Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/22602
Title: A política de inclusão de estudantes cegos na educação superior na UFRN: do acesso à permanência
Authors: Ferreira, Erika Luzia Lopes da Silva
Keywords: Política de inclusão;Deficiência visual;Cegos na educação superior;Preconceito
Issue Date: 30-Nov-2016
Citation: FERREIRA, Erika Luzia Lopes da Silva. A política de inclusão de estudantes cegos na educação superior na UFRN: do acesso à permanência. 2016. 138f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O trabalho analisa elementos da política de inclusão de estudantes cegos na educação superior brasileira e para tanto, examina o processo que envolve o acesso e a permanência deste estudante à graduação na UFRN. Considerando a categoria deficiência como premissa socialmente erigida mediante um padrão de normalidade constituída por uma sociabilidade que confere à deficiência um lugar de exclusão e preconceito, busca examinar o lugar da política inclusiva para os estudantes cegos nesta instituição, identificando suas dificuldades e desafios. Para tanto, constituiu reflexões acerca do percurso histórico das pessoas com deficiência ao longo da história Ocidental, visando compreender como o Estado e a Sociedade entenderam e reconheceram a existência destas pessoas ao longo do tempo. Analisa ainda as políticas educacionais já desenvolvidas no Brasil direcionadas a pessoas com necessidades específicas, com ênfase nas pessoas com deficiência visual. Assinala que é a partir da concepção contemporânea de direitos universais que esta antiga percepção passa a ser rejeitada em troca da atual noção de equidade. A metodologia, norteada por uma perspectiva dialética da realidade social, foi efetuada através de abordagem qualiquantitativa, buscando analisar dados oriundos de questionário, assim como de entrevista semiestruturada. Caracteriza-se, assim, como pesquisa de modalidade documental e empírica. Foram entrevistados 05 (cinco) estudantes cegos matriculados nos cursos de Dança, Gestão Hospitalar, Gestão de Sistema e Serviços de Saúde, História e Música da graduação presencial do Campus Central da UFRN, durante o ano de 2015. Os resultados do estudo mostram que barreiras atitudinais envolvendo preconceito, estranhamento e distanciamento ao lado de falta de interação e de empatia sofridas no cotidiano acadêmico parecem ser as maiores dificuldades para o acesso e à permanência dos estudantes cegos na UFRN, superando inclusive as barreiras físicas e tecnológicas.
Abstract: The paper analyze the policy of inclusion to blind students in brazilian higher education examinating the process that involves the access and permanence of this students at UFRN graduation courses. Considering that category of disability as a premise socially erected according to a standard of normality constituted by a society that confers to the disability a place of exclusion and prejudice, seeks to examine the place of the inclusive policy for blind students in this institution, identifying their difficulties and challenges. In order to do so, reflections are made about the history of people with disabilities throughout Western history, aiming to understand how the State and Society understood and recognized the existence of these people over time. It also analyzes the educational policies already developed in Brazil aimed to people with specific needs, with an emphasis on people with visual impairment. It points out that it is from the contemporary conception of universal rights that this old perception is rejected in exchange for the current notion of equity. The methodology was carried out through a qualiquantitative approach, guided by a dialectical conception of social reality. Seeking to analyze data from a questionnaire, as well from a direct observation and semi-structured interview. This is characterized the research modality as documentary and empiric. Five blind students was interviewed ther was enrolled in Dance, Hospital Management, Health Services Management, History and Music courses at UFRN Central Campus, at the beginning of 2016. The results of the study show that attitudinal barriers involving prejudice, estrangement and isolation along with lack of interaction and empathy, developed in day by of the academic space seem to be the greatest difficulties for the access and permanence of blind students in UFRN, overcoming the physical and technological barriers.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22602
Appears in Collections:PPGSS - Mestrado em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ErikaLuziaLopesDaSilvaFerreira_DISSERT.pdf1,3 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.