Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23029
Título: Planejamento e práticas curriculares nos processos de alfabetização de alunos com deficiência intelectual: experiências e trajetórias em tempos de educação inclusiva
Autor(es): Fonseca, Géssica Fabiely
Palavras-chave: Currículo escolar;Deficiência intelectual;Processos de alfabetização
Data do documento: 11-Mai-2016
Citação: FONSECA, Géssica Fabiely. Planejamento e práticas curriculares nos processos de alfabetização de alunos com deficiência intelectual: experiências e trajetórias em tempos de educação inclusiva. 2016. 312f. Tese (Doutorado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: The aim of this thesis was to analyze the planning and curricular practice in student literacy process with intellectual disabilities in elementary school a natalense school. The methodological principles used refer to collaborative action research. The research was conducted in 2014 and 2015 at a school linked to a non-governmental organization in Natal - Rio Grande do Norte. For purposes of research, intervention in planning and curricular literacy proposals was held in collaboration with the following professional education: six 6 pedagogues who work as teachers hired in the institution, with emphasis on working with students with intellectual disabilities ); 3 students of Pedagogy (act as assistants or teachers and at the moment are studying pedagogy) and two pedagogical coordinators (one coordinator of the morning shift and the other the evening) and students with intellectual disabilities. As methodological procedures were used direct observation, semi-structured interviews, document analysis, Sessions Study and Curriculum Planning and interventions in literacy practices in the fourth year b school . Data were analyzed using the Content Analysis. In the theoretical framework, are presented conceptual aspects about the curriculum, school enrollment, literacy processes and intellectual disabilities. The results shown demonstrated if the planning and curriculum practices that embody the teaching and learning processes in elementary school had as a central feature of the intertwining of planning, methodological strategies and evaluation tools in the education process for all students. The results pointed to the lack of reading and writing activities and conventional practices in literacy processes developed in the fourth year of primary education with emphasis on participation and learning of two students with intellectual disabilities. In the collaborative aspect of the research, the data point to the negative implications of such practices for human learning regardless of intellectual disability. Even as results are proposed teaching of reading and writing activities in planning for the class and for students with intellectual disabilities as alternative curricular flexibility in the literacy process, in collaboration with their teachers pedagogues. Finally, the study concludes that the articulation of the teachers in the collective planning of educational activities aimed at the development and learning of all contributing to the planning, curriculum practice and students literacy processes with intellectual disabilities in elementary school researched school. The study highlights the importance of overcoming the access strategies and enable students with intellectual disabilities pedagogical moments of participation and learning curricula in school and consequently the inclusion in the literary universe that will open new avenues for the development of knowledge and school inclusion students with intellectual disabilities.
metadata.dc.description.resumo: O objetivo dessa tese foi analisar o planejamento e a prática curricular no processo de alfabetização de estudantes com deficiência intelectual no ensino fundamental de uma escola natalense. Os princípios metodológicos utilizados referem-se à pesquisa ação colaborativa. A investigação foi realizada no ano de 2014 e 2015 em uma escola vinculada a uma Organização Não-Governamental (ONG) de Natal – Rio Grande do Norte. Para fins da investigação, a intervenção no planejamento e nas propostas curriculares de alfabetização,foi realizada em colaboração com as seguintes profissionais da educação: seis-6 pedagogas que atuam como professoras contratadas na instituição, com ênfase para as que atuam com alunos com deficiência intelectual); 3 estagiárias (atuam como auxiliares ou professores e no momento estão cursando pedagogia) e as duas coordenadoras pedagógicas (uma coordenadora do turno matutino e a outra do vespertino) e os alunos com deficiência intelectual. Como procedimentos metodológicos foram utilizados a observação direta, entrevistas semiestruturadas, análise documental, Sessões de Estudo e Planejamento Curricular, bem como intervenções nas práticas de alfabetização no quarto ano b da escola. Os dados foram analisados com base na Análise de Conteúdo. No aporte teórico, apresentam-se aspectos conceituais acerca do currículo, inclusão escolar, processos de alfabetização e deficiência intelectual. Como resultados são evidenciados o planejamento e as práticas curriculares que consubstanciam os processos de ensino e aprendizagem no ensino fundamental I têm como característica central o entrelaçamento dos planejamentos, estratégias metodológicas e instrumentos avaliativos nos processos de escolarização de todos os alunos.Os resultados apontaram para a ausência de atividades de usos sociais de leitura e escrita e para as práticas convencionais nos processos de alfabetização de dois alunos com deficiência intelectual no quarto ano do ensino fundamental, em contrapartida as práticas direcionadas para os demais alunos estavam contextualizadas as propostas curriculares. No aspecto colaborativo da pesquisa, os dados apontam para as implicações negativas de tais práticas para a aprendizagem humana independentemente da deficiência intelectual. Ainda como resultados são propostas atividades pedagógicas de leitura e escrita no planejamento para toda a turma e para os alunos com deficiência intelectual como alternativas de flexibilização curricular no âmbito do processo de alfabetização, com a colaboração de suas professoras pedagogas. Por fim, o estudo conclui que a articulação das professoras no planejamento coletivo das ações pedagógicas direcionadas ao desenvolvimento e aprendizagem de todos contribuindo para o planejamento, a prática curricular e os processos de alfabetizaçãode estudantes com deficiência intelectual no ensino fundamental de escola pesquisada. O estudo evidencia a relevância de ultrapassar as estratégias de acesso e possibilitar aos discentes com deficiência intelectual momentos pedagógicos de participação e aprendizagem dos conteúdos curriculares na escola e consequentemente, a inserção no universo letrado, que abrirá novos caminhos para a construção de conhecimentos e para a inclusão escolar dos alunos com deficiência intelectual.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/23029
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GessicaFabielyFonseca_TESE..pdf7,7 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.