Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23317
Título: Planos nacionais para erradicação do trabalho escravo no Brasil: uma análise do monitoramento (2003-2015)
Autor(es): Nascimento, Carlos Francisco do
Palavras-chave: Trabalho escravo contemporâneo;Planos nacionais;Monitoramento;Eficácia
Data do documento: 24-Mar-2017
Citação: NASCIMENTO, Carlos Francisco do. Planos nacionais para erradicação do trabalho escravo no Brasil: uma análise do monitoramento (2003-2015). 2017. 249f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: Nowadays accurate empirical estimates of contemporary slave labor throughout the world have been established, as well as an extensive ethnographic documentation of the experiences of workers subjected to this practice. While this scenario offers valuable insights into the phenomenon in question, it is a hostage to a vast array of approaches to quantitative statistics of liberated workers or simple fact-finding. In Brazil, as part of the implementation of the National Plans for the Eradication of Slave Labor (2003 and 2008), government agencies and entities of organized civil society were integrated and articulated, developing an information network on contemporary slave labor. The present thesis is that the data of this network, mostly quantitative, have been constituted, even unofficially, in a kind of monitoring of contemporary slave labor in the country. It aims to examine the effectiveness of the monitoring implemented in order to verify the proximity of the information contained in its data with the social reality that permeates this illegal practice. For that, the data are analyzed in the face of contextual variables of social, economic, political and structural character. It is concluded that there is a large gap among the repertoire of contextual variables, which can dialogue with the object monitored in each specific area investigated, and the capacity of government agencies to use it in the formulation of qualitative data, contextualizing the social reality In which workers are oppressed through this illicit practice of labor exploitation, which points to the ineffectiveness of the monitoring investigated regarding the representativeness of the reality of contemporary slave labor in Brazil.
metadata.dc.description.resumo: Atualmente já se têm estabelecido estimativas empíricas precisas acerca do trabalho escravo contemporâneo espalhado pelo mundo, como também uma vasta documentação etnográfica das experiências dos trabalhadores submetidos a essa prática. Embora esse cenário ofereça valiosas perspectivas a respeito do fenômeno em questão, torna-se refém de uma vastidão de enfoques direcionados a estatísticas quantitativas de trabalhadores libertados ou de simples empiria de fatos. No Brasil, como parte da implementação dos Planos Nacionais para Erradicação do Trabalho Escravo (2003 e 2008), órgãos governamentais e entes da sociedade civil organizada foram integrados e articulados, desenvolvendo-se uma rede informacional sobre o trabalho escravo contemporâneo. A presente tese posiciona-se no sentido de que os dados dessa rede, na grande maioria quantitativos, se constituíram, mesmo que de forma não oficial, numa espécie de monitoramento do trabalho escravo contemporâneo no país. Objetiva-se examinar a eficácia do monitoramento implementado no sentido de aferir a proximidade das informações contidas em seus dados com a realidade social que permeia essa prática ilegal. Para tanto, os dados são analisados em face de variáveis contextuais de caráter social, econômico, político e estrutural. Conclui-se pela existência de uma enorme distância entre o repertório de variáveis contextuais referido, que pode dialogar com o objeto monitorado em cada espaço específico investigado, e a capacidade dos órgãos governamentais de utilizá-lo na formulação de dados qualitativos, contextualizando a realidade social em que se encontram os trabalhadores oprimidos por meio dessa prática ilícita de exploração do trabalho, o que aponta para a ineficácia do monitoramento investigado no tocante à representatividade da realidade do trabalho escravo contemporâneo no Brasil.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/23317
Aparece nas coleções:PPGCS - Doutorado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CarlosFranciscoDoNascimento_TESE.pdf2,5 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.