Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24041
Title: Atividade anti-inflamatória e antinociceptiva dos extratos brutos e frações de Eugenia uniflora e Libidibia ferrea in vivo
Authors: Falcão, Tamires Rocha
Keywords: Libidibia ferrea;Eugenia uniflora;Atividade antinociceptiva;Estresse oxidativo;Anti-inflamatória
Issue Date: 29-Jun-2017
Citation: FALCÃO, Tamires Rocha. Atividade anti-inflamatória e antinociceptiva dos extratos brutos e frações de Eugenia uniflora e Libidibia ferrea in vivo. 2017. 136f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Abstract: The species Libidibia ferrea belongs to the family Fabaceae, popularly known as pau-ferro or jucá, being used in traditional medicine as antibacterial, antiulcerogenic, anti-inflammatory and analgesic. Eugenia uniflora belongs to Myrtaceae family, being known as pitanga, popularly used in the treatment of diarrhea, inflammation, hyperglycemia and hypertension. An analysis of medicinal plants as a source of new drugs for the treatment of several diseases, and involvement of the inflammatory process in numerous diseases, and strong indications of pharmacological activity associated with the presence of bioactive substances present in these species, With the aim of evaluating an anti-inflammatory and antimociceptive activity of the crude extracts and phrases of Libidíbia ferreira and Eugenia uniflora, through the model of carrageenan-induced peritonitis, hot plate test and abdominal contortions induced by acetic acid in Swiss mice Species Mus musculus. From crude and crushed vegetable materials, crude extracts and Eugenia uniflora fractions (crude aqueous extract, aqueous fraction, hexane fraction and ethyl acetate fraction) and Libidibia ferrea (crude aqueous extract, extracts Crude extracted with ethanol 20, 40, 60 and 80%, fraction ethyl acetate and aqueous fraction). The chromatographic analyzes of the extracts and the fractions allowed to separate and identify the gallic acid hydrolysable tannins, with retention time of approximately 8.7 minutes, and ellagic acid, with retention time of 25.1 minutes, also detected the flavonoid myricitrin, Confirmed With the chromatographic data of the standards. In the evaluation of leukocyte migration, the crude extract fractions of Eugenia uniflora and Libidibia ferrea at doses of 50 mg / kg, 100 and 200 mg / kg reduced the number of inflammatory cells to the site of inflammation (p <0.001), comparing the treated groups With the positive control group. The decrease in the cellular influx was accompanied by a decreased marking of myeloperoxidase activity, reduction of MDA, and showed protection against glutathione depletion (p <0.001). The administration of the crude extracts and fractions produced a peripheral antinociceptive response in all the doses tested, reducing the number of product contours by means of an acoustic in mice, but demonstrating little central analgesic activity, being evaluated by the hot plate test. The results indicate that these plants are anti-inflammatory and antinociceptive activities. However, other studies are indispensable for the elucidation of its pharmacological properties, studies of inscription analysis and toxic properties.
Portuguese Abstract: A espécie Libidibia ferrea pertence a família Fabaceae, popularmente conhecida como pau-ferro ou jucá, sendo utilizada na medicina tradicional como antibacteriana, antiulcerogênica, anti-inflamatória e analgésica. Eugenia uniflora pertence família Myrtaceae, sendo conhecida como pitanga, utilizada popularmente no tratamento de diarreia, inflamação, hiperglicemia e hipertensão. Considerando a importância das plantas medicinais como fonte de novos medicamentos úteis para o tratamento de diversas doenças, e o envolvimento do processo inflamatório em inúmeras afecções, e os fortes indícios de atividade farmacológica associada à presença de substâncias bioativas presente nestas espécies, delineou-se um estudo pré-clínico com o objetivo de avaliar a atividade anti-inflamatória e antinociceptiva dos extratos brutos e frações de Libidibia ferrea e Eugenia uniflora, por meio do modelo de peritonite induzido por carragenina, teste de placa quente e contorções abdominais induzidas por ácido acético em camundongos Swiss espécie Mus musculus. A partir dos materiais vegetais secos e triturados, obteve-se por métodos gerais de farmacognosia extratos brutos e frações de Eugenia uniflora (extrato bruto aquoso, fração aquosa, fração hexânica e fração acetato de etila) e de Libidibia ferrea (extrato bruto aquoso, extratos brutos extraídos com etanol 20, 40, 60 e 80%, fração acetato de etila e fração aquosa). As análises cromatográficas dos extratos brutos e frações permitiram separar e identificar os taninos hidrolisáveis ácido gálico, com tempo de retenção de aproximadamente 8,7 minutos, e o ácido elágico, com tempo de retenção de 25,1 minutos, foi detectado ainda o flavonoide miricitrina, confirmada com os dados cromatográficos dos padrões. Na avaliação da migração leucocitária, o extrato bruto frações de Eugenia uniflora e Libidibia ferrea nas doses de 50 mg/kg, 100 e 200 mg/kg reduziram o número de células inflamatórias para o sítio da inflamação (p<0,001) comparando os grupos tratados com o grupo controle positivo. A diminuição do influxo celular foi acompanhada de uma marcante diminuição da atividade da mieloperoxidase, redução de MDA, e mostrou proteger contra a depleção de glutationa (p<0,001). A administração dos extratos brutos e frações produziu uma resposta antinociceptiva periférica em todas as doses testadas, reduzindo significativamente o número de contorções abdominais induzidas por ácido acético em camundongos, porém demonstrou ter atividade analgésica central pouco significativa, sendo avaliada pelo teste de placa quente. Os resultados descritos indicam que estas plantas possuem atividades anti-inflamatórias e antinociceptivas. No entanto, outros estudos são necessários para elucidação de suas propriedades farmacológicas, estudos de análise em nível sistêmico e propriedades toxicológicas.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24041
Appears in Collections:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AtividadeAnti-inflamatóriaAntinociceptiva_Falcao_2017.pdf2,45 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.