Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24000
Título: Avaliação das atividades antitumoral e antioxidante in vitro de extratos de Libidibia ferrea em células de câncer colorretal
Autor(es): Guerra, Andreza Conceição Véras de Aguiar
Palavras-chave: Libidibia ferrea;Câncer colorretal;Apoptose;Antioxidante
Data do documento: 23-Jun-2017
Citação: GUERRA, Andreza Conceição Véras de Aguiar. Avaliação das atividades antitumoral e antioxidante in vitro de extratos de Libidibia ferrea em células de câncer colorretal. 2017. 59f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: Colorectal cancer is noted for being one of the most frequent of tumors, with expressive morbidity and mortality rates. In new drug discovery, plants stand out as a source capable of yielding safe and high-efficiency products. Well known in Brazilian popular medicine, Libidibia ferrea (Mart. Ex Tul.) L.P. Queiroz var. ferrea (better known as "ironwood" or "jucá"), has been used to treat a wide spectrum of conditions and to prevent cancer. Using methodologies that involved flow cytometry, spectrophotometry and RT-qPCR assays, ethanolic extracts of the fruits of L. ferrea (20T, 40T, 60T and 80T) were evaluated at 24 h and 48 h for: their ability to inhibit cell proliferation; induce apoptosis through Bcl-2, caspase-3 and Apaf-1; their antioxidant activity and effects on important targets related to cell proliferation (EGFR and AKT) in the HT-29 human colorectal cancer lineage. The results revealed antiproliferative activity as compared to the controls, induction of apoptosis through the intrinsic pathway, and in vitro tumor inhibition activity under the mediation of important targets in tumorigenesis. In addition, L. ferrea revealed antioxidant, lipid peroxidation and chemoprotective effects in healthy cells. Thus, L. ferrea derivatives have important anticancer effects, and may be considered promising candidate for colorectal cancer therapy.
metadata.dc.description.resumo: O câncer colorretal tem se destacado por ser um dos tumores mais freqüentes, com taxas de morbidade e mortalidade expressivos. Na descoberta de novas drogas, produtos derivados de plantas se destacam por ser uma fonte segura e capaz de originar compostos de alta eficiência. Bastante conhecida na medicina popular brasileira, Libidibia ferrea (Mart. ex Tul.) L.P. Queiroz var. ferrea, tem sido utilizada no tratamento de um amplo espectro de condições e na prevenção do câncer. Nesse estudo, extratos etanólicos dos frutos de L. ferrea (a 20T, 40T, 60T e 80T) foram avaliados por 24 h e 48 h pela capacidade de inibição da proliferação celular; indução de apoptose através da avaliação de Bcl-2, caspase-3 e Apaf-1; atividade antioxidante e efeito sobre alvos importantes relacionados a proliferação celular (EGFR e AKT) na linhagem colorretal humana HT-29, por meio de metodologias que envolveram ensaios de citometria de fluxo, espectrofotometria e RT-qPCR. Os resultados demostram que os extratos tiveram atividade antiproliferativa comparado ao controle, indução de apoptose através da via intrínseca e ação de inibição tumoral in vitro com a mediação de alvos importantes na tumorigênese. Além disso, possui efeito antioxidante e anti-peroxidação lipídica, bem como quimioprotetor nas células saudáveis. Portanto, derivados de L. ferrea possuem importantes efeitos anticâncer podendo ser considerados candidatos moleculares promissores para o tratamento do câncer colorretal.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24000
Aparece nas coleções:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AndrezaConceicaoVerasDeAguiarGuerra_DISSERT.pdf2,27 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.