Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22260
Título: Ler é poder saber o que a gente não sabe: sentidos da leitura para crianças da educação infantil
Autor(es): Azevedo, Bárbara Raquel Coutinho Toscano
Palavras-chave: Criança;Infância;Educação infantil;Leitura;Sentidos infantis
Data do documento: 26-Jul-2016
Citação: AZEVEDO, Bárbara Raquel Coutinho Toscano. Ler é poder saber o que a gente não sabe: sentidos da leitura para crianças da educação infantil. 2016. 116f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: This argumentative text aims to analyze meanings attributed to reading for children in the context of early childhood education and thematizes issues concerning children, reading and Early Childhood Education. Its development was guided by the following assumptions: a) the child as a subject capable of producing in conditions of interaction and mediation, own / unique way in relation to objects and cultural practices; b) Reading as a cultural practice material present in the lives of children; c) the place of reading in kindergarten. The research seeks to answer the question that way reading takes for children in the context of early childhood education? The study took as theoretical and methodological contributions, the principles of qualitative approach and LS Vygotsky propositions about human processes and M. Bakhtin for Research in the Humanities, in which you need to consider: that the studies deal, not objects data, but processes in permanent change, made in mediation relationships that need to be learned; both the object, such as your understanding, are discursive productions are texts; the researcher and the researched subjects are interacting; knowledge is co-constructed. The research involved the following methodological procedures: observation sessions semi-participative type and group and individual interviews semistructured type. The study was developed in an Early Childhood Education institution from public Natal, RN - Municipal Center for Child Education - and had as subjects participants, children aged around five years and the teacher of a class IV level. The construction and analysis / interpretation of the data indicate that: children have in the researched context, possibilities of interaction with the writing and testing of reading, even though they know not read conventionally, in diverse and significant situations, which experience through play and with relative autonomy; children produce / express multiple meanings in relation to reading, systematized in center-axis directions: 1) Read as / activity for a future time; 2) Read as an adult activity; 3) Read and appropriation of knowledge and power; 4) Read as an activity that crosses spaces; 5) Read and pleasure activity; 6) Read as a school activity. The analysis of the speeches of children and the systematization of the "center-axis" of meanings points to the important place that cultural practice in their contexts of life and, especially, the school; the possibilities of children as subjects of culture producers and participants of the contexts in which they live; the need for their ways of thinking and mean reading are considered in the reinterpretation of the relevant practices of reading in the context of early childhood education.
metadata.dc.description.resumo: O presente texto dissertativo tem como objetivo analisar sentidos atribuídos à leitura por crianças no contexto da Educação Infantil e tematiza questões relativas à criança, leitura e Educação Infantil. Seu desenvolvimento se orientou pelas seguintes premissas: a) A criança como sujeito capaz de produzir em condições de interação e mediação, sentidos próprios/singulares em relação aos objetos e práticas da cultura; b) A leitura como prática cultural relevante presente na vida das crianças; c) O lugar da leitura na Educação Infantil. A pesquisa busca responder a questão: que sentidos a leitura assume para crianças no contexto da Educação Infantil? O estudo assumiu, como aportes teórico-metodológicos, os princípios da abordagem qualitativa e as proposições de L. S. Vygotsky sobre processos humanos e de M. Bakhtin para a pesquisa nas Ciências Humanas, segundo os quais é preciso considerar que os estudos tratam não de objetos dados, mas de processos em permanente mudança, constituídos em relações de mediação que precisam ser aprendidas; que tanto o objeto, como sua compreensão, são produções discursivas, são textos; o pesquisador e os pesquisados são sujeitos em interação; o conhecimento é co-construído. A investigação envolveu os seguintes procedimentos metodológicos: sessões de observação do tipo semi-participativa e entrevistas coletivas e individuais do tipo semiestruturadas. O estudo foi desenvolvido em uma instituição de Educação Infantil da rede pública de Natal, RN – Centro Municipal de Educação Infantil – e teve, como sujeitos participantes crianças com idades em torno de cinco anos e a professora de uma turma de nível IV. A construção e análise/interpretação dos dados apontam que: as crianças têm no contexto pesquisado possibilidades de interação com a escrita e de experimentação da leitura, ainda que não saibam ler convencionalmente, em situações diversas e significativas, o que vivenciam de forma lúdica e com relativa autonomia; as crianças produzem/expressam sentidos múltiplos em relação à leitura, sistematizados em centros-eixos de sentidos: 1) Ler como atividade de/para um tempo futuro; 2) Ler como atividade de adulto; 3) Ler como apropriação de conhecimento e poder; 4) Ler como atividade que atravessa espaços; 5) Ler como atividade de prazer; 6) Ler como atividade escolar. A análise dos discursos das crianças e a sistematização dos “centros-eixos” de sentidos expressados por elas em relação à leitura apontam para o lugar relevante dessa prática cultural em seus contextos de vida e, de modo especial, a escola; as possibilidades das crianças como sujeitos produtores de cultura e participantes dos contextos onde vivem; da necessidade de que seus modos de pensar e significar a leitura sejam considerados na ressignificação das práticas pertinentes à leitura no contexto da Educação Infantil.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22260
Aparece nas coleções:PPGED - Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
BarbaraRaquelCoutinhoToscanoAzevedo_DISSERT.pdf2,49 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.