Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23637
Título: Caracterização do padrão de Quimiocinas em diferentes formas clínicas da doença de chagas
Autor(es): Araújo, Nayana Luiza Soares de
Palavras-chave: Doença de Chagas;Trypanosoma cruzi;Quimiocinas;Receptores de quimiocinas;Formas clínicas
Data do documento: 24-Fev-2017
Citação: ARAUJO, Nayana Luiza Soares de. Caracterização do padrão de Quimiocinas em diferentes formas clínicas da doença de chagas. 2017. 64f. Dissertação (Mestrado em Biologia Parasitária) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: Chemokines act in the recruitment and accumulation of leukocytes during the inflammatory process and play an important role in the development of the different clinical forms of Chagas’ disease. The aim of this study was to evaluate the expression of chemokines and chemokine receptors in patients with the different clinical forms of this disease. The mRNA quantification of chemokines (CCL1, CCL2, CCL3, CCL4, CCL5, CCL17, CCL22, CCL24, CCL27, CCL28, CXCL9, CXCL10) and chemokine receptors (CCR2, CCR3, CCR4, CCR5, CCR6, CCR7, CCR8, CCR10, CXCR3) in patients with indeterminated form (n=18), cardiac form (n=17), digestive form (n=15) and cardiodigestive form (n=15) was performed in peripheral-blood mononuclear cells (PBMC) by real-time PCR. Patients with the cardiac form displayed higher mRNA expression of CXCL9, CXCL10, CXCR3 and CCR5, than patients with indeterminate form. On the other hand, patients with the digestive form showed high transcript expression of CCR3, when compared to patients with indeterminate and cardiac clinical forms of the disease. In addition there was positive correlation beteween CCR3 mRNA expression and sigmoid dimension. The relative expression of CCL5 was higher in cardiodigestive patients compared to those with the cardiac and indeterminate forms. CXCL9, CXCL10, CXCR3 and CCR5 participate in the migration of Th1-profile cells and the high expression in patients with chagasic cardiomyopathy indicates their contribution in the cardiac inflammatory process. Patients with digestive form showed high of CCR3 mRNA expression which is involved with Th2 immune profile, indicating possible polarization for this profile in development of digestive form of disease. The involvement of chemokines and chemokine receptors in different clinical forms of Chagas’ disease may provide a better understanding of the mechanism of disease pathogenesis.
metadata.dc.description.resumo: Quimiocinas atuam no recrutamento e acumulação de leucócitos durante o processo inflamatório e por este papel têm importante participação no desenvolvimento das diferentes manifestações clínicas da doença de Chagas. O objetivo deste estudo foi avaliar a expressão de quimiocinas e receptores de quimiocinas em pacientes com as diferentes formas clínicas desta doença. A quantificação do RNA mensageiro (RNAm) das quimiocinas (CCL1, CCL2, CCL3, CCL4, CCL5, CCL17, CCL22, CCL24, CCL27, CCL28, CXCL9, CXCL10) e receptores de quimiocinas (CCR2, CCR3, CCR4, CCR5, CCR6, CCR7, CCR8, CCR10, CXCR3) de pacientes com as formas indeterminada (n=18), cardíaca (n=17), digestiva (n=15) e cardiodigestiva (n=15) foi realizada a partir de células mononucleares de sangue periférico (CMSP), por PCR em tempo real. Pacientes com a forma cardíaca apresentaram maior expressão relativa de RNAm de CXCL9, CXCL10, CXCR3 e CCR5 quando comparados aos pacientes com a forma indeterminada. Por outro lado, pacientes com a forma digestiva mostraram elevada expressão de transcritos de CCR3 em relação aos pacientes com as formas indeterminada e cardíaca, além disso, houve correlação positiva entre a expressão desse receptor com a dimensão do sigmoide. A expressão relativa de CCL5 foi maior em pacientes com a forma cardiodigestiva em comparação aos pacientes com as formas cardíaca e indeterminada. CXCL9, CXCL10, CXCR3 e CCR5 participam da migração de células do perfil de resposta Th1 e a elevada expressão dos seus RNAm em pacientes com cardiomiopatia chagásica indica a contribuição dessas moléculas no processo inflamatório no tecido cardíaco. Pacientes com a forma digestiva apresentaram maior expressão relativa de CCR3, receptor envolvido com o perfil Th2 de resposta imune, indicando a possível polarização para este perfil no desenvolvimento da forma digestiva. O envolvimento de quimiocinas e seus receptores no desenvolvimento das diferentes formas clínicas da doença de Chagas pode fornecer uma melhor compreensão dos mecanismos de patogênese da doença.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23637
Aparece nas coleções:PPGBP - Mestrado em Biologia Parasitária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
NayanaLuizaSoaresDeAraujo_DISSERT.pdf1,37 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.