Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22548
Título: A identidade (con)fundida: relação entre sujeito e sociedade no romance Lorde, de João Gilberto Noll
Autor(es): Barros, Dezwith Alves de
Palavras-chave: Constituição da subjetividade;João Gilberto Noll;Literatura e sociedade
Data do documento: 29-Fev-2016
Citação: BARROS, Dezwith Alves de. A identidade (con)fundida: relação entre sujeito e sociedade no romance Lorde, de João Gilberto Noll. 2016. 86f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: The work of João Gilberto Noll is characterized by recurrent strokes quite unique. On the one hand, the breaks with rhetorical-discursive formulations certain usual standards (person, gender, number, time, manner, degree etc., besides the peculiarity of plots); on the other hand, the fact of his characters-players do not have attachment points or minimally accurate reference (name, occupation, physical description, family and emotional ties, place of residence etc.). Together, these factors create enormous ambiguity as to, often, a character not only be confused with another, but literally merge with the other. Given these characteristics, this research is presented as a study of the procedures by which this identity confusion is established and spreads in the novel Lorde (2004), by João Gilberto Noll, analyzing their effects on the articulation of his character-player. Along with this analysis, the results are discussed in light of its possible social motivation, conceiving it as an immanent process of the text composition. Therefore, the discussion will be fostered theoretically based on concepts coming from what would be named here as the philosophy of non-identity - as postulated by Theodor Adorno (1982); (1985); (2008); (2009) and developed by his contemporaries interlocutors. The works of Antonio Candido (1980) and Theodor Adorno (2003) are considered to assist in understanding of the relationship between literary work and society. In addition, to better understand the sexual repressive processes suffered by the character of the novel analyzed, concepts from the psychoanalysis of Sigmund Freud (2010a); (2010b); (2010c) are also used. Therefore, the choice of Lorde as object of analysis in this work is justified because the typical traits of Noll’s writing, who slip on invariable and inevitable identity confusion, are radicalized in that novel.
metadata.dc.description.resumo: A obra de João Gilberto Noll é caracterizada por traços recorrentes bastante singulares. De um lado, as quebras com determinados padrões usuais a formulações retórico-discursivas (pessoa, gênero, número, tempo, modo, grau etc., afora a peculiaridade dos enredos); de outro, o fato de seus personagens-protagonistas não possuírem pontos de fixação ou de referência minimamente precisos (nome, profissão, descrição física, laços familiares e afetivos, residência fixa etc.). Em conjunto, estes fatores geram enorme ambiguidade, a ponto de, não raro, um personagem não só se confundir com outro, mas, literalmente, fundir-se com o outro. Diante destas características, esta pesquisa se apresenta como um estudo dos procedimentos por meio dos quais essa confusão identitária se instaura e se dissemina no romance Lorde (2004), de João Gilberto Noll, analisando seus efeitos sobre a articulação de seu personagem-protagonista. Junto a esta análise, os resultados obtidos são discutidos levando em conta sua possível motivação social, concebendo-a como um processo imanente à composição do texto. Para tanto, a discussão será fomentada teoricamente, principalmente, a partir de conceitos oriundos do que se denominaria aqui como a filosofia da não identidade – conforme postulada por Theodor Adorno (1982); (1985); (2008); (2009) e desenvolvida por seus interlocutores contemporâneos. Para auxiliar no entendimento da relação entre obra literária e sociedade, são considerados os trabalhos de Antonio Candido (1980) e de Theodor Adorno (2003). Além disso, para melhor compreender os processos repressores da sexualidade sofridos pelo personagem do romance analisado, também são utilizados conceitos oriundos da psicanálise de Sigmund Freud (2010a); (2010b); (2010c). Assim sendo, a escolha de Lorde como objeto de análise deste trabalho justifica-se na medida em que os traços típicos à escrita de Noll, que resvalam em invariável e inevitável confusão identitária, são como que radicalizados no referido romance.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22548
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DezwithAlvesDeBarros_DISSERT.pdf1,04 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.