Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22705
Título: Estudos da comunidade de Squamata e de ecologia comportamental de Tropidurus Hispidus e T. Semitaeniatus (Squamata, Tropiduridae) em área de caatinga lato sensu
Autor(es): Kolodiuk, Miguel Fernandes
Palavras-chave: Répteis squamata do semiárido;Estrutura de comunidade de lagartos;Comportamento termorregulatório e de forrageamento em lagartos
Data do documento: 31-Out-2016
Citação: KOLODIUK, Miguel Fernandes. Estudos da comunidade de Squamata e de ecologia comportamental de Tropidurus Hispidus e T. Semitaeniatus (Squamata, Tropiduridae) em área de caatinga lato sensu. 2016. 101f. Tese (Doutorado em Psicobiologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: The Caatinga occupies an area of approximately 800,000 km2, and is characterized by rainfall scarcity, high temperatures, and variability in climatic seasonality, with strong intercalation of dry and floody years. Among these phytophysiognomic and morphoclimatic aspects, it is worth noting that this area has at least two landscapes known in the literature: Caatinga stricto sensu and Caatinga lato sensu. The Caatinga stricto sensu refers to areas located in the Northern Country Depression (Depressão Sertaneja Setentrional), with shrubby vegetation and higher temperatures. On the other hand, the Caatinga lato sensu comprises areas of arboreal-bushy vegetation located on the tops of plateaus and mountains with more than 500 m altitude, thus presenting milder temperatures. Classical studies highlight the existence of a pattern of relictual distribution for some lizard species of the Caatingas, which seem to be unique from areas of Caatinga lato sensu. Four 20-day trips were carried to the study area, two in 2014 and two in 2015, in March (rainy season) and September (dry season). In 2014, Squamata specimens were registered and/ or collected through active search and pitfall traps, and for each active specimen, habitat, microhabitat and activity hour were recorded. In 2015, behavioral observations of tropidurid lizards were carried out through focal sessions to analyze the themoregulatory and foraging behaviors and compare them with populations of a Caatinga stricto sensu area. A total of 34 species of Squamata was recorded, and the rarefaction curve did not reach an asymptote, indicating the possibility of more species in the area. Noteworthy is the presence of species with relictual distributions, such as Acratosaura mentalis, Enyalius bibronii and Anotosaura vanzolinia. Comparing the composition of the lizard species with other Caatinga sites, we observed the formation of three groups: communities from forested highlands; from areas of Caatinga lato sensu, and from areas of Caatinga stricto sensu. A null model analysis showed that the studied lizard community is structured on the spatial niche axis, indicating a significant influence of contemporary ecological factors on this assemblage. The non-random use of space by the lizard species indicates the presence of competitive interactions that influence the selection of habitats and microhabitats used. In general, the two Tropidurus species did not differ in their thermoregulatory behavior, although T. semitaeniatus exposed yourself to the sun more than T. hispidus during the rainy season. Regarding the foraging behavior, T. hispidus and T. semitaeniatus behaved similarly in the dry season, changing strategy during the rainy season. The two species foraged more actively during the rainy season in the studied site when compared with an area of Caatinga stricto sensu. In conclusion, the data obtained in this study confirm the presence of relictual species and the presence of different behavioral strategies for tropidurid lizards in area of Caatinga lato sensu.
metadata.dc.description.resumo: A Caatinga ocupa cerca de 800.000 km2, caracterizada por escassez de precipitação, altas temperaturas, variabilidade na sazonalidade climática com forte intercalação de anos de secas e de inundações. Quanto a aspectos fitofisionômicos e morfoclimáticos, apresenta pelo menos duas fisionomias conhecidas na literatura, Caatinga stricto sensu e Caatinga lato sensu. A primeira corresponde às áreas situadas na Depressão Sertaneja Setentrional, com vegetação arbustiva e temperaturas mais elevadas; já a Caatinga lato sensu compreende áreas de vegetação arbórea e arbóreo-arbustivas, sobre topos das chapadas e serras com mais de 500 m de altitude, e temperaturas mais amenas. Estudos clássicos destacam a existência de padrão de distribuição relictual para algumas espécies de lagartos, que parecem ser exclusivas de áreas de Caatinga lato sensu. Nesse contexto, este trabalho teve como objetivo geral analisar a composição e a estrutura da comunidade de répteis Squamata e estudar os comportamentos de termorregulação e de forrageamento das espécies de lagartos tropidurídeos da Caatinga lato sensu, da Serra de Santana, Lagoa Nova, RN. Foram realizadas quatros excursões de 20 dias cada à área de estudo, sendo duas no ano de 2014 (estações chuvosa e seca), e duas no ano de 2015 nos mesmos meses (março e setembro) da coleta do ano anterior. Em 2014, foram registrados e/ou coletados espécimes de Squamata por procura ativa e armadilhas de queda, quando foi registrado para cada espécime ativo o hábitat, microhábitat e horário de atividade. Em 2015 foram realizadas observações comportamentais para os lagartos tropidurídeos através de sessões focais para registros dos comportamentos de termorregulação e de forrageamento. Foram coletadas 34 espécies de Squamata e a curva de rarefação não atingiu assíntota, indicando a possibilidade de existirem mais espécies na área. Destacam-se as presenças de espécies de distribuição relictual em áreas de Caatinga, quais sejam, Acratosaura mentalis, Enyalius bibronii e Anotosaura vanzolinia. Comparando a composição das espécies de lagartos com as de outras áreas de Caatinga, constatou-se a formação de três grupos: espécies de área florestada (brejos de altitude); de Caatinga lato sensu e de Caatinga stricto sensu. A análise do modelo nulo demonstrou que esta comunidade de lagartos está estruturada quanto ao uso do espaço, indicando influência significativa de fatores ecológicos contemporâneos sobre essa taxocenose. O uso não aleatório do componente espacial indicou presença de interações competitivas que influenciam a seleção dos habitats e microhabitats. Os resultados do comportamento termorregulatório mostraram que nesta Caatinga lato sensu as duas espécies de tropidurídeos não diferem em comportamento termorregulatório, embora T. semitaeniatus se exponha mais ao sol do que T. hispidus durante a estação chuvosa. Quanto ao forrageamento, as duas espécies se comportaram de maneira similar na estação seca, mudando de estratégia durante a estação chuvosa e, comparando com a Caatinga stricto sensu, as duas espécies forrageiam de forma mais ativa durante a estação chuvosa na Caatinga lato sensu. Confirmam-se, portanto, as presenças de espécies relictuais e de estratégias comportamentais diferentes para os lagartos tropidurídeos de Caatinga lato sensu.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22705
Aparece nas coleções:PPGPSICO - Doutorado em Psicobiologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MiguelFernandesKolodiuk_TESE.pdf13,03 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.