Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22123
Título: O sagrado na Roma imperial do século II d.C.: construção espacial e ritualística do culto ísiaco na obra O Asno de Ouro
Autor(es): Cunha, Liliane Tereza Pessoa
Palavras-chave: Apuleio;Culto de Ísis;Ritual;Espaço sagrado
Data do documento: 30-Ago-2016
Citação: CUNHA, Liliane Tereza Pessoa. O sagrado na Roma imperial do século II d.C.: construção espacial e ritualística do culto ísiaco na obra O Asno de Ouro. 2016. 325f. Dissertação (Mestrado em História) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: This study aims to understand the construction of sacred and ritualistic spaces in the book The Golden Ass, of the madaurensis Apuleius (125 AD – 180 AD), reflected in the way the author presents a series of cults considered, mostly, on the margins of the Roman religion and that have been introduced into their reality. Apuleius wrote during the Antonine dynasty, in the imperial time, period during which a considerable cultural diversity flourished in the Empire and reframed their customs. The cult dedicated to the goddess Isis, the core of this analysis, is an important tool that shows such entanglements, in this case, already accepted and inserted in the Roman religion during the imperial period and treated by the author in a benign way. It is intended, then – in the light of ritual and sacred space concepts and the methodological combination of Genetic Structuralism, from Lucien Goldmann, and of Categorial Analysis, proposed by Laurence Bardin – present the cult dedicated to the goddess Isis and the edification of isiac sacred spaces from the book The Golden Ass, emphasizing its cult of Mystery, their festivities and rituals, in order to understand its relevance to this culture and Apuleius intentions in positively present a cult at the expense of others, with the clear objective of making an apology to the Nilotic goddess.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho tem como objetivo compreender a construção de espaços sagrados e ritualísticos na obra O Asno de Ouro, do madaurense Apuleio (125 d.C. – 180 d.C.), refletida na maneira como o autor apresenta uma série de cultos considerados, em sua maioria, à margem da religião romana e que foram introduzidos em sua realidade. Apuleio escreveu durante a Dinastia Antonina, na época imperial, período em que uma considerável pluralidade cultural florescia no Império e ressignificava os seus costumes. O culto isíaco, o cerne desta análise, é uma importante ferramenta que demonstra tais emaranhamentos, neste caso, já aceito e inserido na religião romana durante a época imperial e tratado pelo autor de modo benfazejo. Pretende-se, portanto - à luz dos conceitos de ritual e espaço sagrado e da combinação metodológica do Estruturalismo Genético, do Lucien Goldmann e da Análise Categorial, proposta pela Laurence Bardin - apresentar o culto dedicado à deusa Ísis e a edificação de espaços sagrados isíacos, a partir da obra O Asno de Ouro, dando ênfase ao seu culto de Mistério, suas festividades e rituais, de modo a entender sua relevância para esta cultura e a intenção de Apuleio em apresentar positivamente um culto em detrimento de outros, com o nítido objetivo de realizar uma apologia à deusa nilótica.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22123
Aparece nas coleções:PPGH - Mestrado em História

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERT LILIANE PESSOA.pdf2,8 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.