Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22208
Título: Associação dos aspectos sociodemográficos, clínicos e assistenciais na qualidade de vida das pessoas com úlcera venosa na atenção primária
Autor(es): Torres, Sandra Maria da Solidade Gomes Simões de Oliveira
Palavras-chave: Úlcera varicosa;Envelhecimento;Saúde do idoso;Perfil de saúde;Enfermagem;Atenção primária à saúde;Qualidade de vida
Data do documento: 30-Set-2016
Citação: TORRES, Sandra Maria da Solidade Gomes Simões de Oliveira. Associação dos aspectos sociodemográficos, clínicos e assistenciais na qualidade de vida das pessoas com úlcera venosa na atenção primária. 2016. 115f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: Objective: To analyze the association of sociodemographic, clinical and care aspects of quality of life of people with venous ulcers (VU) in primary care. Method: Analytical and cross-sectional study conducted in primary health care with 101 people with VU. Data were collected by structured form of sociodemographic and bio-physiological measures and the Medical Outcomes Short-Form Health Survey (SF-36). Applied the chi-square test, Friedman, Mann-Whitney U test and Binary Logistic Regression. That was approved by the Research Ethics Committee (RECs No 07556312.0.0000.5537). Results: The study population consisted mostly of women, older, married or in a stable relationship, with low income and education level. Among the elderly, predominated females (p = 0.011), with a partner (p = 0.025), education to primary education (p = 0.016), unemployed (p <0.001), non-alcoholic (p = 0.029), diabetes mellitus ( p = 0.002) and hypertension (p = 0.001). About the health and welfare aspects, there was a tendency of worse outcomes among the elderly, with a prevalence of individuals with inadequate care. The variables age, sleepiness, intensity and presence of pain, injury time, guidance for exercise, guidelines for compression therapy, treatment time and reference and counter-reference contributed to the worse quality of life. Moreover, the variables sleepiness, intensity and presence pain, and guidance for exercise, all together, explain the worst quality of life. Conclusion: The surveyed were mostly elderly, unemployed, with a partner, low income, comorbidity, the injury time was more than one year, recurrence and with presence of pain. It was evident the need for comprehensive care to people with venous ulcers, especially the elderly. The sociodemographic, clinical and care aspects, isolated and together, were associated with the worse quality of life, in particular, sleepiness, pain, guidance for exercise, and reference and counter-reference in the elderly, should be reconsidered in the comprehensive and multidisciplinary care.
metadata.dc.description.resumo: Objetivo: Analisar a associação dos aspectos sociodemográficos, clínicos e assistenciais na qualidade de vida das pessoas com úlcera venosa (UV) na atenção primária. Método: Estudo analítico e transversal conduzido na atenção primária à saúde com 101 pessoas com UV. Os dados foram coletados por formulário estruturado de medidas sociodemográficas e biofisiológicas e o Medical Outcomes Short-Form Health Survey (SF-36). Aplicados os testes Qui-quadrado, Friedman, U de Mann-Whitney e Regressão Logística Binária. Obteve aprovação por Comitê de Ética em Pesquisa (CAAE nº 07556312.0.0000.5537). Resultados: A população estudada era composta em sua maioria por mulheres, idosos, casados ou com união estável, com baixa renda e nível de escolaridade. Entre os idosos, predominaram pessoas do sexo feminino (p=0,011), com companheiro(a) (p=0,025), escolaridade até ensino fundamental (p=0,016), sem profissão (p<0,001), não etilistas (p=0,029), com diabetes mellitus (p=0,002) e hipertensão arterial sistêmica (p=0,001). Quanto aos aspectos de saúde e assistenciais, houve tendência de piores resultados entre os idosos, com predomínio de indivíduos com assistência inadequada. As variáveis faixa etária, sono, intensidade e presença da dor, tempo de lesão, orientação de exercícios regulares, orientações para terapia compressiva, tempo de tratamento e referência e contrareferência colaboraram para pior QV, juntas, as variáveis sono, presença e intensidade da dor e orientação para exercícios físicos explicam pior qualidade de vida. Conclusão: os pesquisados em sua maioria eram idosas, sem ocupação, com companheiro, baixa renda, comorbidades, tempo de lesão superior a um ano, recidivas e dor presente. Evidenciou-se necessidade de cuidado integral às pessoas com úlcera venosa, em especial aos idosos. Os aspectos sociodemográficos, clínicos e assistenciais, isolados e em conjunto, estiveram associados a pior qualidade de vida, em especial, sono, dor, orientação de exercícios e referência e contrarreferência nos idosos, que devem ser reconsiderados na assistência integral e multidisciplinar.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22208
Aparece nas coleções:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SandraMariaDaSolidadeGomesSimoesDeOliveiraTorres_TESE.pdf1,5 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.