Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22870
Título: Sonata No.1 para violoncelo e piano de Alfred Schnittke: aspectos poliestilísticos e técnico-interpretativos
Autor(es): Brandão, Cristian de Paula
Palavras-chave: Violoncelo;Sonatas;Schnittke;Música de câmara;Música russa
Data do documento: 26-Fev-2015
Citação: BRANDÃO, Cristian de Paula. Sonata No.1 para violoncelo e piano de Alfred Schnittke: aspectos poliestilísticos e técnico-interpretativos. 2015. 37f. Dissertação (Mestrado em Música) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The Sonata No. 1 for Cello and Piano (1978) by Alfred Schnittke figures among one of the major works of the chamber music repertoire for cello of the twentieth century. Dedicated to the Russian cellist Natalia Gutman, this work was composed according to the characteristics of Polystylism, one of the main aspects of Schnittke's music. Having lived under many political constraints of the former Soviet Union, and, at the same time, under intense and diverse cultural and artistic influences, Schnittke acquired his language and very particular style from various other styles, from baroque to jazz, through folklore from different cultures, romanticism, classicism, religious music, among others. This article points out the polystylistic elements found in the Sonata No. 1 for Cello and Piano, and also addresses my own process of learning the piece: its major technical difficulties and extended techniques, my body awareness and memorization process, using concepts based on my own performance experience, as well as on articles, dissertations and other sources from the literature.
metadata.dc.description.resumo: A Sonata No. 1 para Violoncelo e Piano (1978) de Alfred Schnittke figura dentre as principais obras do repertório camerístico para violoncelo do século XX. Dedicada à violoncelista russa Natalia Gutman, esta obra foi composta de acordo com as características do poliestilismo, um dos principais aspectos da música de Schnittke. Tendo vivido sob muitas restrições políticas da antiga União Soviética e, ao mesmo tempo, sob intensas e diversificadas influências culturais e artísticas, Schnittke adquiriu uma linguagem e estilo muito particular a partir de vários outros estilos, desde o barroco até o jazz, passando pelo folclore de diferentes culturas, romantismo, classicismo, música religiosa, dentre outros. Este artigo aponta os elementos poliestilísticos na Sonata No.1 para violoncelo e piano, assim como também aborda meu processo de aprendizagem da peça: as principais dificuldades técnicas encontradas, as técnicas estendidas, a consciência corporal utilizada e meu processo de memorização, com conceitos baseados a partir de minha experiência de performance, assim como da leitura artigos, dissertações e outras referências bibliográficas.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/22870
Aparece nas coleções:PPGMUS - Metrado em Música

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CristianDePaulaBrandao_DISSERT..pdf3,03 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.