Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23613
Title: Efeito agudo do exercício intervalado de alta intensidade de baixo volume sobre a pressão arterial ambulatorial de normotensos
Other Titles: Acute effect of low-volume high-intensity interval exercise on ambulatorial blood pressure in normotensive
Authors: Dantas, Teresa Cristina Batista
Keywords: Hipotensão pós-exercício;Monitorização ambulatorial da pressão arterial;Exercício físico
Issue Date: 31-Aug-2016
Citation: DANTAS, Teresa Cristina Batista. Efeito agudo do exercício intervalado de alta intensidade de baixo volume sobre a pressão arterial ambulatorial de normotensos. 2016. 65f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Introdução: estudos demonstram a ocorrência de hipotensão pós-exercício (HPE) após ~60 minutos de exercício intervalado de alta intensidade (EIAI) em normotensos. Entretanto, existe uma lacuna no que se refere a HPE ambulatorial e ainda não é conhecido se os modelos de EIAI de baixo volume são capazes de reduzir a pressão arterial (PA) ambulatorial em normotensos. Objetivo: investigar o efeito de uma sessão de EIAI de baixo volume sobre a PA ambulatorial de normotensos. Métodos: vinte e um homens normotensos (23,6 ± 3,6 anos; 23,5 ± 2,3 kg/m2; PA de repouso 111,1 ± 6,4 / 62,4 ± 6,1 mmHg) realizaram: (i) teste incremental máximo; (ii) sessão EIAI e controle (sem exercício) em ordem randomizada. O EIAI consistiu de 10x60s a 100% da velocidade máxima atingida no teste de esforço intercalado com 60s de recuperação passiva. Os sujeitos permaneceram 20h com o aparelho de Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA). Foram avaliadas 13h de vigília e 7h de sono. O teste t de Student pareado foi utilizado para comparar a PA sistólica e diastólica entre as sessões controle e EIAI. A ANOVA two-way (condição vs. tempo) foi usada para comparar a PA ambulatorial hora a hora após as sessões controle e EIAI. Resultados: a PA sistólica no período de 20h de análise reduziu 2,8 ± 3,7 mmHg e a PA diastólica reduziu 1,7 ± 3,5 mmHg após a sessão de EIAI em relação à sessão controle (p<0,05). No período da vigília, a PA sistólica reduziu 3,2 ± 3,7 mmHg e a PA diastólica 1,8 ± 3,9 mmHg após a sessão de EIAI em relação à sessão controle (p<0,05). Não houve diferença na PA sistólica e diastólica durante o período do sono (p>0,05). A ANOVA two-way demostrou que a PA sistólica foi menor nas primeiras cinco horas após a sessão EIAI comparada a sessão controle [delta mínimo: -3,2 mmHg; delta máximo: -4,8 mmHg (p<0,05)]. Conclusões: uma sessão de EIAI de baixo volume reduziu a PA na vigília e no período de 20h em normotensos. A hipotensão em maior magnitude ocorrida nas primeiras cinco horas pós-exercício parecer explicar a redução da PA na vigília e no período de 20h.
Abstract: Introduction: Previous research have already shown the occurrence of post-exercise hypotension (PEH) after ~60 minutes of high-intensity interval exercise (HIIE) in normotensive subjects. However, there is a gap with regard to ambulatory PEH and it is not yet knowns if the low-volume HIIE reduces ambulatory blood pressure (BP) in normotensive subjects. Objective: To investigate the effect of a single session of low-volume HIIE on ambulatory BP in normotensive subjects. Methods: Twenty-one normotensive males (23.6 ± 3.6 years, 23.5 ± 2.3 kg/m2, resting PA 111.1 ± 6.4 / 62.4 ± 6.1 mmHg) performed: (i) maximum incremental test; (ii) HIIE and control sessions in a randomized order. The HIIE consisted of 10x60s at 100% of maximal velocity interspersed by 60s of passive recovery. The paired sample t-test was used to compare systolic and diastolic BP between control and HIIE sessions. A two-way ANOVA (condition vs. time) was used to compare the ambulatory BP response hour to hour following the control and HIIE sessions. Results: Systolic BP in the 20-hour analysis reduced 2.8 ± 3.7 mmHg and diastolic BP reduced 1.7 ± 3.5 mmHg after the HIIE session compared to the control session (p<0.05). In the awake period, systolic BP decreased 3.2 ± 3.7 mmHg and diastolic BP 1.8 ± 3.9 mmHg after the HIIE session compared to the control session (p<0.05). There was no difference in the systolic and diastolic BP during the asleep period (p> 0.05). The two-way ANOVA demonstrated that systolic BP was lower in the first five hours after the HIIE session compared to the control session [minimum delta: -3.2 mmHg; maximum delta: -4.8 mmHg (p <0.05)]. Conclusion: A single session of low-volume HIIE reduces ambulatory BP in normotensive. The greater magnitude of hypotension during the first five hours post-exercise seems to explain the BP reduction in 20h and awake periods.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23613
Appears in Collections:PPGEF - Mestrado em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TeresaCristinaBatistaDantas_DISSERT.pdf1,99 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.