Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22895
Title: Perfil do consumo alimentar e estado nutricional da população brasileira de 10 a 19 anos
Authors: Aguirre, Maria de Jesus Xavier
Keywords: Consumo alimentar;Adolescência;Obesidade
Issue Date: 29-May-2015
Citation: AGUIRRE, Maria de Jesus Xavier. Perfil do consumo alimentar e estado nutricional da população brasileira de 10 a 19 anos. 2015. 62f. Dissertação (Mestrado em Demografia) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: Os adolescentes constituem um grupo exposto ao risco nutricional, devido aos seus hábitos alimentares. Frequentemente omitem refeições, como o desjejum, ou substituem refeições, tal como, o almoço por lanches, além de consumirem, com elevada frequência, grande quantidade de refrigerantes. A elevada ingestão de alimentos calóricos e industrializados de valor nutricional reduzido, merece destaque, pois tal consumo tem sido relacionado à obesidade, não somente em razão do volume de alimentos, mas também devido à composição e à qualidade da dieta. Esse tipo de mudanças dietéticas de ordem qualitativa e quantitativa, observadas em todas regiões do Brasil, bem como nas diversas partes do mundo, caracterizam a Transição Nutricional, que não corresponde apenas a simples mudanças nos padrões alimentares, mas são resultados de processos socioculturais, econômicos, individuais e comportamentais. Nesse sentido, o objetivo da presente dissertação é determinar o perfil do Consumo Alimentar da população brasileira, na faixa etária de 10 a 19 anos, através de uma diversidade de alimentos de consumo. A fonte básica de informação para a análise do presente trabalho foi a Pesquisa de Orçamentos Familiares – POF 2009. O instrumental metodológico utilizado para a operacionalização dos perfis socioeconômicos foi o método Grade of Membership – GoM. A tipologia do consumo alimentar gerou três perfis extremos, o perfil extremo 1 (9,7%) ( consumo alimentar deficitário por excesso dietético) caracterizou-se pelo estado nutricional de sobrepeso ou obesidade, por fazerem suas refeições fora de casa com um cardápio bastante diversificado. Perfil Extremo 2 (16,1%) (consumo alimentar deficitário pelo excesso ou insuficiência dietética) sem definição com relação ao local de consumo de alimentos e com um cardápio composto por carboidratos, proteínas vegetal e animal. As características que predominam no Perfil Extremo 3 (3.6%) (consumo alimentar deficitário por insuficiência dietética), com estado nutricional de baixo peso; sem definição do local de consumo dos alimentos, fazem suas refeições com um cardápio pouco variado. Os resultados encontrados revelam o tipo de alimentos consumidos pelos adolescentes com estado nutricional de baixo peso e sobrepeso/obesidade. Além disso, constatou-se que os perfis de consumo alimentar mais prevalentes entre os adolescentes são caracterizados por consumirem uma dieta de baixa qualidade, reduzida em fibras e minerais, de alto teor energético e por apresentarem um estado nutricional de sobrepeso/ obesidade.
Abstract: Adolescents constitute a group exposed to nutritional risk due to their eating habits. They often skip meals such as breakfast, or replace meals such as lunch for snacks; in addition they consume, with high frequency, large quantities of soft drinks. The high intake of caloric and processed foods of poor nutritional value is noteworthy, considering that such consumption has been linked to obesity not only because for the volume of food, but also for the composition and quality of the diet. This type of dietary changes qualitatively and quantitatively order observed in all regions of Brazil, as well as in various parts of the world, characterize the nutritional transition: they are the results of sociocultural, economic, individual and behaviourial processes.In this sense, the objective of this dissertation is to determine the profile of the Food consumption of the Brazilian population aged 10-19 years old, through a variety of food consumption. The basic source of information for the analysis of this study was the Consumer Expenditure Survey – Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2009. The methodological instrument used for the implementation of socio-economic profiles was the method Grade of Membership - GoM . The type of food consumption generated three extreme profiles: extreme profile 1 (9.7%) (food consumption deficit by dietary excess) was characterized by the nutritional status of overweight or obesity, for having their meals away from home with a very diverse menu. Profile 2 (16.1%) (food consumption deficit by dietary excess or dietary deficit) without defining the place of food consumption and with a menu composed of carbohydrates, vegetable and animal proteins. The characteristics that predominate in the extreme Profile 3 (3.6%) (food consumption deficit by dietary insufficiency), with nutritional status of low weight; no definition of food consumption site, they eat their meals with a little varied menu. The results showed the type of food consumed by adolescents who have nutritional status of underweight and overweight/obesity. In addition, it was found that the profiles of food consumption most prevalent among teenagers are those characterized by the consumption of a low-quality diet, low in fiber and minerals and with a high energy content, with a nutritional status of overweight / obesity.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22895
Appears in Collections:PPGDEM - Mestrado em Demografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PerfilConsumoAlimentar_Aguirre_2015.pdf3.62 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.