Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23008
Título: Produção e distribuição de biomassa em clones de Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla no município de Macaíba-RN
Autor(es): Silva, Jucier Magson de Souza e
Palavras-chave: Floresta plantada;Produtividade florestal;Componentes da árvore
Data do documento: 18-Dez-2015
Citação: SILVA, Jucier Magson de Souza e. Produção e distribuição de biomassa em clones de Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla no município de Macaíba-RN. 2015. 37f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: Biomass production is one of the most important variables in a forest stand and its relative distribution in the different compartments of the tree (wood, branches, leaves, bark and roots) is one of the main features to consider when choosing a species, seeking to achieve greater productivity. The partition of biomass in forest species is variable and can be influenced by both environmental factors and by factors inherent to the species, being necessary to carry out individual studies for each genetic material and soil and climatic condition. In this sense the objective of this study was to determine the aboveground biomass production in three clones of Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla (AEC0224, AEC0144, GG100), as well as its relative distribution between the components of the trees to 12, 24, 36 and 48 months of age. The work was carried out in forest area of testing (AEF) campus Macaíba / UFRN, located at the Agricultural School of Jundiaí. For quantification of biomass used is the destructive method hovering four trees with DAP medium for each clone and age considered. After slaughter, every tree had its components (leaf, bark, twig and wood) isolated and weighed to determine their wet weight. After weighing the sample of the various components was conducted, and these were taken to the laboratory for subsequent determination of dry weight. From the dry mass of the sample, it estimated the dry matter for each of the tree components and the total biomass of shoot. The estimation of biomass per hectare, and the total of each of the components was obtained by multiplying the average biomass of trees felled by the number of trees per hectare in each stand. The production and biomass partition were differentiated among clones. For total biomass production values found ranged from 3.33 Mg. ha-1 to 12 months and 75.35 Mg.ha-1 at 48 months old. From 24 months all clones showed greater accumulation of biomass on their shafts (wood + bark), the component wood one with the highest representation. Both production and biomass partition were dependent on genetic material and age, with the clone GG100 one that showed higher production as well as the highest proportions of biomass converted to wood.
metadata.dc.description.resumo: A produção de biomassa é uma das variáveis mais importantes em um povoamento florestal e sua distribuição relativa nos diferentes compartimentos da árvore (lenho, galhos, folhas, casca e raízes) representa uma das principais características a serem consideradas na escolha de uma espécie, visando-se obter uma maior produtividade. A partição da biomassa em espécies florestais é bastante variável, podendo ser influenciada tanto por fatores ambientais quanto por fatores inerentes à própria espécie, sendo necessário a realização de estudos individualizados para cada material genético e condição edafoclimáticas. Nesse sentido o objetivo deste trabalho foi determinar a produção de biomassa da parte aérea em três clones de Eucalyptus grandis x Eucalyptus urophylla (AEC0224, AEC0144, GG100), bem como sua distribuição relativa entre os componentes das árvores aos 12, 24, 36 e 48 meses de idade. O trabalho foi realizado na área de experimentação florestal (AEF) do campus Macaíba/UFRN, localizado na Escola Agrícola de Jundiaí. Para quantificação da biomassa utilizou-se o método destrutivo, abatendo-se quatro árvores, com DAP médio, para cada clone e idade considerada. Após o abate, todas as árvores tiveram seus componentes (folha, casca, galho e madeira) separados e pesados para determinação do seu peso úmido. Após a pesagem foi realizada a amostragem dos diversos componentes, e estes foram levados ao laboratório para posterior determinação da massa seca. A partir da massa seca da amostra, estimou-se a massa seca para cada um dos componentes da árvore e a biomassa total da parte aérea. A estimativa da biomassa por hectare, total e de cada um dos componentes, foi obtida pela multiplicação da biomassa média das árvores abatidas pelo número de árvores por hectare em cada povoamento. A produção e a partição da biomassa foram diferenciadas entre os clones avaliados. Para a produção total de biomassa os valores encontrados variaram entre 3,33 Mg.ha-1 aos 12 meses e, 75,35 Mg.ha-1 aos 48 meses de idade. A partir dos 24 meses todos os clones apresentaram maior acúmulo de biomassa em seus fustes (madeira + casca), sendo o componente madeira aquele que apresentou maior representatividade. Tanto a produção quanto a partição da biomassa foram dependentes do material genético e da idade, sendo o clone GG100 aquele que apresentou maior produção assim como, as maiores proporções de biomassa convertida em madeira.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/23008
Aparece nas coleções:PPGCF - Mestrado em Ciências Florestais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JucierMagsonDeSouzaESilva_DISSERT.pdf1,2 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.