Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22873
Título: La ciudad y los perros: o adestramento do sujeito na instituição militar
Autor(es): Lopes, Bruna Rafaelle de Jesus
Palavras-chave: La ciudad y los Perros;Vargas Llosa;Instituição militar;Estruturas de Poder
Data do documento: 29-Fev-2016
Citação: LOPES, Bruna Rafaelle de Jesus. La ciudad y los perros: o adestramento do sujeito na instituição militar. 2016. 211f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: RESUMO Este estudo tem por corpus a obra literária La ciudad y los Perros, publicada em 1963, do autor peruano Mario Vargas Llosa. A narrativa traz o cotidiano dos cadetes do Colégio Militar Leoncio Prado, colégio que não existe somente na ficção, mas é referência em Lima, Peru, instituição da qual Vargas Llosa foi aluno. O foco da análise consiste em como a literatura aborda a formação do sujeito nas instituições militares, levando em consideração as relações de poder que conduzem o funcionamento do colégio, visto que há dois códigos norteadores, o dos alunos e o da própria instituição, ambos machistas. Para tanto, pautamos nossa pesquisa nos postulados de Foucault, já que o teórico se debruça sobre o poder, a disciplina e os corpos dóceis, conceitos de extrema importância para este estudo. Bakhtin também fomenta nosso trabalho no que se refere à construção das personagens, assim como na análise sobre a polifonia - conceito desenvolvido pelo teórico russo e que auxiliam na interpretação da obra de Llosa. Outro teórico que embasa esta pesquisa é Antonio Candido. A dissertação fundamenta-se no que ele define como crítica integrativa ou dialética, em que os elementos sociais estão inseridos na obra como um elemento estético intrínseco a ela. Sendo assim, o estudo aqui desenvolvido traz uma análise a partir da abordagem da crítica literária sócio-histórica.
metadata.dc.description.resumo: RESUMO Este estudo tem por corpus a obra literária La ciudad y los Perros, publicada em 1963, do autor peruano Mario Vargas Llosa. A narrativa traz o cotidiano dos cadetes do Colégio Militar Leoncio Prado, colégio que não existe somente na ficção, mas é referência em Lima, Peru, instituição da qual Vargas Llosa foi aluno. O foco da análise consiste em como a literatura aborda a formação do sujeito nas instituições militares, levando em consideração as relações de poder que conduzem o funcionamento do colégio, visto que há dois códigos norteadores, o dos alunos e o da própria instituição, ambos machistas. Para tanto, pautamos nossa pesquisa nos postulados de Foucault, já que o teórico se debruça sobre o poder, a disciplina e os corpos dóceis, conceitos de extrema importância para este estudo. Bakhtin também fomenta nosso trabalho no que se refere à construção das personagens, assim como na análise sobre a polifonia - conceito desenvolvido pelo teórico russo e que auxiliam na interpretação da obra de Llosa. Outro teórico que embasa esta pesquisa é Antonio Candido. A dissertação fundamenta-se no que ele define como crítica integrativa ou dialética, em que os elementos sociais estão inseridos na obra como um elemento estético intrínseco a ela. Sendo assim, o estudo aqui desenvolvido traz uma análise a partir da abordagem da crítica literária sócio-histórica.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/22873
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
BrunaRafaelleDeJesusLopes_DISSERT.pdf2,71 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.