Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23921
Título: Janela indiscreta: um estudo sobre sexo virtual, desejo e consumo no site câmera privê
Autor(es): Silva, Allyson Darlan Moreira da
Palavras-chave: Sexo virtual;Midiatização;Consumo;Interação;Câmera Privê
Data do documento: 29-Jun-2017
Citação: SILVA, Allyson Darlan Moreira da. Janela indiscreta: um estudo sobre sexo virtual, desejo e consumo no site câmera privê . 2017. 104f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Mídia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: The present work seeks to investigate how the subject body is constructed as a desired and desired sexual object of consumption on the site of sexual relationships with webcam uses, called the Privê Camera, stressing about the potentialities of the postmodern body in the context of virtualisation of the Sex between two or more people interacting in cyberspace.. Considering the virtualization of social interaction as a consequence of mediatization, the body in today's society finds in the technological advance, which reaches levels of deep social and economic changes, new possibilities of sexual experiences between the subjects, motivated among other things by desires and/or financial interests. In order to carry out this study, we started with an exploratory research on the windows of webcam transmissions of male, female and transsexual models on the Câmera Privê relationship site, throughout 2016 and part of 2017, where we sought to observe the routine of the models, the strategies of negotiating these with clients during sexual performances in the online. These performances are elaborated in a composition of image and text, integrated to the erotic repertoire of its interlocutors and constructed in the individual relation of the inter-action of speeches, gestures and visual stimuli, possible only in the current social context with mediatization. In Câmera Privê, we perceive how the body is linked to consumption from the virtualization of desire and sexual relations through commercial transactions among its users, in a world dominated by the market of symbolic goods. While on the one hand the sensation of freedom of intellectual and audiovisual production, virtualization of our sensorial capacities, information sharing and social articulation in contemporary cyberspace have encouraged libertarian discourses, the entertainment industry, in turn, instrumentalizes us in the form of a network And launches sexuality into a future of uncertainties.
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho busca investigar como o corpo sujeito é construído enquanto objeto sexual, desejante e desejado, de consumo no site de relacionamentos sexuais com usos de webcam, denominado Câmera Privê, tensionando a respeito das potencialidades do corpo pós-moderno em contexto de virtualização do sexo entre duas ou mais pessoas em interação no ciberespaço. Considerando a virtualização da interação social como uma consequência da midiatização, o corpo na sociedade atual encontra no avanço tecnológico, que alcança níveis de profundas mudanças sociais e econômicas, novas possibilidades de experiências sexuais entre os sujeitos, motivadas, entre outras coisas, por desejos e/ou interesses financeiros. Para a realização deste estudo, partimos de uma pesquisa exploratória interpretativa nas janelas de transmissões via webcam de modelos do gênero masculino, feminino e transexual no site de relacionamento Câmera Privê, ao longo do ano 2016 e parte de 2017, onde buscamos observar a rotina dos modelos, as estratégias de negociação destes com os clientes durante as performances sexuais no online. Estas performances se elaboram em uma composição de imagem e texto, integrada ao repertório erótico de seus interlocutores e construída na relação individual da inter-ação de falas, gestos e estímulos visuais, possíveis somente no quadro social da atualidade com a midiatização. Em Câmera Privê, percebemos como o corpo está atrelado ao consumo a partir da virtualização do desejo e das relações sexuais mediante transações comerciais entre seus usuários, em um mundo dominado pelo mercado de bens simbólicos. Se por um lado a sensação de liberdade de produção intelectual e audiovisual, virtualização de nossas capacidades sensoriais, compartilhamento de informações e articulação social no ciberespaço na contemporaneidade têm encorajado discursos libertários, a indústria do entretenimento, por sua vez, nos instrumentaliza em forma de rede e lança a sexualidade em um futuro de incertezas.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23921
Aparece nas coleções:PPGEM - Mestrado em Estudos da Mídia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AllysonDarlanMoreiraDaSilva_DISSERT.pdf9,92 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.