Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23671
Title: Revisão morfológica e molecular do gênero Cyathus Haller (Nidulariaceae, Agaricales, Basidiomycota)
Authors: Cruz, Rhudson Henrique Santos Ferreira da
Keywords: Bird’s nest fungi;Fungos gasteroides;Taxonomia;Sistemática;Filogenia
Issue Date: 31-Mar-2017
Citation: CRUZ, Rhudson Henrique Santos Ferreira da. Revisão morfológica e molecular do gênero Cyathus Haller (Nidulariaceae, Agaricales, Basidiomycota). 2017. 244f. Tese (Doutorado em Sistemática e Evolução) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: O gênero Cyathus Haller foi estabelecido em 1768, porém estudos taxonômicos aprofundados envolvendo o grupo só ocorreram à partir de 1844. Nos anos seguintes foram propostas alterações na classificação infragenérica de Cyathus baseando-se principalmente na morfologia. Lloyd, em 1906, distribuiu as espécies em cinco grupos, e em 1975 Brodie ampliou para sete grupos. Com o avanço dos estudos filogenéticos, as classificações morfológicas foram testadas e uma nova subdivisão em três grupos foi proposta por Zhao e colaboradores, em 2007. Tendo como base as características morfológicas utilizadas nas duas últimas classificações, é notável a presença de caracteres morfológicos ambíguos e mal delimitados, o que torna a identificação em nível de espécie muitas vezes duvidosa. Assim, esta tese se propôs a compreender as relações filogenéticas dos fungos do gênero Cyathus, e como estas relações refletem na caracterização taxonômica, através de análises morfológicas e moleculares abrangendo a maior parte das espécies tipo do grupo. Os espécimes analisados procedem de empréstimo de coleções de fungos nacionais (JPB, URM, UESC e UFRNFungos) e internacionais (BBH, BPI, PH, DAOM, K, MA-Fungi, PC e TNS). As análises morfológicas e moleculares foram realizadas no Brasil e no Japão: a morfologia seguiu a metodologia padrão para o grupo, e a análise molecular foi realizada com base em protocolos disponíveis na literatura ou indicados pelos fabricantes dos reagentes, com etapas adaptadas para o gênero Cyathus, incluindo o desenho de primers específicos. Novos caracteres morfológicos informativos foram definidos a partir da redescrição de 50 tipos e 4 outras espécies. Todas as 81 espécies com nome em uso corrente foram discutidas. Pranchas de imagens, lista de nomes inválidos e lista de sinônimos também são apresentadas. As análises filogenéticas utilizando Máxima Parcimônia e Bayesiana incluíram 36 espécies, sendo 25 delas enquadradas em alguma categoria de tipo nomenclatural. O monofiletismo de Cyathus foi confirmado com suporte máximo em ambos os testes, e os grupos infragenéricos da última classificação baseada em dados moleculares se mantiveram inalterados, entretanto o clado striatum apresentou segregação em cinco grupos e dois subgrupos. A organização filogenética está suportada com base em caracteres morfológicos, e são apresentadas diagnoses para cada um dos agrupamentos bem como uma chave dicotômica para a separação infragenérica.
Abstract: The genus Cyathus Haller was established in 1768, but in-depth taxonomic studies with the group only occurred after 1844. In the following years changes in the infrageneric classification of Cyathus were proposed, based mainly on morphology. In 1906 Lloyd distributed the species into five groups, and in 1975 Brodie expanded to seven groups. With the advances of phylogenetic studies, the morphological classifications were tested and a new subdividion into three groups was proposed by Zhao and collaborators in 2007. Based on the morphological characteristics used in the last two classifications, is remarkable the presence of ambiguous and poorly delimited morphological characters, which makes identification at species level often doubtful. Thus, this PhD thesis aimed to understand the phylogenetic relationships of the fungi in the genus Cyathus and how these relations reflect in the taxonomic characterization, through morphological and molecular analyzes covering most of the type species of the group. The specimens analyzed come from national (JPB, URM, UESC and UFRN-Fungos) and international fungal collections (BBH, BPI, PH, DAOM, K, MA-Fungi, PC and TNS). Morphological and molecular analyzes were performed in Brazil and Japan: the morphology followed the standard methodology for the group, and the molecular analysis was performed based on protocols available in the literature or indicated by the reagent manufacturers, with steps adapted for the genus Cyathus, including the design of specific primers. New informational morphological characters were defined from the description of 50 types and 4 other species. All 81 species with name in current use were discussed. Figure plates, list of invalid names and list of synonyms are also presented. The phylogenetic analyzes using Maximum Parsimony and Bayesian included 36 species, 25 of them being classified in some nomenclatural type category. The monophyletism of Cyathus was confirmed with maximum support in both tests, and the infrageneric groups of the last classification based on molecular data were unchanged, however the clade striatum showed segregation into five groups and two subgroups. All the phylogenetic organization is supported based on morphological characters and diagnoses are presented for each clusters as well as a dichotomous key for the infrageneric separation.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23671
Appears in Collections:PPGSE - Doutorado em Sistemática e Evolução

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RhudsonHenriqueSantosFerreiraDaCruz_TESE.pdf15,82 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.