Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22125
Título: Missões Franciscanas como ferramenta da conquista dos sertões de Pernambuco (1659-1763)
Autor(es): Rocha, Vanessa Anelise Figueiredo da
Palavras-chave: Franciscanos;Província de Santo Antônio;Missões;Pernambuco;Colonização
Data do documento: 6-Out-2016
Citação: ROCHA, Vanessa Anelise Figueiredo da. Missões Franciscanas como ferramenta da conquista dos sertões de Pernambuco (1659-1763). 2016. 170f. Dissertação (Mestrado em História) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: In the conquest of new territories, Portugal had the suport of institutions such as the Catholic Church, that legitimated its expansion and consolidate its empire. Friars from various religious orders were present in the colonization of entries, mediating the contact of different cultures, pacifying and dilating border regions, through missionary activity. It is thinking about the importance of the Church for the colonization of Brazil that our research aims to study the indigenous catechetical missions in Pernambuco, administered by the Order of St. Francis, in order to understand how these religious contributed to spatial delimitation of the territory of said captaincy. Our time frame is from 1659, when it was founded the Province of St. Anthony of Brazil, and in 1763, during which the missions were transformed into towns and the Franciscans lost their spiritual and temporal jurisdiction over the Indians. We will use a range of documents, the main collection the Provincial Archives Franciscan, which allows us to understand the relationships established within and outside the villages, the interests that circled and the missionary method of the Friars Minor.
metadata.dc.description.resumo: Na conquista de novos territórios, Portugal contou com o apoio de instituições, como a Igreja católica, que legitimaram sua expansão e consolidaram seu Império. Frades de várias ordens religiosas estiveram presentes nas entradas de colonização, mediando o contato de culturas distintas, pacificando e dilatando regiões fronteiriças, através da atividade missionária. É pensando na importância da Igreja para a colonização do Brasil que nossa pesquisa pretende estudar as missões de catequese indígenas, em Pernambuco, administradas pela Ordem de São Francisco, objetivando compreender como esses religiosos contribuíram para delimitação espacial do território da dita capitania. Nosso recorte temporal está compreendido entre 1659, quando foi fundada a Província de Santo Antônio do Brasil, e 1763, período em que as missões foram transformadas em vilas e os franciscanos perderam a jurisdição espiritual e temporal sobre os índios. Faremos uso de uma gama de documentos, tendo como principal acervo o Arquivo Provincial Franciscano, que nos permite compreender as relações estabelecidas dentro e fora dos aldeamentos, os interesses que os circundaram e o método missionário dos frades menores.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22125
Aparece nas coleções:PPGH - Mestrado em História

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
VanessaAneliseFigueiredoDaRocha_DISSERT.pdf3,2 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.