Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22664
Título: Histomorfometria sazonal epididimária do morcego Artibeus planirostris (Chiroptera: Phyllostomidae)
Título(s) alternativo(s): Epididymal seasonal histomorphometry of the bat Artibeus planirostris (Chiroptera: Phyllostomidae)
Autor(es): Araújo, Rodrigo Serafim de
Palavras-chave: Sazonalidade reprodutiva;Morcegos;Epidídimo
Data do documento: 12-Dez-2016
Citação: ARAÚJO, Rodrigo Serafim de. Histomorfometria sazonal epididimária do morcego Artibeus planirostris (Chiroptera: Phyllostomidae). 2016. 56f. Dissertação (Mestrado em Biologia Estrutural e Funcional) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: Considering the ecological importance of the bat Artibeus planirostris and the importance of the epididymal evaluation for the understanding of its reproductive function, this study aimed to understand the reproductive parameters of this species, from the morphological and morphometric analysis of the epididymis. Sixteen adult animals were collected during the dry season (n = 08) and rainy season (n = 08), in 2014. The captures were taken in the city of Natal-RN (5°50'33.9"S and 35°12'07.6"W) (SISBIO authorization no. 25233-1), using mist nets. After anesthesia and euthanasia by transcardiac perfusion, the epididymis were collected (CEUA/UFRN authorization no. 009/2012), followed by histological processing for embedding in historesin and analysis under light microscopy. Morphometric analyzes of the epididymal parenchyma were performed using images from the histological slides, by the Image-Pro Plus software. The results were submitted to ANOVA, and the means were compared by Student's t-test at a significance level of 5%, followed by Tukey's post-test. At the two analyzed seasons, the morphological evaluation showed that the organ was divided into 4 main regions: initial segment, head, body and tail. The parenchyma was predominantly composed of epididymal tubules, supported by intertubular connective tissue. During the three main epididymal portions, the tubules occupied 75.07 ± 2.94 % of parenchyma in rainy season and 67.23 ± 2.44 % in dry season, and its percentages in the head and body were significantly larger in rainy season compared to dry season. The remaining parenchyma was represented by the intertubular region, which showed proportional reduction in the same regions and seasons. The tubules were composed of cylindrical pseudostratified epithelium with stereocilia, supported by a tunica propria and lumen. The epididymal epithelium was the main component of the epididymal tubule. In the tail region, its percentage was higher in dry season (27.58 ± 8.33%) than in rainy season (17.79 ± 4.33%). This epithelium was composed by main (MA), basal (BA), narrow (NA), halo (HA), clear (CL) and apical (AP) cells. The first and the last ones showed, respectively, the highest and the lowest distributions in all epididymal regions, in both rainy and dry seasons. In the head and tail regions, MA cells were the most predominant in the epididymal epithelium in the dry season in relation to the rainy season, while BA cells were the most predominant in the rainy season, such in head as in tail. AP cells had a higher distribution in epididymis head during the rainy season, while NA cells had a greater distribution in the epididymis body during dry season, being its observation in this epididymal portion a new finding. There was an increase in several morphometrical parameters, from the head to the tail, such as the tubular and luminal diameter and its percentages with spermatozoa, as well the muscle cells surrounding the epididymal tubules, in contrast with a decrease in epithelial high. Several of these parameters showed larger values in the rainy season in relation to the dry season. It can be concluded that the epididymis of A. planirostris was similar to that described for other mammals, and the narrow cells were recorded in the region of the body for the first time. It was found spermatozoa in the lumen of epididymal tubules during the two seasons evaluated, especially in the tail region, showing a continuous annual reproductive pattern, with reproductive peaks in the rainy season.
metadata.dc.description.resumo: Considerando-se a importância ecológica do morcego Artibeus planirostris e a importância da avaliação epididimária para o entendimento de sua função reprodutiva, objetivou-se compreender os parâmetros reprodutivos desta espécie a partir da análise morfológica e morfométrica do epidídimo. Foram utilizados 16 animais adultos, coletados durante as estações seca (n=08) e chuvosa (n=08) de 2014. As capturas foram realizadas na cidade de Natal-RN (latitude 5°50’33.9”S e longitude 35°12’07.6” W) (autorização SISBIO no 25233-1), utilizando-se redes de neblina. Após anestesia e eutanásia por perfusão transcardíaca, foi realizada a coleta dos epidídimos (autorização CEUA/UFRN no 009/2012), seguido de processamento histológico para inclusão em historesina e análises sob microscopia de luz. Análises morfométricas dos componentes do parênquima epididimário foram realizadas a partir da captura de imagens das lâminas histológicas, utilizando-se o software Image-Pro Plus. Os resultados foram submetidos à ANOVA, sendo as médias comparadas pelo teste t de Student ao nível de significância de 5%, seguido do pós-teste de Tukey. Nas duas estações analisadas, a avaliação morfológica do epidídimo revelou que o órgão apresentou-se dividido em 4 regiões principais: segmento inicial, cabeça, corpo e cauda. O parênquima apresentou-se composto predominantemente por túbulos epididimários, sustentados por tecido conjuntivo intertubular. Ao longo das três porções epididimárias os túbulos ocuparam 75,07±2,94% do parênquima na estação chuvosa e 67,23±2,44% na estação seca, sendo seus percentuais nas regiões da cabeça e corpo significativamente maiores na estação chuvosa em relação à estação seca. O restante do parênquima foi representado pela região intertubular, que apresentou redução proporcional nas mesmas regiões entre as estações. Os túbulos foram constituídos por epitélio pseudoestratificado cilíndrico com estereocílios, apoiado sobre uma túnica própria, e lúmen. O epitélio epididimário foi o principal componente do túbulo epididimário, sendo que na região da cauda seu percentual foi maior na estação seca (27,58±8,33%) em relação à chuvosa (17,79±4,33%). Este epitélio apresentou-se composto pelas células principais (PR), basais (BA), estreitas (ES), halo (HA), claras (CL) e apicais (AP), sendo que a primeira e a última apresentaram, respectivamente, maior e menor distribuição em todas as regiões epididimárias nas duas estações. Tanto na região da cabeça quanto da cauda, as células PR foram as mais predominantes no epitélio epididimário na estação seca em relação à estação chuvosa, enquanto as células BA foram mais predominantes na estação chuvosa, tanto na cabeça quanto na cauda. As células AP apresentaram maior distribuição na cabeça do epidídimo durante a estação chuvosa, enquanto as células ES apresentaram maior distribuição no corpo do epidídimo na estação seca, sendo seu registro nessa porção epididimária constituiu um achado novo. Observou-se aumento gradativo em diversos parâmetros da cabeça em direção à cauda, tais como o diâmetro dos túbulos epididimários, do lúmen e percentual com espermatozoides e da camada de células musculares lisas ao redor dos túbulos epididimários, contrastando com a diminuição na altura do epitélio. Muitos destes parâmetros apresentaram maiores valores na estação chuvosa em relação à estação seca. Conclui-se que o epidídimo de A. planirostris apresentou-se, de um modo geral, semelhante ao descrito para outros mamíferos, com destaque para as células estreitas, registradas pela primeira vez na região do corpo. Foram encontrados espermatozoides no lúmen dos túbulos epididimários nas duas estações avaliadas, especialmente na região da cauda, mostrando assim um padrão reprodutivo anual contínuo, com picos de reprodução na estação chuvosa.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22664
Aparece nas coleções:PGBIOEF - Mestrado em Biologia Estrutural e Funcional

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RodrigoSerafimDeAraujo_DISSERT.pdf1,26 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.