Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22618
Title: O trabalho dos carroceiros na cidade de Natal: cotidiano, política e emoções em torno de uma atividade ameaçada
Authors: Carvalho, Andresa Karla Silva
Keywords: Carroceiros;Trabalho;Animais;Urbanidade;Moralidade;Emoções;Política Pública
Issue Date: 13-Dec-2016
Citation: CARVALHO, Andresa Karla Silva. O trabalho dos carroceiros na cidade de Natal: cotidiano, política e emoções em torno de uma atividade ameaçada. 2016. 249f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O processo contínuo de urbanização aparece como um elemento motivador de conflitos em torno do que pode ser permitido ou não nos espaços que constituem as cidades. É o caso do uso tradicional de carroças movidas à tração animal, que vem sendo fortemente questionado e inclusive progressivamente proibido em muitas capitais brasileiras. Em Natal (RN), ocorre o mesmo processo, cuja proibição está sendo determinada através da implantação da Política Municipal de Retirada de Veículos de Tração Animal (PMRVTA), que, até o momento desta pesquisa, ainda está em fase de discussão. A construção dessa proposta de política pública conta com a participação de uma relação extensa e bastante heterogênea de agentes e instituições que conflitam com uma diversidade de pessoas que fazem uso das carroças para diferentes fins, porém, destacando-se sobretudo o uso para o trabalho. Dessa forma, diante de um quadro onde esta forma de trabalho encontra-se ameaçada por questionamentos e denúncias de diversos segmentos, buscamos compreender: quais são as práticas, dilemas e impactos sociais que estão sendo vivenciados por carroceiros em Natal? Nesse sentido, pretendeu-se, através de pesquisa etnográfica (utilizando-se de observação participante, entrevistas e análise de documentos) apresentar o universo de experiências dessas pessoas, analisando os conflitos existentes em torno do uso de carroças e do trabalho a ele relacionado. Consideramos como se processam as dinâmicas de conflito a envolver os mais diversos agentes do poder público, além de especialistas e ativistas/ONGs de defesa dos animais, principalmente, e os carroceiros, que refletem disputas e relações de poder profundamente desiguais neste jogo que é a própria construção da PMRVTA. Percebemos como as moralidades e emoções, associadas às pretensões de modernidade e urbanidade, são elementos que se destacam neste campo, repercutindo de forma séria nas vidas de carroceiros, cuja máxima encontrada na elaboração desta política pública concorre para desestruturar profundamente um mundo social específico, no qual a relação entre os humanos e seus animais é elemento fundamental para especialmente sustento e deslocamento das famílias.
Abstract: The continuous process of urbanization seems to be a stimulus to conflicts in relation to what can be allowed or not in urban spaces. This is the case of traditional use of carts moved by animal traction, which has been strongly questioned and progressively banned in many Brazilian cities. In Natal (Rio Grande do Norte), the same process occurs and this prohibition is determined by the implementation of the Municipal Policy for the Removal of Animal Traction Vehicles (so called PMRVTA), which is still under discussion. The formulation of a public policy proposal has been developed with the participation of a large and very heterogeneous number of agents and institutions which get into conflict with a diversity of people who use animal carts for different aims, although many people drive animal carts as their main job. While we consider that this kind of work is threatened by complaints and public denunciations made by different social segments, this Master dissertation aims to understand the practices, dilemmas and social impact undertaken by animal cart workers in Natal. Conducting an ethnographic fieldwork, which was mostly based on participant observation, in-depth interviews and document analysis, we have intended to present the world of experiences lived by these cart workers. Meanwhile we analyze the conflicts related to the work with animal carts as well as the specificity concerning this job. We consider the dynamics of social conflict among many different public authorities and agents, specialists, above all animal protection activists and NGOs, besides the animal cart workers. All these conflict demonstrate disputes and deeply unequal power relations in regard to the discussion and formulation of the PMRVTA. In addition, we intend to understand how moralities and emotions, associated to claims for modernity and urban life, are highlighted in this social field and, therefore, they might strongly affect animal cart workers lives. Ideas related to this public policy disturb a particular social world, which is based on the profound relationship between humans and their animals through which family care and transport are conditioned.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22618
Appears in Collections:PPGAS - Mestrado em Antropologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TrabalhoCarroceirosCidade_Carvalho_2016.pdf4,94 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.