Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22481
Título: Estado nutricional e hormônios relacionados com o apetite em crianças e adolescentes com leucemia durante a fase de indução da quimioterapia
Autor(es): Gomes, Camila de Carvalho
Palavras-chave: Crianças;Adolescentes;Regulação do apetite;Leucemia-linfoma linfoblástico de células precursoras
Data do documento: 10-Nov-2016
Citação: GOMES, Camila de Carvalho. Estado nutricional e hormônios relacionados com o apetite em crianças e adolescentes com leucemia durante a fase de indução da quimioterapia. 2016. 66f. Dissertação (Mestrado em Nutrição) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: Cancer is a group of several diseases that have in common an uncontrolled proliferation of abnormal cells, and it can occur at anywhere in the body. The most frequent tumors in childhood and adolescence are the leukemias, and the Acute Lymphoblastic Leukemia (ALL) is the most prevalent. The evidenced malnutrition in these patients is related to anorexia-cachexia syndrome triggered by the disease, but also on changes in appetite, which occur during chemotherapy and interfere in the nutritional status as well as in response to antineoplasic therapy. Although it recognized a possible influence of hormones related to appetite on the changes in food consumption of ALL patients during chemotherapy, few studies have investigated the hormonal changes in patients with childhood cancers. Thus, the aim of this study was to evaluate the nutritional status and levels of key hormones related to appetite in children and adolescents with Acute Lymphoblastic Leukemia (ALL) in the induction phase of chemotherapy. For this purpose, it was assessed 14 children/adolescents diagnosed with ALL during the 28 days of induction chemotherapy cycle. At baseline (prior to initiation of chemotherapy), in the middle and at the end of this cycle were performed anthropometric measurement, weighted food record 24 hours and biochemical and hormone levels were obtained. It were evaluated the following hormones related to appetite: leptin, ghrelin, insulin and cortisol. Most patients had normal weight at the beginning of treatment which did not change significantly during the induction cycle. The dietary intake increased over the cycle, particularly in relation to proteins and lipids intake from the beginning to the end of treatment. Platelet levels and transaminase glutamic pyruvic significantly increased, and a significant reduction in blood glucose, creatinine and sodium levels were observed. Regarding appetite hormones, ghrelin significantly increased between the baseline and the half of the cycle (p = 0.027), but not through the end. In conclusion, the ALL treatment induction period caused an increase in energy and nutrients intake, as well as an increase in the concentration of ghrelin, but no impact on the anthropometric status of patients or in other hormones related to appetite.
metadata.dc.description.resumo: O câncer corresponde a um grupo de várias doenças que têm em comum a proliferação descontrolada de células anormais e que pode ocorrer em qualquer local do organismo. Os tumores mais frequentes na infância e na adolescência são as Leucemias, e a Leucemia Linfoblástica Aguda (LLA) é a mais prevalente. A desnutrição evidenciada nesses pacientes está relacionada à síndrome da anorexiacaquexia desencadeada pela doença, mas também nas alterações do apetite, que ocorrem durante o tratamento quimioterápico e interferem no estado nutricional bem como na resposta a terapia antineoplásica. Embora seja reconhecida a possível influência dos hormônios relacionados ao apetite sobre as alterações no consumo alimentar de pacientes com LLA durante o tratamento quimioterápico, poucos estudos na literatura investigaram as alterações hormonais em pacientes com câncer infantojuvenil. Diante disso, o objetivo desse estudo foi avaliar o estado nutricional e os níveis dos principais hormônios relacionados ao apetite em crianças e adolescentes portadoras de LLA na fase de indução do tratamento quimioterápico. Para atingir o objetivo, foram acompanhadas 14 crianças ou adolescentes com o diagnóstico de LLA durante os 28 dias do ciclo de indução do tratamento quimioterápico. No momento basal (antes do início da quimioterapia), na metade e ao final desse ciclo foram realizadas avaliações de estado nutricional antropométrico, do consumo alimentar e dietético sob a forma de registro alimentar pesado, e dos marcadores bioquímicos e hormonais. Foram avaliados os seguintes hormônios relacionados ao apetite: leptina, grelina, insulina e cortisol. A maioria dos pacientes apresentava eutrofia no início do tratamento, e este diagnóstico não foi alterado de forma significativa durante o ciclo de indução. O consumo alimentar e dietético apresentou um aumento ao longo do ciclo, especialmente em relação ao consumo de proteínas e lipídeos do início até o final do tratamento. Em relação aos parâmetros bioquímicos, observou-se aumento significativo nos parâmetros das plaquetas e na transaminase glutâmica pirúvica, assim como redução significativa nas concentrações de glicemia, creatinina e o sódio. Sobre os hormônios relacionados ao apetite, registrou-se alteração estatisticamente significativa apenas na concentração de grelina, que apresentou um aumento entre os momentos basal e meio do ciclo (p=0,027), mas não do meio para o final do ciclo. Em conclusão, o período de indução do tratamento da LLA provocou um aumento no consumo de energia e nutrientes, assim como um aumento na concentração de grelina, mas sem repercussão sobre o estado antropométrico dos pacientes ou nos outros hormônios relacionados ao apetite.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22481
Aparece nas coleções:PPGNUT - Mestrado em Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CamilaDeCarvalhoGomes_DISSERT.pdf567,19 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.