Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22163
Título: Evidências observacionais de ilhas de calor urbanas em Natal, Brasil, no período de 1970 a 2010
Autor(es): Costa, Caio Vasconcelos Pinheiro da
Palavras-chave: Ilha de calor urbana;Teste de Mann-Kendall;Método de Sen;Mudanças climáticas
Data do documento: 15-Dez-2014
Citação: COSTA, Caio Vasconcelos Pinheiro da. Evidências observacionais de ilhas de calor urbanas em Natal, Brasil, no período de 1970 a 2010. 2014. 55f. Dissertação (Mestrado em Ciências Climáticas) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: This work conducted a study from a set of meteorological data collected in the city of Natal / RN and surroundings, identifying evidence of changes in its urban climate during the period from 1970 to 2010. The variables used were: average temperature, minimum temperature and relative humidity. Data were obtained from the meteorological stations located in the Central Campus of the Federal University of Rio Grande do Norte (UFRN) that is part of the network of observations from the National Institute of Meteorology (INMET) and from Barreira do Inferno Launch Center (CLBI), located inside an urban area and inside a permanent protection area (APP), respectively. An analysis of the seasonal variation of the meteorological variables was performed. In addition, the trends were evaluated in time series, using for this the template MAKESENS, that applies the Mann-Kendall test and Sen's slopes estimates with the data set. For the average temperature in UFRN/INMET, there was growth trend in May, July and September, at the significance levels of 10%, 5% and 10%, respectively. In CLBI, there was only upward trend in average temperature in February, at the 10% significance level. Regarding the minimum temperature, there was growth trend with statistical significance in four series (January, November, December and annual average) in UFRN/INMET, at the levels of 10%, 10%, 5% and 5%, respectively, and just one in CLBI, in September, at the 10% significance level. In relation to the relative humidity, the results were extremely disparate. To UFRN/INMET, there was decreasing trend with statistically significance in 7 of the 13 series, these being January, March, April, May, October, November and annual average, at the levels of 5%, 1%, 0.1%, 10%, 5%, 5% and 0.1%, respectively, while in CLBI there was a prevailing trend of growth, with a significance of 1% in June and 5% in August.These trends are more pronounced in urban areas compared to surrounding area, showing some typical characteristics of Urban Heat Islands.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho realizou um estudo a partir de um conjunto de dados meteorológicos coletados na cidade de Natal/RN e adjacências, identificando evidências de alterações no seu clima urbano no período de 1970 a 2010. As variáveis utilizadas foram: temperatura média, temperatura mínima e umidade relativa. Os dados foram obtidos a partir das estações meteorológicas localizada no Campus Central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que faz parte da rede de observações do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), e do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), localizadas dentro de uma área urbana e de uma área de proteção permanente (APP), respectivamente. Foi realizada uma análise sobre a variação sazonal das variáveis meteorológicas.Além disso, foram avaliadas as tendênciasnas séries temporais,utilizando para isso o template MAKESENS, que aplica o teste de Mann-Kendall e o método de estimativa de inclinações de Sen sobre o conjunto de dados. Para a temperatura média, na UFRN/INMET, houve tendência de crescimento nos meses de maio, julho e setembro, nos níveis de significância de 10%, 5% e 10%, respectivamente. No CLBI, só houve tendência de crescimento da temperatura média no mês de fevereiro, no nível de significância de 10%. Em relação à temperatura mínima, houve tendência de crescimento com significância estatística em quatro séries (janeiro, novembro, dezembro e média anual) na UFRN/INMET, nos níveis de 10%, 10%, 5% e 5%, respectivamente, e apenas em uma no CLBI, no mês de setembro, no nível de significância de 10%. Em relação à umidade relativa, os resultados foram extremamente discrepantes. Para a UFRN/INMET, houve tendência de decrescimento com significância estatística em 7 das 13 séries, sendo elas janeiro, março, abril, maio, outubro, novembro e média anual, nos níveis de 5%, 1%, 0,1%, 10%, 5%, 5% e 0,1%, respectivamente, enquanto que no CLBI houve uma tendência predominante de crescimento, com significância de 1% em junho e de 5% em agosto.Essas tendências são mais evidentes na área urbana em relação àssuas adjacências, evidenciando algumas características típicas das Ilhas de Calor Urbanas.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22163
Aparece nas coleções:PPGCC - Mestrado em Ciências Climáticas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CaioVasconcelosPinheiroCosta_DISSERT.pdf3,15 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.