Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22431
Título: Banco de termos da linguagem especial de enfermagem para pessoas vivendo com a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida
Título(s) alternativo(s): Bank of terms of the special language of nursing for people living with acquired immunodeficiency syndrome
Autor(es): Silva, Bárbara Coeli Oliveira da
Palavras-chave: Enfermagem;Classificação;Terminologia;Síndrome da Imunodeficiência Adquirida
Data do documento: 30-Nov-2016
Citação: SILVA, Bárbara Coeli Oliveira da. Banco de termos da linguagem especial de enfermagem para pessoas vivendo com a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. 2016. 140f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: The bank of terms of the special language of nursing detects concepts that help in the construction of diagnoses, results and interventions of nursing. The use of this bank aimed at people living with acquired immunodeficiency syndrome is a key step in identifying of an own vocabulary, being able to be used in nursing care, reinforcing their safety and quality in a systematic way. In this context, objective was to construct a bank of terms of the special language of for people living with the immunodeficiency syndrome acquired, using the International Classification for Nursing Practice 2013.This is a methodological study carried out in a hospital in the treatment of infectious diseases in Northeast Brazil. The research was developed in four stages: 1) extraction of the terms of the medical records and elimination of the repetitions; 2) stand ardization of terms; 3) cross-mapping between extracted terms and the terms in CIPE® version 2013; 4) refinement of terms. Approval was obtained from the Ethics Research of the Federal University of Rio Grande do Norte under opinion nº 1.177.410 and Certificate of Presentation for Ethical Appreciation nº 47380915.2.0000.5537. We identified 559 terms, which were submitted to process of cross-mapping and validation of the experts which resulted in 522 terms, being 304 constants and 218 not included in the International Classification for Nursing Practice version 2013. With the accomplishment of this study, it was possible to know the terms used by the nursing team in the assistance to people living with acquired immunodeficiency syndrome, which will make it possible to use in the development of diagnosis / results statements and nursing interventions, as well as the unification of the professional language of the nurse.
metadata.dc.description.resumo: O banco de termos da linguagem especial de enfermagem permite detectarconceitos que auxiliam na construção de diagnósticos, resultados e intervençõesde enfermagem. A utilização desse banco direcionado a pessoas vivendo comsíndrome da imunodeficiência adquirida é um passo primordial na identificaçãode um vocabulário próprio, podendo ser empregado no cuidado de enfermagem,reforçando de modo sistemático, sua segurança e qualidade. Nesse contexto,objetivou-se construir um banco de termos da linguagem especial deenfermagem para pessoas vivendo com a síndrome da imunodeficiênciaadquirida, utilizando a Classificação Internacional para a Prática de Enfermagemversão 2013. Trata-se de um estudo metodológico realizado em um hospitalreferência no tratamento de doenças infectocontagiosas do Nordeste do Brasil.A pesquisa foi desenvolvida em cinco etapas: 1) extração dos termos dosprontuários e eliminação das repetições; 2) normalização dos termos; 4)processo de mapeamento cruzado entre termos extraídos e os termosconstantes na Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem versão2013; 5) refinamento dos termos. Obteve-se aprovação do Comitê de Ética emPesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte sob o parecer nº1.177.410 e Certificado de Apresentação para Apreciação Ética nº47380915.2.0000.5537. Identificaram-se 640 termos, que foram submetidos aoprocesso de mapeamento cruzado, o que resultou em 315 constantes e 325 nãoconstantes na Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem versão2013. Com a realização deste estudo, foi possível conhecer os termos utilizadospela equipe enfermagem na assistência a pessoas vivendo com a síndrome daimunodeficiência adquirida, o que possibilitará a utilização no desenvolvimentode afirmativas de diagnósticos/resultados e intervenções de enfermagem, bemcomo a unificação da linguagem profissional do enfermeiro.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22431
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
BarbaraCoeliOliveiraDaSilva_DISSERT.pdf1,57 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.