Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22103
Título: Vórtices em nanoestruturas magnéticas elípticas
Autor(es): Dantas, Jadson Tadeu Souza
Palavras-chave: Nanoestruturas;Fases magnéticas;Curva de magnetização;Rota de preparação;Vórtice;Remanência;Acoplamento dipolar
Data do documento: 19-Fev-2015
Citação: DANTAS, Jadson Tadeu Souza. Vórtices em nanoestruturas magnéticas elípticas. 2015. 68f. Dissertação (Mestrado em Física) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
metadata.dc.description.resumo: Nanoestruturas ferromagnéticas (F) submicrométricas são de interesse, pois constituem partes essenciais de dispositivos magnetoeletrônicos modernos. Os estados ou fases magnéticas deste sistema ao longo da curva de magnetização ou de efeito de corrente elétrica polarizada, são funções das dimensões da partícula bem como dos parâmetros intrínsecos do ferromagneto. Investigamos as fases magnéticas de nanoelementos elípticos de Fe ao longo da curva de magnetização, desde seu campo de saturação positivo até campo nulo, usando um modelo micro-magnético auto-consistente que permite representar efeitos dipolares da geometria do sistema, assim como os outros parâmetros intrínsecos do nanoelemento. Estudamos os estados magnéticos de nanopartículas elípticas de Ferro isoladas e acopladas com espessura de 25nm, com diâmetro menor entre 100nm a 200nm e o diâmetro maior variando entre 300nm a 500nm. No caso de estruturas acopladas o espaçador é não magnético e tem espessura de 25nm. O eixo de anisotropia é na direção do raio menor da elipse e o campo externo pode ser aplicado tanto na direção do eixo menor quanto na direção do eixo maior. Esta rota de preparação do campo resulta em diferentes estados magnéticos em remanência para nanoelementos de uma mesma dimensão. Identificamos estados magnéticos em função das dimensões laterais da elipse. Encontramos uma diversidade de estados: estados uniforme, vórtice único, vórtices duplos, com chiralidades e polaridades opostas e iguais, e ainda estados com três vórtices na mesma estrutura. Mostramos que a rota de preparação e o acoplamento são fatores muito importantes para o estado remanente dessas estruturas.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22103
Aparece nas coleções:PPGFIS - Mestrado em Física

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JadsonTadeuSouzaDantas_DISSERT.pdf4,18 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.