Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22875
Título: Gestão de unidades de conservação da mata atlântica do Rio Grande do Norte à luz da gestão participativa
Autor(es): Melo, Carolina de Sousa Martins
Palavras-chave: Gestão participativa;Unidades de Conservação;SNUC
Data do documento: 1-Jun-2016
Citação: MELO, Carolina de Sousa Martins. Gestão de unidades de conservação da mata atlântica do Rio Grande do Norte à luz da gestão participativa. 2016. 160f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: O objetivo geral de pesquisa é compreender se as práticas de gestão de Unidades de Conservação na Mata Atlântica do Rio Grande do Norte podem ser configuradas como práticas participativas de gestão. Será utilizado o referencial teórico sobre participação, com o foco na operacionalização da participação, retrantando os aspectos sobre como colocar em prática a participação. O lócus de pesquisa foram as unidades APA Piquiri-Uma e Parque das Dunas do Natal. O presente estudo assume o interacionismo simbólico como postura teórica. É uma pesquisa com abordagem qualitativa do tipo exploratória e descritiva. A pesquisa utilizou as seguintes técnicas de coleta de dados: entrevista semiestruturada, observação não participante estruturada e questionário. Os sujeitos foram os gestores das unidades e os membros do Conselho Gestor. A partir da análise do modelo gestão de UC proposto, concluiu-se que em ambas as unidades estudadas há práticas de gestão que podem ser configuradas como práticas participativas de gestão. No entanto, a APA Piquiri-Una possui mais práticas participativas ao definir regras de conservação, na educação da população e no monitoramento e feedback e uma estratégia inovadora para alcançar recursos financeiros em comparação ao Parque das Dunas, que por criar recentemente o conselho gestor e mecanismos participativos, se encontra em um processo inicial de inserção da participação em suas atividades. Conclui-se que a participação pode ser em ambas as unidades melhor trabalhada e desenvolvida, inserindo-a em novas práticas.
metadata.dc.description.resumo: O objetivo geral de pesquisa é compreender se as práticas de gestão de Unidades de Conservação na Mata Atlântica do Rio Grande do Norte podem ser configuradas como práticas participativas de gestão. Será utilizado o referencial teórico sobre participação, com o foco na operacionalização da participação, retrantando os aspectos sobre como colocar em prática a participação. O lócus de pesquisa foram as unidades APA Piquiri-Uma e Parque das Dunas do Natal. O presente estudo assume o interacionismo simbólico como postura teórica. É uma pesquisa com abordagem qualitativa do tipo exploratória e descritiva. A pesquisa utilizou as seguintes técnicas de coleta de dados: entrevista semiestruturada, observação não participante estruturada e questionário. Os sujeitos foram os gestores das unidades e os membros do Conselho Gestor. A partir da análise do modelo gestão de UC proposto, concluiu-se que em ambas as unidades estudadas há práticas de gestão que podem ser configuradas como práticas participativas de gestão. No entanto, a APA Piquiri-Una possui mais práticas participativas ao definir regras de conservação, na educação da população e no monitoramento e feedback e uma estratégia inovadora para alcançar recursos financeiros em comparação ao Parque das Dunas, que por criar recentemente o conselho gestor e mecanismos participativos, se encontra em um processo inicial de inserção da participação em suas atividades. Conclui-se que a participação pode ser em ambas as unidades melhor trabalhada e desenvolvida, inserindo-a em novas práticas.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/22875
Aparece nas coleções:PPGA - Mestrado em Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CarolinaDeSousaMartinsMelo_DISSERT.pdf3,2 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.