Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22419
Title: Associação entre estresse oxidativo e a osteopenia diabética: efeito da suplementação com cálcio, fósforo e vitamina E
Authors: Rodrigues, Alanna de Sousa
Keywords: Estresse oxidativo;Osteopenia diabética
Issue Date: 29-Aug-2003
Citation: RODRIGUES, Alanna de Sousa. Associação entre estresse oxidativo e a osteopenia diabética: efeito da suplementação com cálcio, fósforo e vitamina E. 2003. 113f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2003.
Abstract: The increase of EROs concentration, through diabetes mellitus, can alter the normal bone metabolism, causing osteopenia. A calcium, fosforum and vitamin E supplementation, can be a very good action in bone. In thi study were used male Wistar rats (n=125), weight ranging from 250 – 350g, and were divided in three groups: group 1 control (n=45) group 2 experimental diabetic (n=45) and group 3 supplementadies diabetic (n=35) in calcium, fosforum and vitamin E. The animals were inuced with streptozotocin (45mg/Kg ) and killed in periods of 1 to 5 days after the indution e 5, 30, 60 and 90 days after installation of experimental diabetes mellitus. Animals with glycemia ≤ 250 mg/ dL was considered diabetics.In each period was realized determinations of Thiobarbituric Acid Reactive Substances and levels of reduced glutathione in blood and brain, histomorfometric measurement of left fermurs, and dosages of alkaline phosphatase, acid phosphatase, ionizable calcium, total calcium, phosphorus, magnesium, glycemia, creatinin and albumin in serum and glucose, phosphorus, magnesium, creatinine and clearence of creatinin in urine. Thiobarbituric Acid Reactive Substances at brain and plasma, choose higher at group 2 in relation group 1, and reduced in group 3, in period of 90 days. The levels of reduced glutathione in brain and blood, at 90 days, was decreased in group 2 and increased at group 3. The histomorphometric results show a less in middle of 50% in trabecular bone volume analysed per distance between the trabeculaes thickness of trabeculae and bone quantity in experimental diabetic animals in comparison to the control group and for controls group and, supplemented animals this lose reduced very much arriving sizes near found in control group. The activity of alkaline phosphatase showed superior values in relation of groups 2 and 3, about comparing group 1 and acid phosphatase increased higher in groups 2 and 3, about all controls, in a 90 days. The serum concentration of phosphorus, magnesium, ionazle calcium, total calcium and creatinine, didn´t show alterations, and the results are well if compare the reference result. The albumin serum showed less to group 2 and 3. The urine analyse showed significative glycosúria to groups 2 and 3 if compared with group 1. In relation phosphatury, observed a significative increase principally to group 3 and creatinine clearance relation wasn´t observed differences to group 2 and 3. The results observed suggest that calcium, phosphorus and vitamin E supplementation, decreased the oxidative alterations which the diabetics were the cause, and helped bone metabolism, decreasing the lose bone that ocurr in this syndrome
Portuguese Abstract: Embora o aumento na concentração de Espécies Reativas de Oxigênio (Eros), devido ao diabetes mellitus, pode alterar o metabolismo normal do osso, acarretando assim a osteopenia. Uma suplementação com cálcio, fósforo e vitamina E pode ter ação benéfica e prevenir as complicações associadas ao estado diabético. Foram utilizados ratos Wistar machos (n=125), peso corporal 250-350g, sendo divididos em três grupos: grupo 1- controles (n=45) grupo 2- diabéticos experimentais (n=45), e grupo 3 - diabéticos suplementados (n=35) em cálcio, fósforo e vitamina E. O diabetes experimental foi induzido por estreptozotocina (STZ) (45 mg/Kg) e sacrificados em períodos de 1 e 5 dias após a indução e 5, 30, 60 e 90 dias após a instalação do diabetes mellitus. Animais com glicemia ≤ 250 mg/dL foram considerados diabéticos. Realizaram-se análises de Substâncias Reativas ao Ácido Tiobarbitúrico (SRAT) e Glutationa (GSH) em sangue e cérebro, medidas histomorfométricas dos fêmures esquerdos, além de dosagens bioquímicas de fosfatase alcalina, fosfatase ácida, fosfato, magnésio, cálcio ionizável, cálcio total, creatinina e albumina em amostras de soro e glicose, fosfato, magnésio, creatinina e clearence de creatinina em amostras de urina dos animais. As SRAT no plasma e cérebro, apresentaram-se significativamente elevadas no grupo 2 em relação ao grupo 1, e diminuída para o grupo 3, no período de 90 dias. O conteúdo de GSH em cérebro, no período de 90 dias, diminuiu no grupo 2 e aumentou no grupo 3, enquanto em sangue não foram observadas alterações. Os resultados histomorfométricos mostraram uma perda em média de 50% de osso trabecular avaliadas pela distância entre as trabéculas, espessura das trabéculas e volume ósseo trabecular, nos animais diabéticos experimentais em relação aos controles e, com a suplementação, essa perda diminuiu significativamente alcançando valores próximos aos encontrados no grupo controle. A atividade da fosfatase alcalina apresentou valores superiores para os grupos 2 e 3 em relação ao grupo 1 e a fosfatase ácida aumentou significativamente nos grupos 2 e 3, em relação aos controles, no período de 90 dias. As concentrações séricas de fosfato, magnésio, cálcio ionizável, cálcio total e creatinina, não apresentaram alterações uma vez que os resultados estão dentro dos valores de intervalos de referência. A albumina sérica mostrou-se diminuídas para o grupo 2 e 3. A análise da urina mostrou glicosúria significativa para os grupos 2 e 3 em relação ao grupo 1. Em relação a fosfatúria observou-se um aumento significativo principalmente para o grupo 3 e em relação ao clearence de creatinina não foram observadas diferenças significativamente para o grupo 2 e 3. Os resultados observados sugerem que a suplementação de cálcio, fósforo e vitamina E diminuiu as alterações oxidativas causadas pelo diabetes, além de ter exercido ação benéfica sobre o metabolismo ósseo, diminuindo a perda óssea que ocorre durante esta síndrome.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22419
Appears in Collections:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AssociacaoEstresseOxidativo_Rodrigues_2003.pdf966,87 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.