Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22859
Título: Letramento literário no sétimo ano - O besouro Carirá e a história do morango gigante, de Ricardo Daunt: convergências entre a tradição e o moderno
Autor(es): Maia, Elaine Cristina Câmara de Azevedo
Palavras-chave: Didatização do poema;Ricardo Daunt;Besouro carirá;Letramento Literário
Data do documento: 27-Ago-2015
Citação: MAIA, Elaine Cristina Câmara de Azevedo. Letramento literário no sétimo ano - O besouro Carirá e a história do morango gigante, de Ricardo Daunt: convergências entre a tradição e o moderno. 2015. 100f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras - Profletras/NAT) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: A fim de contribuir com a discussão do ensino de literatura da educação básica, nosso interesse é estudar o livro O besouro Carirá e a história do morango gigante (2007) que é um poema narrativo infantil escrito pelo romancista e cronista Ricardo Daunt e ilustrado pelo artista suíço John Graz. O trabalho aborda o poema narrativo como proposta de aplicação em sala de aula, em uma turma de sétimo ano do ensino fundamental II. Nosso propósito é propor uma forma de leitura que leve em consideração: a) questões referentes ao gênero textual trabalhado (poema narrativo); b) articulação entre o texto literário e a vida social, tentando chamar a atenção do aluno tanto para a especificidade do fenômeno estético quanto para a sua relação com a sociedade. O trabalho tem como defesa o uso da literatura a partir de estudiosos que a justificam como: bem incompressível e fator de humanização em Candido (2004); uma forma de nos dar sensibilidade em Compagnon (2009); importante elemento de formação a partir da leitura integral da literatura no ensino de língua materna, conforme Todorov (2010). Sobre letramento literário nos espelhamos em Cosson (2006; 2014). Ao desenvolver o estudo da literatura infantil, especificamente do poema, nos baseamos no estudo de Pinheiro (2007); e analisando a representação do campo e da cidade, tomando-se como referência as reflexões de Raymond Williams (2011); Michael Hamburger (2007).
metadata.dc.description.resumo: A fim de contribuir com a discussão do ensino de literatura da educação básica, nosso interesse é estudar o livro O besouro Carirá e a história do morango gigante (2007) que é um poema narrativo infantil escrito pelo romancista e cronista Ricardo Daunt e ilustrado pelo artista suíço John Graz. O trabalho aborda o poema narrativo como proposta de aplicação em sala de aula, em uma turma de sétimo ano do ensino fundamental II. Nosso propósito é propor uma forma de leitura que leve em consideração: a) questões referentes ao gênero textual trabalhado (poema narrativo); b) articulação entre o texto literário e a vida social, tentando chamar a atenção do aluno tanto para a especificidade do fenômeno estético quanto para a sua relação com a sociedade. O trabalho tem como defesa o uso da literatura a partir de estudiosos que a justificam como: bem incompressível e fator de humanização em Candido (2004); uma forma de nos dar sensibilidade em Compagnon (2009); importante elemento de formação a partir da leitura integral da literatura no ensino de língua materna, conforme Todorov (2010). Sobre letramento literário nos espelhamos em Cosson (2006; 2014). Ao desenvolver o estudo da literatura infantil, especificamente do poema, nos baseamos no estudo de Pinheiro (2007); e analisando a representação do campo e da cidade, tomando-se como referência as reflexões de Raymond Williams (2011); Michael Hamburger (2007).
URI: http://hdl.handle.net/123456789/22859
Aparece nas coleções:PROFLETRAS - NATAL - Mestrado Profissional em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ElaineCristinaCamaraDeAzevedoMaia_DISSERT.pdf11,33 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.