Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/22417
Title: A relação entre estética e política na obra de Jacques Rancière
Authors: Pereira, Pedro Danilo Galdino Vitor
Keywords: Partilha do sensível;Estética/política;Emancipação;Regime estético
Issue Date: 5-Dec-2016
Citation: PEREIRA, Pedro Danilo Galdino Vitor. A relação entre estética e política na obra de Jacques Rancière. 2016. 91f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O presente trabalho discutirá a relação entre estética e política na obra do filósofo francês Jacques Rancière, a partir, principalmente, do conceito de partilha do sensível. Para Rancière há um campo comum que une essas duas esferas do saber humano, a estética primeira que se refere a um a priori da sensibilidade. Neste sentido, tanto a arte quanto a política podem intervir neste tecido da sensibilidade, reconfigurando a partilha do sensível de maneira dissensual. Há, segundo o autor, uma dicotomia no campo da partilha do sensível, duas lógicas que organizam ou redistribuem as ativi-dades, os tempos e espaços. De um lado, uma lógica do consenso e da boa ordena-ção das posições e, de outro lado, uma lógica que funciona nas fronteiras da domina-ção, criando um sensível conflituoso. A partir deste campo comum da partilha do sen-sível, Rancière colocará em discussão como as artes afetam o tecido das partilhas e como ganha um caráter político por esta razão. O objetivo desta dissertação é apre-sentar e discutir como é possível a emancipação se efetivar a partir da prática de indivíduos como proletários ou artistas, pensando as relações entre estética e política.
Abstract: This work will discuss the relationship between aesthetics and politics in the work of the French philosopher Jacques Rancière, based mainly on the concept of distribution of the sensible. For Rancière there is a common field that joins these two spheres of human knowledge, the primary aesthetics referred to an a priori of sensitivity. In this sense, both art and politics can intervene in this sensory fabric, reconfiguring the dis-tribution of the sensible dissensual way. There is, according to the author, a dichotomy in the field of distribution of the sensible, two logics that organize or redistribute the activities, times and spaces. On the one hand, a logic of consensus and good order of locations and on an other hand, a logic that works on the frontiers of domination, cre-ating a disruptive sensible. From this common ground of distribution of the sensible, Rancière put in discussion how the arts affect the fabric of the distribution and how to get a political character for this reason. The aim of this work is to present and discuss how it is possible to effective the emancipation from the practice of subjects as workers or artists, thinking the relationship between aesthetics and politics.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22417
Appears in Collections:PPGFIL - Mestrado em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PedroDaniloGaldinoVitorPereira_DISSERT.pdf983,67 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.