not changed over the years.
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho tem como objetivo conhecer as estratégias de exploração e comercio da pesca artesanal de polvo, para isso foi dividio em quatro capítulos. O RN se destacou como o quarto maior produtor durante os anos de 2001 a 2007, e dentre esses é o único estado onde a pesca é realizada exclusivamente de forma artesanal. A série temporal analisada para RF apresenta uma leve diminuição da CPUE no início da série e um aumento significativo até o ano de 2009, além de uma queda expressiva em 2010. A análise das capturas de O. insularis sugere que estas ainda estejam em níveis sustentáveis no Rio Grande do Norte, já que a captura e o esforço observados no período analisado são inferiores a captura máxima sustentável resultante dos modelos testados. Não houve variação significativa no esforço de pesca nos anos analisados e o aumento das capturas não está relacionado ao aumento de esforço ou mesmo de tecnologia, já que os métodos de pesca não se alteraram no período. Posteriormente, para conhecer o benefício econômico da pesca de polvo em RF foi estimado o fluxo de capital gerado por ano pela atividade e para representar o benefício social foi estimado o número de trabalhadores e seus dependentes mantidos por cada segmento da cadeia de serviços. O valor gerado mensalmente pela pesca do polvo em RF é de R$119.346,0. Não existe diferença no benefício econômico (lucro individual) gerado pela pesca de polvo nos setores de produção, serviços e distribuição. Contudo, os valores de renda e custos se diferem. Atualmente, 1.285 pessoas estão associadas à cadeia de produção e serviços da pesca de polvo praticados em RF sejam como trabalhadores diretos/indiretos ou como dependentes. Isto representa 34,4% da população urbana de Rio do fogo diretamente beneficiada por esta atividade. Os resultados indicaram alto fluxo de capital proveniente desta pescaria, gerando um importante benefício econômico para a comunidade e alto benefício social, visto que a atividade emprega mais de ⅓ da população local. E por fim foi feito um experimento para testar a eficiência de captura dos espinheis de potes e o estudo demonstrou essa metodologia pode ser rentável e eficiente. A captura não está relacionada com o maior tempo de imersão dos potes. A distância da costa reflete numa maior abundancia de polvos. A cor dos potes não influencia na ocupação de jovens e adultos e normalmente os polvos ocupam potes próximos. A renda na captura de polvo com a pesca de potes não está relacionada a períodos de agua turva ou clara. Os pescadores criaram potes mais baratos e duráveis que aqueles adquiridos pelo projeto e hoje muitos já praticam essa nova modalidade de pesca. Assim, além de ser uma alternativa renda de pesca mais sustentável, a pesca de potes pode melhorar a segurança alimentar local, enquanto ele é mantido como uma atividade de pequena escala.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21959
Aparece nas coleções:PPGE - Doutorado em Ecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LorenaCandiceDeAraujoAndrade_TESE.pdf4,18 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.