Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22554
Título: Formulação e caracterização de misturas cimentícias secas para poços de petróleo onshore
Autor(es): Pinto, Jorge Daniel Araújo
Palavras-chave: Misturas secas;Cimentação;Onshore
Data do documento: 12-Fev-2016
Citação: PINTO, Jorge Daniel Araújo. Formulação e caracterização de misturas cimentícias secas para poços de petróleo onshore. 2016. 81f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: Dry mixtures for oil wells cementing have generated enough interest by the mere fact of collaborating with the cementing operations, once it is only added water in the mixture for obtain the cement slurry. With the intention of verify if the dry mixture properties attend in an effective way the needs which are required in the field, this work aims to formulate dry cementitious mixtures and evaluate the behavior of the mixture when subjected to different times of vibration, and this application focused on onshore oil wells. For this it was designed a column in a cylindrical shape with PVC pipes which the dry mixture was packed, subsequently being vibrated at times of 30, 60 and 120 minutes. Then the column was divided in three sections, and subjected to API test (American Petrolleum Institute) as rheology, loss of filtrate, thickening time, mud balance and compressive strength by ultrasonic method (UCA) to see if there was a difference in the properties of the cementitious slurry after vibration. Slurries were formulated to attend the depths of 400, 800 and 1200 meters for onshore wells. The results demonstrated that the dry mixture had a satisfactory reproducibility, once that didn’t have significant migration of additives to the sections of the column after vibration. This possible migration was measured by the API tests which proved similarities of properties between the optimized slurry and from the column. The results of the granulometric analysis also reinforce the exposed above, since all the components introduced into the dry mixture showed averages values of particle size between two and eleven times greater than the cement. This factor contributed to obtain a homogeneous mixture after vibration, because the larger particle size difficulted a possible migration of additives to lower sections of the column under vibration.
metadata.dc.description.resumo: Misturas secas para cimentação de poços de petróleo têm gerado bastante interesse pelo simples fato de colaborar com as operações de cimentação, já que é adicionado somente água na mistura para obtenção da pasta de cimento. Com o intuito de verificar se as propriedades da mistura seca atendem de forma efetiva as necessidades as quais são requeridas em campo, esse trabalho tem como objetivo formular misturas cimentícias secas e avaliar o comportamento da mistura quando submetidas a diferentes tempos de vibração, sendo essa aplicação voltada para poços de petróleo onshore. Para isso foi projetada uma coluna em formato cilíndrico com canos de PVC à qual a mistura seca foi acondicionada, sendo posteriormente vibrada em tempos de 30, 60 e 120 minutos. Em seguida a coluna foi dividida em 3 seções, e submetida aos testes API ( American Petrolleum Institute) como reologia, perda de filtrado, tempo de espessamento, balança de lama e resistência à compressão pelo método ultra-sônico (UCA) para constatar se houve diferença nas propriedades da pasta cimentante após vibração. Foram formuladas pastas que atendessem as profundidades de 400, 800 e 1200 metros para poços onshore. Os resultados demonstraram que a mistura seca teve uma reprodutibilidade satisfatória, visto que não houve migração significativa de aditivos entre as seções da coluna após vibração. Essa possível migração foi medida através dos testes API que comprovaram semelhanças de propriedades entre a pasta otimizada e as provenientes da coluna. Os resultados da análise granulométrica também reforçam o exposto acima, já que todos os componentes introduzidos na mistura seca apresentaram valores médios de tamanho de partícula entre duas e onze vezes maior que o cimento. Fator este que colaborou para obtenção de uma mistura homogênea após vibração, pois o maior tamanho de partícula dificultou uma possível migração de aditivos para seções inferiores da coluna sob vibração.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22554
Aparece nas coleções:PPGCEM - Mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JorgeDanielAraujoPinto_DISSERT.pdf1,92 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.