Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23027
Título: Análise do papel dos exossomos derivados das linhagens celulares SCC-15 e HSC-3 no processo de angiogênese tumoral
Autor(es): Andrade, Ana Luiza Dias Leite de
Palavras-chave: Carcinoma epidermoide;Exossomos;Células tumorais cultivadas;Angiogênese patológica;Células endoteliais
Data do documento: 18-Fev-2016
Citação: ANDRADE, Ana Luiza Dias Leite de. Análise do papel dos exossomos derivados das linhagens celulares SCC-15 e HSC-3 no processo de angiogênese tumoral. 2016. 117f. Tese (Doutorado em Patologia Oral) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: Exosome are extracellular microvesicles originated by inward budding of late endosomal membrane that represent an efficient form of intercellular communication. Because of its multiple biological functions, the focus of some recent studies has concentrated on the analysis of its role in cancer development, disease progression, invasion, angiogenesis and tumor metastasis formation. In this perspective, the present study aimed to characterize the secreted exosomes by two cell lines of oral squamous cell carcinomas (OSCC) (SCC-15 and HSC-3) and to evaluate its effects on a cell line of endothelial cells (HUVEC), in relation to their ability to form vascular structures, rates of migration, proliferation, and apoptosis / necrosis indices. Significantly higher means of cells with invasive (p<0.0001) and migratory potential (p = <0.0001) were observed for the HSC-3 cell line. Ultrastructurally, it was found that particles derived from the SCC-15 cell line exhibited a rounded morphology and diameter of less than 150 nm. No statistically significant difference was revealed between the studied cell lines, considering the nanovesicles quantization (p=0.2252) and exossomal size (p=0.1765). By indirect immunofluorescence, it was found that 22.15% of exosomes secreted by SCC-15 cells and 18.37% of exosomes derived from HSC-3 cells expressed anti-annexin antibody. With regard to the functional tests with HUVECs, treatment with exosomes derived from SCC-15 cell line induced a significant increase in their capacity of formation of vascular structures (p = <0.0001), migratory potential (p=0.0016) and rate of apoptosis (p<0.0001), while a decrease in cell proliferation was noted (p = 0.0030). On the other hand, the treatment with exosomes secreted by HSC-3 cell line produced a significant reduction in tubule formation (p<0.0001), motility (p = 0.0042) and cell proliferation (p=0.0010), whereas no statistically significant difference was observed in the apoptotic index (p=0.3004). The results of this study indicated the involvement of exosomes derived from OSCC cell lines in tumor angiogenesis process, in which the SCC-15 cells exhibited strong proangiogenic response and HSC-3 cell line showed antiangiogenic effect.
metadata.dc.description.resumo: Os exossomos são vesículas extracelulares originadas por brotamento interno da membrana de endossomos tardios que representam uma eficiente forma de comunicação intercelular. Devido às suas múltiplas funções biológicas, o foco de alguns estudos atuais tem se concentrado na análise do seu papel no desenvolvimento do câncer, progressão da doença, invasão, angiogênese e formação de metástases tumorais. Nesta perspectiva, o presente estudo objetivou caracterizar os exossomos secretados por duas linhagens celulares de carcinomas epidermoide oral (CEO) (SCC-15 e HSC-3) e avaliar seus efeitos sobre uma linhagem de células endoteliais (HUVEC), em relação à sua capacidade de formação de estruturas vasculares, taxas de migração, proliferação e índices de apoptose/necrose. Médias significativamente maiores de células com potencial invasivo (p<0,0001) e migratório (p<0,0001) foram observadas para a linhagem HSC-3. Ultraestruturalmente, verificou-se que as partículas derivadas da linhagem SCC-15 exibiram morfologia arredondada e diâmetro inferior a 150 nm. Nenhuma diferença estatisticamente significativa foi revelada entre as linhagens celulares estudadas, considerando a quantificação de nanovesículas (p=0,2252) e tamanho exossomal (p=0,1765). Por imunofluorescência indireta, identificou-se que 22,15% dos exossomos secretados pelas células SCC-15 e 18,37% dos exossomos derivados da linhagem HSC-3 expressaram o anticorpo anti-Anexina. No que se refere aos ensaios funcionais com as HUVECs, o tratamento com exossomos derivados da linhagem SCC-15 induziu um aumento significativo da capacidade de formação de estruturas vasculares (p<0,0001), potencial migratório (p=0,0016) e taxa de apoptose (p<0,0001), enquanto que uma redução da proliferação celular foi apontada (p=0,0030). Por outro lado, o tratamento com exossomos secretados pela linhagem HSC-3 promoveu uma redução significativa da formação tubular (p<0,0001), motilidade (p=0,0042) e proliferação celular (p=0,0010), ao passo que nenhuma diferença estatisticamente significativa foi observada no índice apoptótico (p=0,3004). Os resultados do presente estudo indicaram a participação dos exossomos derivados de linhagens de CEO no processo de angiogênese tumoral, onde as células SCC-15 exibiram forte resposta proangiogênica e a linhagem HSC-3 demonstrou efeito antiangiogênico.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/23027
Aparece nas coleções:PPGPO- Doutorado em Patologia Oral

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AnaLuizaDiasLeiteDeAndrade_TESE.pdf21,18 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.